Tag: Tipos de Pele

Qual protetor solar ideal para cada tipo de pele?

Você conhece qual é o seu tipo de pele? No universo vasto dos cuidados com a pele, identificar suas características específicas é o primeiro passo para uma rotina de skincare eficiente. Neste guia, desvendaremos os diferentes tipos de pele e apresentaremos os protetores solares ideais para cada necessidade. Garanta uma proteção solar personalizada e potencialize a saúde e a beleza da sua pele. Vamos explorar juntos o caminho para uma pele radiante e bem-cuidada!

Quais os Tipos de Pele?

Entender o seu tipo de pele é o primeiro passo para escolher o protetor solar perfeito. Aqui estão alguns tipos comuns e suas características:

Pele Oleosa:

Tende a produzir mais óleo, resultando em um brilho excessivo.

Propensa a poros dilatados e acne.

Pele Mista:

Algumas áreas podem ser mais oleosas, como a área T (testa, nariz e queixo) enquanto outras permanecem equilibradas.

Textura mais uniforme em comparação com a pele oleosa.

Pele Acneica:

Propensa a acne e imperfeições.

Também pode ser oleosa ou mista.

Pele Seca:

Tende a sentir-se áspera e pode descamar.

Menos propensa a acne, mas pode ser sensível.

Pele Sensível:

Pode reagir facilmente a determinados produtos e condições ambientais.

Propensa a vermelhidão e irritação.

Compreender as características específicas da sua pele ajudará a escolher um protetor solar que atenda às suas necessidades individuais.

Protetor Solar Ideal para Cada Tipo de Pele

Escolher o protetor solar certo é essencial para uma rotina de skincare eficaz. Aqui estão algumas opções ideais para cada tipo de pele:

Pele Oleosa: Normalize Solar Oil Control FPS 50

Pele Mista: Biosole BB FPS 60

biosole BB
  • Protetor solar com cor, toque seco e aveludado.
  • Defesa 155% mais eficaz contra a Luz Azul e Visível.
  • Alto fator de proteção UVA, auxiliando na redução de manchas e melasma.
  • 12 horas de proteção solar e 12 horas de fotoestabilidade.

Pele Acneica: Normalize Pore Control FPS 50

  • Controla a acne e reduz poros com eficácia antiporos comprovada.
  • Desenvolvido com Silicas Globulares para redução e disfarce de poros abertos.
  • 12 horas de proteção solar e 12 horas de fotoestabilidade, com controle duradouro da oleosidade.

Pele Seca: Normalize Hydra Comfort FPS 90

  • Antimanchas solares e hidratante.
  • Textura leve, confortável e não oleosa.
  • Protege peles sensíveis ao sol, melasma e envelhecidas.
  • 12 horas de proteção solar e 12 horas de fotoestabilidade.

Pele Sensível: Soleize Mineral FPS 66

Soleize Mineral
  • Protetor solar físico anti-melasma com textura mousse.
  • Ideal para peles com sensibilidade e sinais de vermelhidão
  • Muito alta proteção UVA e UVB, Luz Azul e Visível.
  • Cor universal adaptável, ideal para fototipos 1, 2, 3 e 4.
  • 12 horas de proteção solar e 12 horas de fotoestabilidade.

Garanta a proteção perfeita para sua pele com a linha diversificada de protetores solares da Ada Tina, cuidadosamente formulados para atender às necessidades específicas de cada tipo de pele.

Qual é o melhor hidratante facial para pele oleosa com efeito matte?

No universo da skincare, encontrar o hidratante facial perfeito para pele oleosa com efeito matte pode ser um desafio, mas a Ada Tina, pioneira em inovações para a saúde da pele, apresenta uma resposta eficaz. Neste guia, exploraremos os benefícios do efeito matte e como conquistar a matificação desejada enquanto nutre e equilibra a sua pele com o melhor hidratante facial para pele oleosa. Prepare-se para desvendar os segredos de uma pele radiante, livre do excesso de oleosidade e com um toque suave e aveludado.

Quais as características da pele oleosa?

A pele oleosa é caracterizada por uma produção excessiva de óleo, conhecido como sebo, pelas glândulas sebáceas. Essas glândulas, responsáveis por lubrificar a pele, podem se tornar hiperativas e superprodutivas, resultando em um brilho mais pronunciado, especialmente na zona T (testa, nariz e queixo), onde são mais concentradas. Além do brilho, a pele oleosa frequentemente apresenta poros dilatados, propensão à acne e, paradoxalmente, pode sofrer com a desidratação.

Encontrar produtos adequados para controlar a oleosidade, sem comprometer a hidratação, é essencial para manter o equilíbrio e garantir uma pele saudável e radiante. O desafio é oferecer uma hidratação eficaz que não aumente a produção de óleo, proporcionando uma sensação de frescor e um efeito matte duradouro. Portanto, escolher produtos formulados especificamente para pele oleosa, como os desenvolvidos pela Ada Tina, é fundamental para uma rotina de cuidados eficaz e equilibrada.

E a pele mista?

A pele mista é uma combinação intrigante de características da pele oleosa e seca ou normal, apresentando desafios únicos de cuidados com a pele. Geralmente, a zona T tende a ser mais propensa à oleosidade, enquanto outras áreas do rosto podem manifestar sinais de ressecamento. Essa dualidade requer uma abordagem equilibrada para garantir que as necessidades de todas as regiões sejam atendidas adequadamente.

A complexidade da pele mista vai além da observação superficial, envolvendo um entendimento profundo das necessidades específicas de cada parte do rosto. Controlar o brilho excessivo na zona T sem desidratar as áreas mais secas é o desafio que enfrentamos ao escolher os produtos adequados. A busca pelo equilíbrio se torna uma jornada delicada, e é aqui que produtos formulados para peles mistas e oleosas desempenham um papel essencial.

O que é o efeito matte e qual a sua importância para pele oleosa?

No universo dos cuidados com a pele, o termo “efeito matte” tornou-se uma referência essencial, especialmente para aqueles que enfrentam o desafio constante da pele oleosa. Mas afinal, o que é o efeito matte e por que ele desempenha um papel crucial na busca por uma pele impecável?

O efeito matte refere-se a uma textura que proporciona um acabamento opaco e sem brilho à pele. Para quem lida com a oleosidade excessiva, esse efeito se torna um aliado valioso, pois ajuda a controlar o resplendor indesejado ao longo do dia. Essa característica não apenas confere um visual mais uniforme e suave, mas também contribui para a durabilidade da maquiagem, evitando o temido brilho excessivo que pode comprometer a aparência.

A importância do efeito matte vai além da estética. Ele se traduz em conforto e confiança para quem busca manter a pele oleosa ou mista sob controle. Ao optar por produtos formulados com esse efeito, é possível desfrutar de uma sensação duradoura de frescor, sem se preocupar com a oleosidade prejudicando a maquiagem ou causando desconforto ao longo do dia.

Os hidratantes faciais com efeito matte da Ada Tina apresentam uma solução inteligente e eficaz para atender às necessidades específicas da pele oleosa. Formulados com ingredientes avançados, como Zinco PCA e Niacinamida, esses produtos não apenas fornecem a hidratação necessária, mas também controlam o brilho excessivo, oferecendo uma experiência completa de cuidados com a pele. A presença de Zinco PCA ajuda a normalizar a secreção sebácea e reduzir a proliferação das bactérias que podem causar a acne, enquanto a Niacinamida ajuda a controlar a oleosidade excessiva, resultando em uma pele equilibrada e livre de brilho excessivo. Descubra como incorporar o poder do efeito matte, enriquecido por esses ingredientes, pode transformar a maneira como você vive e aprecia a jornada em direção a uma pele oleosa impecável.

Pele oleosa precisa de hidratação?

Sim, a pele oleosa também precisa de hidratação, e encontrar o hidratante facial certo pode fazer toda a diferença. Ao contrário do mito comum de que a pele oleosa não precisa de hidratação, ela precisa ser adequadamente hidratada para manter o equilíbrio natural. A falta de hidratação pode levar a um aumento na produção de óleo, já que a pele tenta compensar a falta de umidade. Optar por um hidratante facial específico para pele oleosa, como os oferecidos pela Ada Tina, ajuda a controlar a oleosidade, fornecendo a hidratação necessária sem obstruir os poros. Esses produtos são formulados para equilibrar a pele, proporcionando uma sensação de frescor e mate, sem comprometer a saúde e o aspecto geral da pele oleosa.

Qual é o melhor hidratante facial para pele oleosa com efeito matte?

O Depore Mat Extreme da Ada Tina se destaca como o melhor aliado para quem busca um hidratante facial para pele oleosa com efeito matte. Este gel creme ultra matificante é projetado para proporcionar resultados rápidos e eficazes. Em apenas 10 minutos, sua fórmula inovadora, enriquecida com a Tecnologia de Tripla Ação Secativa e Zinco PCA, reduz significativamente a oleosidade da pele, oferecendo um toque seco e aveludado.

Depore Mat Extreme

A tecnologia ultra matificante do Depore Mat Extreme combina três tipos de sílicas secativas, Zinco PCA e Niacinamida, atuando sinergicamente para controlar a oleosidade, tanto presente quanto prevenindo o excesso de secreção sebácea. Além disso, seu efeito secativo imediato proporciona uma pele mais sequinha e uniforme, controlando poros dilatados.

Com toque seco, oil-free e confortável, este gel hidratante não apenas matifica a pele, mas também reduz poros de forma contínua, deixando-a mais equilibrada, sem brilho excessivo e uniforme. Se você busca um produto eficaz para peles oleosas, acneicas e com poros dilatados, o Depore Mat Extreme é a escolha ideal para conquistar uma pele matificada, saudável e com poros controlados.

Hiperpigmentação da pele negra, por que as manchas podem aparecer com mais facilidade?

Já dissemos por aqui que “a pele é um universo”, cada uma tem suas características, peculiaridades, preferências e casos específicos, por isso é preciso conhecê-la e criar intimidade com ela. Cada pele possui suas próprias características, ela é única, e assim acontece também com a pele negra, muitos mitos e rótulos envolvem esse assunto, por isso se informar e entender que cada pele funciona de uma maneira diferente independente do tom é essencial.

O que é hiperpigmentação?

A hiperpigmentação se dá pelo aumento da pigmentação natural da pele, deixando-a mais escura, formando manchas como a do melasma, por exemplo. Isso normalmente acontece pelo aumento da atividade celular dos melanócitos, células responsáveis pela produção do pigmento, a melanina. A melanina é o pigmento marrom responsável por dar cor à pele, por isso o aumento desse pigmento pode proporcionar o aparecimento dessas manchas, o que faz a pele perder seu tom natural e a sua uniformidade.

A variação de tom e o aparecimento de partes do rosto hiperpigmentadas geralmente é causada pela exposição solar sem proteção (melasma), por conta hormonais como na gravidez ou até mesmo por conta de alguma lesão específica da pele como a da acne.

A pele negra pode ter mais hiperpigmentação?

pele com manchas

Todos os tipos de pele independente do tom podem ter a hiperpigmentação, estando sujeita à manchas, principalmente se exposta ao sol sem proteção adequada, mas, a pele negra tende a ter os melanócitos mais ativos por já ter naturalmente uma maior produção de melanina, assim, qualquer situação na pele negra pode ocasionar manchas com maior facilidade, a proteção solar na pele negra é fundamental e já falamos sobre esse assunto aqui.

Dá para evitar a hiperpigmentação facial?

Evitar a hiperpigmentação facial significa cuidar e tratar a pele, e de novo, independente do tom, mas, as peles negras e mais claras merecem uma atenção especial.

Voltando ao início, como já citamos aqui, entender como a pele funciona e criar intimidade com ela vai ser o segredo para evitar os problemas com manchas, por exemplo, uma vez que se tem pele oleosa, usar produtos adequados e de qualidade e manter um cuidado constante com ela é uma maneira de evitar problemas futuros, e assim também funciona para peles com acne, tratar a acne de forma adequada vai prevenir as manchas derivadas das inflamações da acne. O que jamais deve ser dispensado é a proteção solar, é ela quem vai evitar fortemente os problemas com a hiperpigmentação.

E por que a pele negra merece uma atenção especial? Justamente por já ter uma tendência natural de produzir mais melanina, mais oleosidade e acne. É extremamente importante frisar aqui que essa condição é natural da pele negra.

Proteger a pele é o segredo?

Sim, mil vezes sim, não cansamos de frisar que a proteção solar diária é fundamental para a saúde de qualquer tipo de pele, independente do tom, a proteção solar é para todos! E fazer a escolha de um protetor solar de qualidade e adequado para o seu tipo de pele é o grande segredo.


Na Ada Tina temos protetores solares para todos os tipos de pele, com 12hs de proteção que vão auxiliar não só na proteção, mas também no tratamento e clareamento da pele.

PROTETOR SOLAR PARA PELE SENSÍVEL: QUAIS OS PRODUTOS MAIS INDICADOS?

Se você tem pele sensível, sabe o quanto pode ser difícil encontrar um protetor solar que não cause irritação, vermelhidão e desconforto na pele. A boa notícia é que existem produtos específicos para peles sensíveis que oferecem a proteção solar necessária sem causar reações adversas. Mas com tantas opções disponíveis no mercado, pode ser difícil escolher o protetor solar ideal para a sua pele sensível. Neste artigo, vamos discutir os produtos mais indicados para peles sensíveis, suas características e como escolher o protetor solar perfeito para você. Continue lendo para descobrir como proteger a sua pele sensível dos danos causados pelo sol.

O que é pele sensível?

A pele sensível é um tipo de pele que apresenta uma resposta exagerada a estímulos que normalmente não causam reações em outras pessoas. Essa condição é caracterizada por uma maior reatividade da pele a diversos fatores, tais como mudanças de temperatura, contato com produtos químicos, poluentes e até mesmo alimentos.

Quais os sintomas da pele sensível?

Os sintomas mais comuns incluem vermelhidão, coceira, descamação e irritação. É importante ressaltar que a pele sensível não é uma doença, mas sim uma característica individual da pele, e por isso requer cuidados específicos para evitar agravamentos. Alguns produtos específicos para esse tipo de pele, como hidratantes e protetores solares, podem ajudar a reduzir a sensibilidade e manter a pele saudável.

Qual é o melhor protetor solar para pele sensível?

Para escolher o melhor tipo de protetor solar para pele sensível, é importante considerar algumas características específicas desse tipo de pele. É recomendado optar por protetores solares que contenham ingredientes suaves e hipoalergênicos, como o ácido hialurônico ou a niacinamida, sem fragrâncias que possam irritar a pele. Além disso, é importante verificar o fator de proteção solar (FPS), que deve ser de no mínimo 50, e preferir produtos com proteção UVA e UVB.

Também é fundamental escolher protetores livres de substâncias tóxicas, como o parabeno, a oxibenzona e o octocrileno, entre diversas outras substâncias que não são prejudiciais apenas para as peles sensíveis, mas podem trazer malefícios para todos os tipos de pele. Para peles extremamente sensíveis, protetores solares físicos podem ser mais indicados, pois formam uma barreira física na pele, sem penetrar como os protetores químicos.

Niacinamida: o ingrediente ideal para peles sensíveis

Também conhecida como vitamina B3, a niacinamida é um ingrediente versátil e seguro que oferece diversos benefícios para a pele. Ela ajuda a reduzir a inflamação e a vermelhidão, mantém a barreira natural da pele saudável, ajuda a minimizar a aparência de poros e linhas finas e ainda consegue clarear manchas escuras. E o melhor de tudo é que a niacinamida é bem tolerada por peles sensíveis, então aproveite para usá-la sem preocupações, pois essa substância está presente em diversos cosméticos, desde protetores solares até séruns para tratamentos específicos. Adicione este ingrediente maravilhoso à sua rotina de cuidados com a pele e veja a diferença que ele pode fazer!

Melhores protetores Ada Tina para pele sensível

Os produtos da Ada Tina são livres de mais de 10,5 mil ingredientes prejudiciais à saúde e à pele, incluindo os parabenos e óleos minerais, sendo ideais para peles com sensibilidade. Confira agora os melhores produtos para esse tipo de pele:

Soleize Mineral FPS 66

Soleize Mineral FPS 66 com cor é um protetor solar físico e anti-melasma, com efeito matte e toque seco, formulado com filtros minerais e muito alta proteção anti UVA e UVB, ideal para quem procura um protetor solar de barreira física, com cor e alta proteção contra raios solares e luz azul e visível, perfeito para todos os tipos de pele, inclusive peles delicadas e sensíveis.

Biosole E+ Ultra Vitamin FPS 90

Biosole E+ Ultra Vitamin FPS 90 é um protetor solar anti-manchas e antienvelhecimento, com tripla ação anti-melasma de DIFENDIOX®, Vitamina E+ clareadora e tecnologia Solent de 12 horas de proteção solar, indicado para todos os tipos de pele, especialmente as muito sensíveis ao sol.

Biosole Fluid Fps 90

Biosole Fluid FPS 90 é um protetor solar fluido, anti-melasma e anti-manchas, com potente ação antioxidante, muito resistente à água e ao suor, toque seco, não oleoso e textura leve, com 12 horas de proteção solar, indicado para a mais alta proteção solar de todos os tipos de pele, especialmente as mais sensíveis.

10 MELHORES PROTETORES SOLARES FACIAIS 2023

Um novo ano vem aí, e com ele vem também o verão, época perfeita para viajar e tomar um bom banho de sol, não é mesmo? Entretanto, nesse período do ano somos bombardeados com uma grande quantidade de raios UV (UVA, UVB e UVC) emitidos pelo sol, que trazem malefícios para a saúde da pele do rosto, tais como manchas escuras como o melasma e o fotoenvelhecimento. Por isso, hoje iremos trazer os 10 melhores protetores solares faciais para serem usados em 2023, perfeitos para você adotar em sua rotina de skincare!

Qual a importância do protetor solar?

O protetor solar é um item muito importante em nossa rotina diária. Ao contrário do que muitos acreditam, a proteção solar não é exclusividade em dias de sol ou idas à praia, afinal nossa pele é exposta diariamente à radiação solar e essa exposição pode causar diversos danos à saúde da nossa pele como fotoenvelhecimento, rugas linhas de expressão, pigmentação como melasma e lentigo solar, além de condições mais graves, como a queratose solar e câncer de pele (carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e melanoma).

Usar o protetor solar diariamente pode proteger contra todos esses perigos causados ​​pela exposição aos raios UV emitidos pelo sol, principalmente protetores solares de qualidade que contém 12 horas de proteção solar evitando reaplicações constantes, e que não possuem substâncias tóxicas prejudiciais à saúde.

Como escolher o protetor solar para minha pele?

Existem diversos tipos de protetores solares, com funções e benefícios diferentes para determinados tipos de pele, afinal, cada pele possui características distintas que necessitam de cuidados específicos. O primeiro passo para saber qual protetor usar é identificar qual é o seu biotipo cutâneo, para assim poder escolher o ideal para você.

Tipos de pele

Pele Normal:  A pele normal, também conhecida como pele eudérmica, é naturalmente equilibrada, fazendo dos protetores solares para peles normais serem balanceados, ou seja, não muito oleosos nem muito matificantes, garantindo estabilidade e alta proteção solar.

Pele seca: A pele seca é conhecida por reter menos água, ou seja, menos hidratada que os outros tipos de pele, apresentando uma textura áspera e um grande volume de ressecamento, podendo haver descamação, além de ser um rosto mais sensível e avermelhado. O protetor solar desenvolvido para este tipo de pele precisa ser hidratante e não oleoso, com toque suave, confortável e não pegajoso.

Pele oleosa: A pele oleosa apresenta oleosidade intensa por conta da alta produção de sebo, excesso de brilho e poros dilatados, havendo a possibilidade de formação de lesões de acne. Por isso, as características fundamentais de um protetor solar para peles oleosas são ações matificantes e antioleosidade, pois reduzirão o sebo e o brilho intenso com um toque suave e extrasseco.

Pele Mista: Por apresentar oleosidade na região T do rosto (testa, nariz e queixo), ao mesmo tempo em que apresenta pele normal nas outras regiões da face, os protetores solares que possuem efeito matificante são ótimos para as peles mistas, pois controlam o brilho e a oleosidade da pele o dia todo.

Protetor solar clareia manchas na pele?

Os protetores solares clareadores funcionam bloqueando a radiação UVA e UVB, filtrando e protegendo a pele da luz azul e visível. Além disso, os protetores clareadores são formulados com ingredientes como a vitamina C, niacinamida e antioxidantes fenólicos como o DIFENDIOX® Clareador.

Quando esses três ingredientes trabalham juntos temos um forte efeito clareador. Além disso, o próprio bloqueio dos raios solares inicia o processo de clareamento da pele, pois a radiação UV emitida que causa as manchas é amenizada e os protetores protegem a pele dessas radiações.

10 melhores protetores solares faciais para usar em 2023

Confira agora os 10 melhores protetores solares faciais para usar nesse verão, perfeitos para diversos tipos de pele e com ações clareadoras, anti-idade e com 12 horas de proteção solar.

BIOSOLE OXY FPS 50

Biosole Oxy FPS 50 é um protetor solar clareador e antioxidante com Vitamina C, Niacinamida e DIFENDIOX®, capaz de clarear 15 tipos de manchas.

BIOSOLE E+ FPS 90

Biosole E+ Ultra Vitamin FPS 90 é um protetor solar anti-manchas e antienvelhecimento, com tripla ação antimelasma de DIFENDIOX®, Vitamina E+ Clareadora e Tecnologia Solent de 12 horas de proteção, capaz de prevenir fortemente e clarear as manchas escuras, o melasma e o envelhecimento da pele.

SOLEIZE MINERAL FPS 66

Soleize Mineral FPS 66 com cor é um protetor solar físico e anti-melasma, com efeito matte e toque seco aveludado, formulado com filtros minerais e muito alta proteção anti UVA e UVB, luz azul e visível.

NORMALIZE MATTE INTENSE FPS 80

NORMALIZE MATTE INTENSE FPS 80

Normalize Matte Intense FPS 80 é um protetor solar ultra matificante e resistente à água, indicado para peles mistas e oleosas, capaz de controlar intensamente a oleosidade e o brilho excessivo da pele.

NORMALIZE PORE CONTROL FPS 80

Normalize Pore Control FPS 80 é um protetor solar para peles com acne, cravos, poros dilatados e oleosidade excessiva, com toque extrasseco resistente a água e suor.

BIOIDENTIQUE FPS 75 – 4 CORES

BIOIDENTIQUE FPS 75

BioIdentique FPS 75 é uma base líquida matte de alta cobertura e anti-melasma, com 12 horas de alta proteção solar e fotoestabilidade, perfeita para uma rotina skincare com maquiagem. Disponível em 4 cores adaptáveis.

BIOSOLE AV FPS 50

Biosole AV FPS 50 é um protetor solar anti-idade e antioxidante que protege o DNA e o colágeno da pele, capaz de prevenir do fotoenvelhecimento.

BIOSOLE FLUID SUN COLOR DEFENSE FPS 98

BIOSOLE FLUID SUN COLOR DEFENSE FPS

Biosole Fluid Sun Color Defense FPS 98 é um protetor solar fluido com cor, que uniformiza, tonifica e corrige imperfeições instantaneamente com cobertura leve, natural e toque seco. Disponível em 2 cores adaptáveis.

BIOSOLE FPS 90 ANTI-MELASMA

BIOSOLE FPS 90

Biosole FPS 90 é o protetor solar Zero Melasma e anti-manchas, com dupla ação antioxidante de DIFENDIOX® e Vitamina E.

NORMALIZE HYDRA COMFORT FPS 90

NORMALIZE HYDRA COMFORT FPS 90

Normalize Hydra Comfort FPS 90 é um Protetor Solar hidratante que previne surgimento do melasma, manchas escuras, envelhecimento precoce, linhas de expressão e flacidez, com alta proteção solar UVA e UVB.

+ Clique aqui e confira as 3 melhoras Vitaminas C para sua pele!

COMO ESCOLHER O PROTETOR SOLAR: SAIBA O IDEAL PARA O SEU TIPO DE PELE 

O número de categorias de protetores solares no mercado pode assustar as pessoas que demonstram interesse pela saúde da pele. Afinal, como escolher o protetor solar ideal para nosso tipo de pele? Sabendo dessas dúvidas, a Ada Tina desenvolveu um blog post com todas as informações e dicas necessárias para você descobrir o protetor solar perfeito para a sua pele. Confira!

O que o protetor solar precisa ter?

Existem algumas informações e características que um protetor solar precisa dispor para os usuários, para facilitar a identificação dos produtos. Tais como:

FPS

A sigla FPS significa Fator de Proteção Solar, que indica a porcentagem de raios ultravioleta B (UVB) que um produto absorve. Quanto maior o número do FPS, melhor será a capacidade desse produto de proteger sua pele dos raios UVB, que podem causar queimaduras e danificar o DNA cutâneo.

FP-UVA/PPD

Há também o FP-UVA, o Fator de Proteção contra os raios UVA, anteriormente conhecido como PPD. Ele representa a porcentagem de raios UVA absorvidos pelo filtro solar. Um protetor solar com FPS 30 deve ter um FP-UVA de pelo menos 10, o que significa que deve ser, obrigatoriamente, no mínimo 1/3 do FPS. Sem a proteção adequada de FP-UVA, sua pele fica exposta a radicais livres, danos ao DNA e até câncer de pele.

Proteção contra radiação UVA e UVB

Evitar os malefícios causados pela radiação solar é a principal função de um protetor solar. Os raios UVA e UVB fazem parte dessa radiação, também chamada de radiação ultravioleta, que faz parte do espectro eletromagnético emitido pelo sol. Independentemente do clima, os raios UVA são os mais prejudiciais à pele humana, representando 95% da radiação do sol que atinge a superfície da Terra. Eles penetram profundamente em nossa pele, atingem a derme e causam danos ao DNA da pele, como envelhecimento precoce, manchas na pele e doenças como câncer de pele.

Já os raios UVB são menos nocivos que os raios UVA porque atingem nossa pele de forma mais superficial, penetrando apenas na epiderme. Os raios UVB representam 5% da radiação solar que atinge a superfície da Terra, causam vermelhidão na pele e as famosas queimaduras solares. Existe também outro tipo de radiação ultravioleta, os chamados raios UVC. Esta radiação é 100% absorvida pela camada de ozônio, não atinge a pele e não coloca em risco a saúde cutânea.

Como escolher protetor solar para cada tipo de pele?

O primeiro passo para decidir qual protetor solar usar é saber identificar o seu tipo de pele, pois cada protetor executará funções específicas para cada característica de pele, como matificar as oleosas e hidratar as secas, por exemplo. Confira abaixo o protetor para cada tipo:

 Pele Oleosa

A pele oleosa apresenta excesso de brilho e oleosidade, contendo poros abertos e podendo surgir a formação de lesões de acne. Os protetores solares recomendados para este tipo de pele possuem ações matificantes e antioleosidade com toque extrasseco, reduzindo o sebo e o brilho intenso.

Pele Seca

As características das peles secas são uma textura áspera, um rosto mais sensível e avermelhado, e um grande volume de ressecamento, podendo haver descamação. O protetor solar hidratante e não oleoso é ideal para este tipo de pele, pois contém toque suave e textura não oleosa, hidratando e revitalizando a pele.

Pele Mista

A pele mista se caracteriza por ser uma pele oleosa, ao mesmo tempo em que apresenta aspectos de pele normal. Sua maior característica é o excesso de oleosidade na zona T do rosto, que corresponde a testa, o nariz e o queixo, com dilatação dos poros e formação de acne nessa área, e também a normalidade ou ressecamento nas demais partes do rosto. Os protetores solares voltados para pele mista possuem efeito matificante, que controla o brilho e a oleosidade excessiva nessas zonas da pele o dia todo.

Afinal, como fazer uma boa escolha do protetor?

Após identificar seu tipo de pele e saber qual categoria de protetor usar, chegamos a última pergunta: mas afinal, como fazer uma boa escolha de protetor solar? Tenha sempre em mente que a saúde vem em primeiro lugar, por isso, escolha produtos que não possuam substâncias tóxicas para a pele, como os parabenos, avobenzonas e entre outros ativos que trazem malefícios para a saúde cutânea, e são amplamente encontrados em protetores solares. Os produtos da Ada Tina não possuem substâncias tóxicas, podendo ser usados por todas as pessoas, inclusive gestantes. Além disso, a Ada Tina é Cruelty Free, ou seja, não utiliza testes em animais, respeitando todo tipo de vida.

Protetor Solar Clareador Biosole Oxy FPS 50

Outra boa dica é decidir por produtos que contenham 12 horas de proteção solar, pois não necessitam de reaplicações constantes ao longo do dia, ajudando não só em sua rotina de cuidados com a pele, mas também na economia na hora de investir em protetores solares. A Ada Tina possui a exclusiva tecnologia Solent, que assegura uma proteção da pele muito mais eficaz contra as radiações UVA e UVB, em virtude de uma combinação sinérgica de filtros solares intensamente fotoestáveis, que garantem proteção solar contínua de 12 horas.

Entenda seu tipo de pele

Como dito anteriormente, a identificação de nosso tipo de pele é fundamental para a escolha do protetor solar certo, pois suas características ajudarão a proteger ainda mais sua pele, não só dos raios solares, mas de outras adversidades inerentes dos tipos cutâneos, como oleosidade excessiva ou ressecamento. Com isso, sua pele poderá se adaptar melhor às adversidades do dia-a-dia, ao mesmo tempo em que fica protegida da radiação solar.

Observe o FPS

O FPS, como já foi citado, também possui uma grande importância na hora de decidirmos qual protetor comprar, afinal é o FPS que define a capacidade de proteção solar de um produto. A imagem a seguir esclarece quais fatores de proteção solar são ideais para cada fototipo cutâneo:

Tabela fototipos cutâneos

Escolha a textura certa

A escolha das texturas é muito importante para os cuidados com a pele, pois ela define muitos dos efeitos e do conforto do produto na cútis. A identificação do seu tipo de pele também faz parte da escolha pela textura do protetor, pois elas podem ter diferentes efeitos na pele, como os protetores com toque matificante e extra seco, indicado para todos os tipos de pele, especialmente as peles mais oleosas e acneicas. Já os produtos com toque hidratante e extra leve são sugeridos para peles secas e mais sensíveis, fazendo uma hidratação não oleosa e de fácil aplicação.

PROTETOR SOLAR: TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER

O protetor solar é figurinha carimbada na rotina de cuidados das amantes de skincare. Mas você sabe porque o uso desse dermocosmético é tão importante? E qual FPS usar em nossa pele? Por isso, preparamos um guia com tudo o que você precisa saber sobre o uso do protetor solar e seus inúmeros benefícios para a saúde da pele. Confira!

Por que usar protetor solar?

O protetor solar é um item de fundamental importância em nosso dia-a-dia. Ao contrário do que muitos pensam, a proteção solar não serve apenas para dias ensolarados ou viagens à praia, afinal, nossa pele é atingida pela radiação solar diariamente, e essa exposição pode causar diversos malefícios para a saúde de nossa pele, tais como o fotoenvelhecimento, geração de rugas e linhas de expressão, manchas como melasma e lentigo solar e até males de maior gravidade como a queratose solar e câncer de pele (carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e melanoma). O protetor solar usado de forma diária previne todos esses males causados pela exposição solar.

O que significa o FPS do protetor solar?

A sigla FPS significa Fator de Proteção Solar, que indica a porcentagem de raios ultravioleta B (UVB) que um produto absorve. Quanto maior o número, maior será a capacidade de proteção desse produto contra os raios UVB, que podem causar queimaduras e danificar o DNA da pele. Diferente do que é falado, os fatores de proteção não indicam o tempo que você pode passar com segurança ao sol, e sim a porcentagem de absorção da radiação UVB.

Qual fator de protetor solar usar?

A pele clara é mais sensível à radiação solar devido aos níveis mais baixos de melanina (que age como uma como proteção natural da pele). Pessoas com tom de pele mais escuro têm mais melanina em seus corpos, as tornando mais resistentes à radiação solar, excluindo a necessidade de um fator de proteção tão alto quanto o utilizado por pessoas de tom de pele mais claro, ou seja, quanto mais clara a pele, maior o FPS deve ser. 

FPS 15Indicado para pessoas com tom de pele negra e pele morena escura

FPS 30 – Indicado para pessoas com tom de pele morena média e morena clara

FP2 50 – Indicado para pessoas com tom de pele pele branca e extremamente branca

FPS 60 – Indicado para todos os tons de pele

FPS 90 – Indicado para todos os tons de pele

FPS 98 – Indicado para todos os tons de pele

Tabela fototipos cutâneos

Pessoas com fototipos mais altos são mais propensas a terem manchas escuras e melasma, portanto, a ADA TINA, sempre pensando no bem-estar dos seus clientes, já formula filtros solares com FPS 50+, garantindo que o todos os consumidores tenham uma pele muito mais protegida e livre de melasma, manchas escuras e outros danos de pele causados pela radiação solar.

Como aplicar protetor solar?

Aplique o protetor solar todos os dias pela manhã e noite, se necessário, sobre a pele limpa e seca, antes da exposição solar, assim você garantirá o melhor resultado na proteção da pele contra a radiação solar e evitará ao máximo os malefícios consequentes do sol.

Rosto


Não existe muita diferença entre o protetor aplicado no rosto e o protetor aplicado no corpo, em relação à formulação. O único diferencial entre eles é o aspecto sensorial que existe para os protetores solares faciais, onde alguns são formulados com um toque mais sequinho e matificante, já outros são formulados com um toque mais hidratante (para as pessoas que possuem peles secas). Além disso, a pele do rosto, por ser mais fina, sensível e regularmente mais exposta às luzes solares, o recomendado para a pele do rosto são FPS’s mais altos.

Corpo

Os protetores para o corpo costumam ser mais oleosos, entretanto, o uso desses protetores no rosto não possuem funções tão diferentes, podendo sim ser aplicado em qualquer área da sua pele. Porém, pessoas com a pele facial mais oleosa não se beneficiarão com a aplicação de protetores para o corpo na pele do rosto.

Qual a diferença entre raios UVB, UVA e UVC?

A luz ultravioleta faz parte do espectro eletromagnético da luz emitida pelo sol, que pode ser dividido em três categorias: UVA, UVB e UVC.

UVA

A radiação UVA é mais nociva, respondendo por 95% da radiação do sol que atinge a superfície da Terra, e tem comprimentos de onda mais longos do que a luz UVB e UVC, atingindo mais profundamente a pele e atingindo a derme. Essa radiação nos atinge diariamente, independente do clima, e incide sobre a pele desde o nascer do sol, causando danos ao DNA, até mesmo dentro de casa ou de escritórios com janela insulfimada. Os raios UVA levam ao envelhecimento precoce, manchas escuras e outras doenças como câncer de pele.  

UVB

A luz UVB, que é menos nociva que a UVA, responde por 5% da radiação emitida pelo sol que atinge a superfície da Terra, possuindo um comprimento de onda menor que os raios UVA e penetra apenas a epiderme. Esses raios se intensificam entre 9h e 17h, mas atingem apenas a pele de forma superficial, sendo responsável por causar as conhecidas queimaduras solares.  

UVC

Os raios UVC são mais curtos que os raios UVB, mas têm comprimentos de onda mais longos que os outros dois raios. Essa radiação não atinge a pele, pois é 100% absorvida pela camada de ozônio.

Como escolher o protetor solar ideal para você?

Existem inúmeros tipos de protetores solares no mercado, com diversas funções e benefícios diferentes para determinados tipos de pele. O primeiro passo é você identificar qual é o seu tipo cutâneo, para assim poder escolher o ideal para você. 

Tipos de pele

Pele Normal: Conhecida como pele eudérmica, a pele normal é naturalmente equilibrada, por isso, os protetores solares para peles normais precisam ser balanceados, ou seja, não muito oleosos nem muito matificantes, garantindo estabilidade e alta proteção solar.

Pele seca: É conhecida por reter menos água e, portanto, é menos hidratada, contendo uma textura áspera, um rosto mais sensível e avermelhado, e um grande volume de ressecamento, podendo haver descamação. O protetor solar ideal para este tipo de pele precisa ser hidratante e não oleoso, por conter toque suave, confortável e não pegajoso.

Pele oleosa: Por conta da alta produção de sebo e excesso de brilho, a pele oleosa apresenta oleosidade intensa, poros dilatados e a possibilidade de formação de lesões de acne. Por isso, ações matificantes e antioleosidade são características fundamentais para se encontrar em um protetor solar para peles oleosas, pois reduzirão o sebo e o brilho intenso com um toque suave e extrasseco. 

Pele Mista: Por apresentar oleosidade na região T do rosto (testa, nariz e bochechas), ao mesmo tempo em que apresenta pele normal nas outras regiões da face, os protetores solares que possuem efeito matificante são ótimos para as peles mistas, pois controlam o brilho e a oleosidade da pele o dia todo.

Agora que você sabe tudo sobre proteção solar, não deixe de visitar o site da Ada Tina e conheça os melhores protetores solares disponíveis no mercado, os únicos com 12 horas de proteção, livre se substâncias tóxicas para a pele e totalmente cruelty free, ou seja, não realizamos testes em animais.

+Clique aqui e conheça a linha de protetores solares da Ada Tina, os únicos com 12 horas de proteção solar!

TIPOS DE PELE: DESCUBRA A SUA E VEJA COMO CUIDAR!

Você sabia que existem tipos de pele bem diferentes e que cada um deles demanda cuidados próprios? Hoje, te convidamos a descobrir as características dos tipos de derme, como você pode identificar cada um delas, assim como o tratamento adequado para todos os casos.

Nós da ADA TINA adiantamos que há 4 tipos de pele: normal, seca, oleosa e mista. Cada uma delas possui origem genética, mas hábitos como proteção, alimentação, alterações hormonais, estresse e estilo de vida interferem no seu estado.

Quer descobrir mais sobre os tipos de pele e as influências internas e externas que atingem a sua saúde dermatológica? Acompanhe a leitura deste blog post que é um estudo pormenorizado das características existentes!

Os tipos de pele realmente existem?

Sim, os variados tipos de pele existem e esse é o tema que nós da ADA TINA preparamos hoje para facilitar a sua vida e ainda te ajudar a entender mais sobre saúde dermatológica e cuidados necessários à tez.

Um dos principais exemplos disso são os produtos desenvolvidos por especialistas para cada uma delas, como também para o tratamento e prevenção das doenças, como os 3 tipos de melasma e demais manchas que atingem as dermes.

Mas, afinal de contas, como é feita a identificação do seu tipo de pele? É simples, a identificação dos padrões epidérmicos é realizada levando-se em consideração o equilíbrio entre glândulas sebáceas e a hidratação natural.

Ao identificar um tipo, o indivíduo, juntamente com seu especialista em dermatologia, conseguem definir o melhor cuidado e, em caso de condições severas, tratamento às doenças epidérmicas já existentes.

Agora que você sabe que os tipos de pele realmente existem, temos uma pergunta: você deseja oferecer à sua pele os produtos ideais para a prevenção de doenças, não recorrendo aos erros comuns na hora de escolher dermocosméticos? Confira o conteúdo completo que a ADA TINA preparou para lhe auxiliar!

Conheça os tipos de pele

Para lhe ajudar a identificar os tipos existentes, preparamos este blog post com informações essenciais sobre o assunto, mas ressaltamos sempre a necessidade das consultas periódicas aos dermatologistas para sanar dúvidas importantes.
Veja na sequência as variações e descubra como evitar o uso de produtos dermocosméticos inadequados:

  1. Pele normal: conhecida como pele eudérmica, peles normais são naturalmente equilibradas.
  2. Pele seca: conhecida pela baixa produção de lipídios nas dermes, retendo menos água, portanto menos hidratada.
  3. Pele oleosa: conhecida pela alta produção de sebo, porém também exige hidratação especializada.
  4. Pele mista: conhecida por apresentar características presentes em outros tipos de pele.

Conheça a importância e como hidratar a pele corretamente e entenda logo abaixo a necessidade de oferecer a proteção adequada para cada um dos tipos cutâneos existentes. Siga a leitura:

Pele normal

O que é a pele normal?

Se você já se perguntou se a pele normal existe ou é um mito, preparamos um conteúdo essencial para responder esta e outras perguntas de quem possui um padrão de pele naturalmente balanceada. A considerada normal costuma ser chamada assim por apresentar características de hidratação e produção de sebo equilibradas.

Especialistas em dermatologia destacam o termo “pele eudérmica” como aquela em que a zona T – formada por nariz, testa e queixo, é levemente oleosa, não possuindo traços de pele seca ou produção de sebo excessiva.

Como reconhecer a pele normal?

O tipo de pele padrão apresenta aspectos naturais em maciez, hidratação e texturas em equilíbrio, além de:

  1. Ótima circulação de sangue.
  2. Poros pouco dilatados.
  3. Textura suave.
  4. Pele uniforme.

Dermatologistas apontam a tendência desse tipo apresentar ressecamento em idades mais elevadas, ocasionando marcas de expressão frequentes, por isso, confira com a ADA TINA 10 dicas de como evitar e tratar rugas.

Quais são os cuidados especiais para a pele normal?

Apesar de apresentar características equilibradas, a derme normal exige proteção específica, como é o caso do protetor solar Normalize Hydra Comfort FPS 90, que previne melasma, manchas na pele, linhas de expressão e envelhecimento precoce.

Engana-se quem pensa que protetores solares são bem-vindos apenas em exposição ao sol, lembre-se, além da proteção contra raios UVA e UVB, seu uso também é necessário contra luz visível em fontes artificiais como telas e lâmpadas.

Pele seca

O que é a pele seca?

O tipo de pele seca é reconhecida como aquela com baixa retenção de moléculas de água e produção de lipídios na derme, características que se agravam com o passar do tempo.
Se você possui um padrão de pele como este, confira a proteção adequada para o seu caso.

Como reconhecer a pele seca?

O tipo de pele seca apresenta:

  1. Baixa umidade nas camadas da derme.
  2. Perda relativa em hidratação na transpiração.
  3. Fatores como calor, alterações hormonais ativam grande diminuição em hidratação.

Quais os cuidados especiais para a pele seca?

Além de oferecer a esse tipo de pele hidratação constante e adequada, como o uso do protetor solar Normalize Hydra Comfort FPS 60, que é altamente recomendado.

Quer descobrir mais como cuidar e recuperar sua hidratação de pele seca? Nós da ADA TINA contamos todos os detalhes!

Pele oleosa

O que é a pele oleosa?

O tipo de pele oleosa é reconhecida como aquela com grande produção sebácea, oleosidade excessiva, poros abertos e a formação de lesões de acne.

Como reconhecer a pele oleosa?

Esse padrão dermatológico apresenta:

  1. Poros dilatados, visíveis e inestéticos.
  2. Brilho excessivo.
  3. Grande propensão em aparecimento de acnes.

Quais os cuidados especiais para a pele oleosa?

O tipo de pele oleosa exige proteção específica, como no caso do Protetor Solar Normalize Pore Control FPS 50, que auxilia no controle da oleosidade, brilho excessivo, além do auxilio ao não surgimento de cravos e acnes comuns para esses padrões.

Pele mista

O que é a pele mista?

O tipo de pele mista apresenta características presentes em outros tipos de pele, variando os níveis de hidratação e produção de sebo nas regiões da pele.

A pele considerada mista geralmente exige cuidados que proporcionam tanto o controle da oleosidade quanto a prevenção do ressecamento, principalmente no inverno. Por isso, ao reconhecê-la, você tem mais autonomia para identificar os produtos adequados.

Como reconhecer a pele mista?

A pele mista, com frequência apresenta:

  1. A região da testa, nariz e queixo com característica oleosa.
  2. Poros abertos com presença de lesão na zona T.
  3. Características de pele seca ou normal na maçã do rosto.

Quais os cuidados especiais?


Nós da ADA TINA destacamos o uso do Protetor Solar Biosole Fluid FPS 90, que auxilia no controle e prevenção de melasma com a presença de antioxidantes e altíssima proteção solar às radiações UVA e UVB, oferecendo resistência às regiões com grande produção sebácea e também hidratação às áreas de alta absorção hidrante.

Gostou? Compartilhe este post com outras pessoas que também sentem a necessidade de aumentar seus conhecimentos em relação ao seu tipo de pele. Continue nos acompanhando e confira os conteúdos preparados aqui no blog, por fim, não deixe de oferecer à sua pele os cuidados que irão mantê-la sempre saudável.

Até a próxima!

PELE NORMAL: EXISTE OU É UM MITO?

Se você já se perguntou qual é o seu tipo de pele, provavelmente constatou que produtos destinados à pele oleosa ou seca, deixam a desejar em fatores de nutrição ou hidratação, não é mesmo? Acalmando os ânimos de usuários em busca de informações sobre pele normal, hoje eu, Dr. Maurizio Pupo, farmacêutico especialista em cosmetologia, trago este tema ao blog.

Por isso, separe alguns minutos preciosos do seu dia e venha comigo desbravar este assunto cheio de mitos e verdades em relação a esse tipo dermatológico, além de conhecer também os cuidados destinados à saúde da pele.

Pele normal: o que é e como identificar?

Começo o conteúdo do post trazendo a informação sobre o tipo de pele que acompanha muitas dúvidas e incertezas, tudo isso porque antes mesmo da procura por um profissional em dermatologia, alguns consumidores iniciantes no tema arriscam em classificar a pele como seca, por aparentar pouca hidratação, ou oleosa, ao apresentar poros dilatados ou presença de acne.

Esta atitude comum entre usuários iniciantes de produtos dermatológicos leva muitas vezes ao agravamento de quadros em acnes e comedões, ao invés de contribuir para a proteção adequada da pele, tornando maior a vulnerabilidade aos fatores externos como as fontes luminosas em excesso, o que pode levar ao surgimento de manchas e imperfeições com o passar do tempo.

E por falar nestas dermatoses, saiba que a ADA TINA preparou anteriormente um guia de cuidados com a pele acneica no dia-a-dia explicando com detalhes como todos os tipos de pele, incluindo a normal, podem apresentar processos inflamatórios que favorecem o surgimento de acnes: não perca a chance de conferir o conteúdo na íntegra.

Para definir o termo “normal” da pele, saiba que ele faz referência à classificação da pele eudérmica, definição científica para a derme com características balanceadas, através de concentrações de sebo em equilíbrio e dilatação de poros e umidade controladas.

Por isso, se ainda restam dúvidas sobre o que é pele normal, indico um olhar mais atento para os seguintes tópicos que irão lhe auxiliar como identificá-la.

Este tipo de pele tem:

  • Poros pouco dilatados;
  • Oleosidade cutânea normal;
  • Textura homogênea e lisa;
  • Ausência de melasmas e manchas;
  • Baixa propensão à sensibilidade.

Reitero ainda a possibilidade de ter na reconhecida zona T, área da face que concentra testa, nariz e queixo, raros focos de oleosidade influenciados por fatores externos como alimentação, estresse ou uso inadequado de cosméticos, mas que não modificam a constituição natural da cútis de estrutura equilibrada.

Outro ponto importante a ser ressaltado é que, ao longo do tempo, o indivíduo com estas características de pele passa a apresentar ressecamento causado pela idade, o que a ADA TINA auxilia ao tratamento através do blog post “Como hidratar a pele do rosto sem erro!”.

O tipo de pele normal varia ao longo do ciclo de vida?

Em um outro caminho dos estados cutâneos (em constante mudança a partir de tendências externas como exposição excessiva a fontes luminosas, condições climáticas e poluição, ou fatores internos, tais qual alimentação, variações hormonais e cuidados com a pele), o tipo de derme é sim uma condição perene ao ciclo de vida.

Por conta destas características, saiba que a ADA TINA também reforça a necessidade de consulta a dermatologistas e outros especialistas em cuidados cutâneos para a conquista da tão sonhada saúde dermatológica. Ao descobrir as características da sua pele, e não apenas condições transitórias, você passa a entender melhor suas necessidades e como cuidá-la. Desta forma, indico para uma pele normal o início de uma rotina de cuidados que irá te acompanhar por meio de produtos dermatológicos ao longo do ciclo de vida, com itens próprios a essa derme.

Cuidados especiais para a pele normal:

Sabe-se que a ideia sobre constituições dermatológicas que não exigem tratamento é falsa, afinal, todas as peles possuem necessidades singulares, tanto em hidratação quanto em tratamento de possíveis alterações que possam surgir, além da proteção solar, é claro.

Hoje, uma série de itens podem ser utilizados nesse tipo de pele para realçar ainda mais suas características equilibradas, à exemplo dos ativos antioxidantes vitamina C e E, e os hidratantes ácido hialurônico e a niacinamida em conjunto com alternativas de retinóis para efeitos garantidos a longo prazo.

Ainda reforço que assim como em padrões de cútis secas e oleosas, consumidores de cosméticos devem evitar itens a base de óleo mineral ou parabenos, evitando agressões dermatológicas e reações alérgicas. Outra indicação fundamental é o uso de protetor solar para pele normal, que compõe, junto aos produtos acima, a rotina de cuidados necessários para este tipo de pele.

Gostou de conhecer mais sobre estas características da pele normal? Inclua os cuidados indicados na sua rotina e esteja com a saúde dermatológica em dia, além de conferir conteúdos exclusivos aqui no blog.

PELE SECA: 6 DICAS PARA RECUPERAR A HIDRATAÇÃO NATURAL!

Quem tem a pele seca costuma sofrer de uma série de incômodos no dia-a-dia, como a sensação constante de repuxamento, coceira, vermelhidões, sensibilidade, descamação e ocasionais inflamações. Resolver esses problemas é uma tarefa delicada e exige cuidados especiais. Continue a leitura e confira o que preparei para te ajudar a recuperar a boa aparência da pele!

Por que ficamos com a pele seca?

A pele seca é um dos mais característicos tipos de pele, identificada especialmente pela baixa produção de oleosidade, poros muito fechados, baixa concentração de lipídios e agentes bióticos trabalhando sobre sua superfície. Isso acaba causando uma série de sensibilidades, deixando sua pele vulnerável, já que a produção normal do sebo está abaixo do necessário.

Esse tipo de pele pode ser comparado a um campo árido, onde pouca vida se prolifera. Com isso, as bactérias boas não conseguem agir criando uma proteção extra para sua pele, ela começa a se tornar incapaz de reter a hidratação, perdendo a elasticidade, proteção, brilho e resistência.

A pele pode se tornar seca por uma série de condições chaves:

1. O clima do ambiente

O clima pode deixar a pele ressecada temporariamente, mas quando a perda de hidratação se prolonga, a situação pode se tornar crônica. Ambientes secos, frios e com muito vento são os principais fatores para o surgimento da pele ressecada. O excesso de calor, por sua vez, associado ao fotoenvelhecimento, também pode ser um agente do envelhecimento precoce.

2. Condições hormonais

Em especial o hipotireoidismo, quando a produção hormonal tem uma queda relevante, as condições hormonais afetam consideravelmente a saúde da pele, causando ressecamento, bolsões nos olhos e perda do viço da pele.

3. Produtos, roupas e ambientes

Usar muitos produtos químicos agressivos para a pele com frequência, como sabão, álcool e afins, causa um ressecamento acentuado na pele, removendo lipídeos mais rápido do que ela é capaz de repor.

Roupas muito pesadas ou acessórios, como máscaras mal vedadas e locais mal ventilados podem ser fatores que facilitam o ressecamento que, assim como no caso do clima, podem ser temporários ou se tornarem crônicos quando a cútis atinge certo nível de desidratação.

4. O Sol

Apesar de todos os benefícios, o sol também pode ser um dos principais vilões, pois ativa a produção sebácea na pele. Em tecidos mais enfraquecidos, pode ser o grande vilão do fotoenvelhecimento, causando processos inflamatórios, irritações e especialmente o aparecimento de manchas escuras, como o melasma.

5. Banhos muito quentes

O vapor de água quente é ótimo para cuidar dos poros da pele, mas com cautela. Em excesso, o banho quente causa prejuízos para o rosto até o couro cabeludo, trazendo consigo caspas e outros processos inflamatórios como a dermatite seborreica, por exemplo.

6. Idade

Com a idade, a produção de estrogênios aumenta, especialmente entre mulheres passando pela menopausa, e é natural que a pele perca sua elasticidade e tenha dificuldades de repor a sua hidratação e proteção natural com o passar dos anos.

Como tratar a pele seca?

O primeiro passo para tratar a pele seca é identificar a causa. Não é raro que isso seja um conjunto de fatores que acabam dificultando o equilíbrio da hidratação. O inverno, por exemplo, é a estação com condições relativamente desfavoráveis, exigindo cuidados especiais com a cútis para que os prejuízos não acabem se transformando na sua condição natural.

Mais do que identificar as circunstâncias na acentuação do ressecamento, é importante criar uma rotina de hidratação para ajudar a recuperar mais rápido a capacidade de reter o líquido sobre a pele. Não deixe de escolher produtos especiais para o seu tipo de pele, que no caso da pele seca envolve:

1. Cremes mais emolientes

Aproveite para usar cremes que tenham maior consistência e oleosidade, criando assim uma camada extra de proteção no estrato córneo, que é a parte mais superficial. A hidrofobia (não se mistura com a água) desse tipo de creme dificulta a perda de líquido.

Vale a pena buscar especialmente por princípios ativos como ceramidas essenciais, poderosos umectantes, ou seja, ativos que criam uma camada protetora evitando assim a perda de água transepidermal (perder água da pele) e a niacinamida, que tem uma atividade antioxidante importante para evitar a perda de elasticidade.

2. Sabonetes suaves

Por acumular menos óleo, esse tipo de pele também precisa de menos lavagens. É importante se proteger dos agentes poluentes e do suor do dia-a-dia, mas igualmente importante é escolher bem como ter esse cuidado. Evite sabonetes que secam a pele, e também o excesso de esfoliação. Uma vez a cada duas semanas costuma ser o suficiente.

Devido à sensibilidade na pele, é provável que durante o dia você sinta a necessidade de lavar o rosto, e você deve, desde que use um sabonete suave.

3. Demaquilantes e tonificadores

Os demaquilantes e tonificadores devem ser uma parte importante da sua rotina de skincare: evite ao máximo usar maquiagens comedogênicas. Devemos usar as não-comedogênicas, isto é, que não entopem os poros.

Ao demaquilar, use componentes sem álcool e com ação gentil com a pele, como as águas micelares, por exemplo. Então é hora da tonificação, que regula o pH da pele, o que é indispensável, afinal, esse é um dos fatores que ajudam na regulação dermatológica.

4. Séruns

Os séruns podem e devem ser usados em conjunto com o hidratante, já que têm absorção rápida. O mais interessante é que eles vêm turbinados com um princípio ativo especial para diferentes especialidades, como a vitamina C, o ácido hialurônico e a niacinamida, com propriedades anti-envelhecimento e de reconstrução dos tecidos muito importantes.

Lembre-se: o ideal é usar o sérum antes do creme hidratante.

5. Maquiagens com fator de proteção

Algumas maquiagens produzidas atualmente ajudam especialmente a dar um aspecto mais uniforme na pele, corrigindo a aparência rachada ou mesmo avermelhada, tudo isso sem causar danos ou afetar a saúde da pele.

Recupere o brilho e proteção da sua pele no dia a dia com as maquiagens Ada Tina.

6. Proteção solar

Por último e mais importante, garanta a proteção solar. No caso da pele seca, é comum que esse problema afete todo o corpo, exigindo um cuidado especial com os pés, mãos, cotovelos e ombros.

É importante usar protetor solar mesmo em dias sem sol. O FPS faz diferença quando falamos de proteção solar para peles secas, que devem começar a partir do fator 50.

A exposição ao sol pode piorar consideravelmente o envelhecimento e também o aparecimento de manchas escurecidas. Vale a pena ainda escolher um protetor especial para o tipo de pele seca, como o Normalize Hydra Comfort FPS 90, que conta com um alto fator de proteção, além de efeito calmante contra irritações que a exposição ao sol causa.

Outros cuidados essenciais com a pele seca

Além da rotina diária de cuidados com a pele, vale a pena ter alguns cuidados complementares:

– Beba muita água: estamos falando de hidratação, então nunca é demais reiterar o quanto a água é vital para recuperar o nível de hidratação.

– Cuide da alimentação: consuma alimentos ricos em vitamina A e E, frutas cítricas, peixes e vegetais ricos em água, como pepinos e melancia. Fuja de alimentos muito gordurosos, especialmente para evitar criar oleosidade na zona T do rosto.

– Evite acessórios e roupas abrasivas: a pele seca é muito sensível ao toque, e usar roupas pouco confortáveis ou acessórios que repuxem o cabelo ou a pele podem aumentar seu desconforto.

– Pratique exercícios: os benefícios dos exercícios para a pele seca são muitos, já que a boa oxigenação dos tecidos garante o melhor trabalho deles e maior retenção de hidratação, especialmente para pessoas com diabetes, já que o ressecamento da pele é um dos efeitos colaterais.

– Use sabonetes com efeito hidratante: troque a barra por um sabonete em gel e escolha álcoois em gel com fator hidratante, que preservem a textura da pele e não criem irritações prolongadas.

– Maneire na temperatura do banho: o banho quente é um grande vilão. Se não se acostumar com banhos mais frios, ao menos tente reservar água fria para lavar o rosto e os cabelos, isso já vai fazer uma boa diferença.

Gostou das dicas? Você pode fazer muito por sua pele seca, o importante é ter disciplina, boas informações e especialmente escolher produtos de qualidade. Na Ada Tina você encontra tudo isso e muito mais. Aproveite o blog Ada Tina para aprender mais sobre cuidados avançados com a pele.

TECNOLOGIA SOLENT: 12 HORAS DE PROTEÇÃO SOLAR

A Tecnologia Solent Proporciona 12 Horas de Altíssima Proteção Solar, sem Reaplicação.

TECNOLOGIA SOLENT: OS PROTETORES SOLARES QUE DISPENSAM REAPLICAÇÃO

Você já ouviu falar na Tecnologia Solent da ADA TINA? Se você conhece a importância da proteção solar, vai adorar saber mais sobre essa tecnologia capaz de revolucionar os cuidados com a pele e trazer muito mais praticidade e segurança para o seu dia-a-dia!  Além disso, conheça também os outros benefícios dos protetores solares da Ada Tina.

Todos os protetores solares da Ada Tina possuem a tecnologia Solent e, além disso, toda a linha baseia-se no life concept que segue rigorosamente os três princípios: Respeito a Natureza, Respeito a Pele e Respeito aos Animais, sendo produtos veganos, paraben free, mother friendly e cruelty free

O que é a tecnologia Solent?

É uma tecnologia de proteção solar exclusiva da Ada Tina, que garante uma defesa muito mais eficaz da pele, protegendo-a efetivamente contra as radiações UVA e UVB, graças a uma combinação sinérgica de filtros solares altamente fotoestáveis que garantem 12 horas de proteção solar consecutivas, sem perda da efetividade ao longo do dia e sem a necessidade de reaplicação ou retoque* do protetor solar, tornando a rotina muito mais prática.

Além desses benefícos a tecnologia Solent não utiliza avobenzona em suas formulações, um filtro solar instável que é destruído rapidamente após a exposição solar podendo durar no máximo de 1 hora a 1 hora e meia, comprometendo a efetividadeda proteção, além de destruir os demais filtros presentes na formulação do produto. Sendo assim, após esse período, caso haja ainda a exposição solar, ocorre a perda de mais de 50% da proteção.

Mais benefícios dos protetores solares de Ada Tina

Que a proteção solar é de extrema importância na rotina skincare você já sabe, mas já imaginou tratar a pele ao mesmo tempo que a protege?

É por esta razão que além da tecnologia Solent, que proporciona 12 horas de proteção solar sem reaplicação*, a Ada Tina também possui diversos ativos presentes na formulação de seus fotoprotetores, oferecendo a opção ideal para seu tipo de pele, seja ele qual for!

Proteção antioxidante para pele

envelhecimento cutâneo é causado e até mesmo acelerado por diversos fatores, como exposição solar sem a proteção adequada, má alimentação, estresse, poluição, entre outros. É importante proteger a pele desde cedo e o primeiro passo para isso é adicionar a proteção solar à sua rotina diária de cuidados com a pele. Invista em um protetor solar que se adeque às suas necessidades e que além de proteger a pele, faça um tratamento efetivo, como os protetores solares que possuem ativos antioxidantes, por exemplo, pois podem proporcionar múltiplos benefícios no que diz respeito ao tratamento de manchas e principalmente sinais de envelhecimento da pele.

Atualmente,sabe-se que nosso cotidiano está cada vez mais acelerado e que buscamos mais praticidade e múltiplos benefícios em um único produto. Uma ótima dica para uma pele saudável é investir em uma proteção antioxidante adicional. Mas afinal, o que isso quer dizer?

Antioxidantes são os ativos capazes de neutralizar os radicais livres gerados por fatores internos ou externos, potencializando assim o efeito anti-manchas e anti-idade de um produto, mesmo que seja um protetor solar. Conforme explica o farmacêutico especialista em cosmetologia Dr. Maurizio Pupo, a vitamina C, por exemplo, é um ótimo antioxidante, pois ela cria uma barreira contra a ação dos radicais livres e outros agentes prejudiciais para a pele, aumentando a efetividade da proteção solar, além de estimular a produção do colágeno e retardar o envelhecimento cutâneo, dando mais viço, luminosidade e hidratação à pele. Além da tecnologia Solent, que garante 12 horas de proteção solar sem a necessidade de reaplicações ou retoques*, com a Ada Tina você também tem uma ótima proteção antioxidante para pele, principalmente se tratando dos protetores solares que possuem o DIFENDIOX® (composto de 14 Polifenóis antioxidantes das olivas) ou demais antioxidantes em sua formulação, como é o caso do Biosole Oxy FPS 50, que conta também com a vitamina C para pele e a niacinamida clareadora.

Como escolher o protetor solar ideal?

Os melhores protetores solares para pele oleosa.

Utilizando um protetor solar adequado para a sua pele, é possível também tratar e prevenir diversos problemas, evitando sensibilidade, amenizando características indesejadas e também potencializando os resultados de outros produtos que possam ser utilizados em conjunto. Por exemplo, se você estiver utilizando algum produto com ácido ou tem a pele muito clara, é importante usar um protetor solar com alto fator de proteção, além das 12 horas de proteção solar que somente a tecnologia Solent oferece.

Caso esteja em tratamento para o melasma, utilize um protetor solar antioxidante e que também possa auxiliar no tratamento e clareamento de manchas na pele. Dessa forma, além de prevenir e proteger, você estará utilizando produtos que ajudarão a obter resultados mais eficazes e satisfatórios de maneira mais rápida.

Escolha uma textura que te agrade e seja ideal para seu tipo de pele. Peles oleosas, por exemplo, exigem um produto com toque seco e que seja capaz de controlar a oleosidade excessiva da pele. Já as peles secas e ressecadas podem e devem utilizar um protetor solar com a textura mais hidratante. Lembrando que a textura não influencia na proteção, apenas escolha o que mais se adéqua ao seu tipo de pele e que possa te proporcionar o sensorial mais agradável possível.

Protetores solares com cor

É importante ressaltar que, além dos raios UVA e UVB, ainda existe a luz azul e a luz visível. Essas radiações são totalmente prejudiciais para a pele, pois levam a formação de radicais livres que podem causar manchas e que também podem acelerar o envelhecimento cutâneo. Uma boa dica para combater os malefícios destes tipos de radiação é o uso de um protetor solar antioxidante e com cor. Existem protetores solares antioxidantes da Ada Tina que possuem cor e a além de proteger a pele contra a radiação UVA e UVB, ainda protegem contra os malefícios causados pela luz azul e luz visível, como é o caso do Biosole BB Cream FPS60 e do Biosole Fluid Sun Color Defense FPS 98.

O protetor solar com cor, além de possuir 12 horas de alta proteção contra as radiações UVA e UVB, benefício da tecnologia Solent da Ada Tina, ainda disfarça olheiras e serve como uma base na maquiagem do dia-a-dia, com efeito de maquiagem funcional. Além disso, protege a pele contra os problemas provenientes da exposição à luz azul e luz visível, que estão presentes não somente em dias ensolarados, mas em ambientes claros, seja no escritório ou onde hajam janelas. Ou seja, não se esqueça: utilize sempre o protetor solar, mesmo em dias nublados ou dentro de casa.

Como conquistar uma pele mais saudável?

01_Filtro-Solar-x-Protetor-Solar-03
Pele protegida com protetor solar

Agora que você já conhece a tecnologia Solent presente em todos os protetores solares da Ada Tina, que os tornam muito mais eficazes para sua pele, como fazer para conquistar uma pele mais bonita e saudável? É só utilizar o protetor solar? Não, não é só isso!O uso do protetor solar é um dos primeiros passos, mas é preciso também adotar uma rotina adequada de cuidados com a pele.

Higienização, tonificação e hidratação, devem fazer parte desta rotina. Além disso, é importantíssimo adquirir hábitos saudáveis, afinal, o cuidado também vem de dentro pra fora. Mantenha uma alimentação balanceada e rica em vegetais, frutas, verduras e legumes, evite alimentos gordurosos, açúcar e bebidas alcoólicas, e mantenha-se sempre hidratada, pois a hidratação do corpo como um todo é essencial e com certeza você verá os resultados positivos em sua pele.

Por fim, a tecnologia Solent é o que há de mais moderno e inovador em protetores solares: 12 horas de alta proteção sem necessidade de reaplicação ou retoque*, o que garante muito mais praticidade e segurança para você e para sua pele. Não importa o seu tipo de pele, a Ada Tina possui o protetor solar perfeito para você.

Escolha o seu agora mesmo e surpreenda-se!

*Reaplicar sempre o protetor solar, após sudorese intensa, nadar ou banhar-se, secar-se com toalha e durante a exposição ao sol (Texto obrigatório deixar o texto num tamanho bem pequeno)

COMO ESCOLHER O PROTETOR SOLAR COM COR IDEAL PARA A SUA PELE?

O uso do protetor solar com cor pode trazer muitos benefícios para nossa pele, pois além de prevenir contra os raios UVA e UVB e disfarçar as imperfeições, ele também protege contra a luz visível e a luz azul.

Dependendo de sua formulação, o dermocosmético também pode ser um poderoso antioxidante e hidratante, potencializando a prevenção contra o surgimento de rugasmanchas na pele, além de ser um substituto da base na maquiagem. No entanto, muitas pessoas têm dificuldade para escolher o protetor solar adequado.

Como escolher o protetor solar ideal?

A primeira e mais importante dica é: conheça sua pele. Todos os tipos de pele podem utilizar o protetor solar com cor, basta que você a conheça bem e saiba suas necessidades para escolher o produto adequado. Por exemplo, no caso da pele mais oleosa, o ideal é utilizar um protetor com toque seco e matificante, e para quem tem a pele seca, o indicado é um protetor solar com fórmula mais hidratante. Por ser um protetor com base, além de oferecer 12 horas de proteção, também ajuda a disfarçar as imperfeições da pele.

Outro fator essencial para a escolha é encontrar a cor adequada, é comum que os testes sejam feitos na mão ou pulso, mas a cor da pele nessa região é bem diferente da tonalidade no rosto, e podem ocorrer erros. Portanto, o melhor para testar o produto é o maxilar, por exemplo, pois é a região com o tom que mais se assemelha. Realizando o teste da maneira correta, será fácil encontrar a cor ideal, porém mesmo assim pode ser necessário um retoque com pó ou a base líquida com FPS Bio.Identique para homogeneizar o tom da pele.

O especialista em cosmetologia, Dr. Maurizio Pupo alerta: “Ao escolher um protetor solar com cor é necessário pesquisar sobre o fator de proteção, um fator acima de 30 já oferece um bloqueio da radiação solar, porém as peles mais claras poderão necessitar de um fator de proteção 60 ou mais”.

Protetor solar com cor X Protetor solar comum

O principal diferencial do protetor solar com cor é a proteção contra a luz visível e a luz azul, que é pigmentogênica, ou seja, altera o DNA de nossa pele e estimula a formação de pigmentos de melanina, causando manchas mais escuras na pele (melasma) e o aparecimento de rugas.

O protetor solar com cor, além de possuir 12 horas de alta proteção, disfarçar olheiras e servir como base na maquiagem na rotina, protege contra a radiação solar e os problemas provenientes da exposição a essas luzes, que estão presentes não somente em dias ensolarados, mas em qualquer ambiente claro, seja no escritório com janelas abertas, à luz do dia, ou à luz das telas de computadores, celulares e lâmpadas.

Conforme orienta o Dr. Maurizio Pupo, é necessário escolher um produto que forneça 12 horas de proteção solar, pois assim não é necessário reaplicar e a proteção fica garantida o dia todo, seja na exposição excessiva ao sol ou no dia-a-dia. Alguns protetores solares com cor possuem antioxidantes e ácido hialurônico em suas fórmulas, que além de hidratar a pele, protegem contra o envelhecimento e a mantém mais saudável.

ADA TINA possui um protetor solar com cor adequado para cada tipo de pele, conheça o Biosole BB FPS 60, com ação antioxidante, e Biosole Fluid FPS 98, ambos protegem o colágeno da pele impedindo a sua degradação e disfarçam as manchas causadas pela radiação solar, luz azul e luz visível, além de prevenir o surgimento de novas manchas no rosto. Com fórmula não oleosa, são indicados para todos os tipos de pele.

+Confira todos os protetores solares com cor da Ada Tina clicando aqui!

CUIDADOS COM A PELE NO VERÃO

A estação mais quente do ano chegou, e com ela aquele que pode ser o seu pior inimigo: o sol. Mas é possível lidar com ele e manter uma pele hidratada, saudável e livre de manchas. Quer saber como? Confira aqui as principais dicas de cuidados com a pele no verão.

Aproveitar o verão ou se proteger do sol?

Nessa estação do ano, todos os cuidados devem ser redobrados. Conversamos com o farmacêutico e especialista em cosmetologia, Dr. Maurizio Pupo, e ele alerta: “Nesse período, as temperaturas são mais altas e temos uma insolação maior, pois há um aumento do IUV (índice ultravioleta), ou seja, a quantidade de raios solares que chega na superfície é maior”

Os dias são mais abafados, sendo preciso tomar os devidos cuidados para evitar, além das manchas de pele, problemas como tontura e dores de cabeça, provenientes da desidratação. Nos dias mais quentes, a hidratação é muito importante, o ideal é ingerir preferencialmente alimentos leves e ricos em água, além de beber maior quantidade de líquidos, entre 2 a 4 litros de água por dia.

No dia a dia, vestir roupas bem confortáveis, de preferência tecidos leves e de cores claras, e usar protetor solar diariamente, lembrando que o FPS deve ser maior que o utilizado nas demais estações do ano.

O especialista lembra que o mais importante é proteger a pele do sol: “Os raios UVA provenientes do sol danificam o DNA e são o maior causador do câncer de pele, esses e a radiação UVB, luz visível e luz azul podem ser extremamente prejudiciais, pois levam a produção de radicais livres, que além de causar doenças como melasma e rosácea, pioram o aspecto de rugas e manchas na pele, além de destruir o colágeno”.

Ele completa: “O corpo precisa da vitamina D, porém ao contrário do que dizem alguns mitos, o correto é expor uma boa área do corpo como tronco, braços e pernas no sol do meio-dia (sempre utilizando o protetor solar adequado), pois esse é o horário com mais raios UVB, que sintetizam a vitamina D, e poucos raios UVA (os prejudiciais)”.

Cuidados com a pele do rosto no verão

Não podemos esquecer da hidratação da pele, pois nesse período ela perde muita água devido às altas temperaturas. Uma dica importante é investir em esfoliações periódicas durante o ano todo, pois elas removem as células mortas e deixam a pele mais lisa, facilitando a absorção dos hidratantes. Ao contrário do que muitos imaginam, todos os tipos de pele precisam de hidratação, desde as peles ressecadas até as mais oleosas, por isso o ideal é se atentar para o hidratante correto em cada caso.

Como evitar doenças de pele?

Você deve estar se perguntando, é possível se expor ao sol e mesmo assim evitar manchas e outras doenças de pele? Sim, é possível. O Dr. Maurizio Pupo indica que o ideal é evitar o sol entre 10 e 16 horas, pois são os horários em que o índice de raios UVA são maiores. E o mais importante, utilizar protetores que contenham 12 horas de proteção solar, assim evita-se a necessidade de reaplicação. Lembrando que estar em casa não protege do sol, pois as radiações atravessam o vidro e entram pelas janelas, ou seja, utilize sempre o protetor solar para o rosto, mesmo em ambientes fechados.

ADA TINA tem um protetor solar para cada tipo de pele e necessidade, eles são os únicos com 12 horas de proteção solar, não sendo necessária a reaplicação caso o usuário não entre na água, ou seja, muito mais praticidade e proteção no seu dia-a-dia.

Vitamina C funciona contra o melasma?

Vitamina C é o nome que damos ao ácido ascórbico, um dos mais poderosos antioxidantes capazes de combater radicais livres e promover o clareamento da pele, tanto da pele normal, conferindo um tom mais claro e mais iluminado, quanto da pele com melasma – ou com manchas escuras causadas pela produção e deposição excessiva de melanina.

Muito segura para uso em cosméticos e podendo ser utilizada em todos os tipos de pele, inclusive durante a gestação. A vitamina C pode ser considerada uma das mais potentes substâncias com a finalidade de rejuvenescer a pele.

Vitamina C clareia a pele e é eficaz contra o melasma

Diversos estudos científicos têm comprovado sucessivamente a eficácia da vitamina C em clarear a pele e tratar melasmas. Alguns destes estudos chegam a comparar os cremes de vitamina C com os tradicionais cremes a base de hidroquinona, revelando eficácia semelhante no clareamento das manchas escuras da pele. O mecanismo de ação clareador da vitamina C seria a inibição das etapas oxidativas do processo de formação da melanina.

Mais especificamente a inibição da conversão da dopa em dopaquinona, um precursor da melanina.

Embora este seja o mecanismo mais citado, sugere-se também que a vitamina C atue ainda em outras fases da conversão da tirosina em melanina, através de sua capacidade de bloquear ou reduzir sensivelmente a velocidade das reações oxidativas envolvidas nestas e em outras etapas. Outros estudos sugerem ainda um possível efeito na redução da formação da enzima tirosinase, o que significaria um bloqueio da melanogênese numa fase mais inicial.

Vitamina C é eficaz também nas hiperpigmentações pós-inflamatórias

Hiperpigmentação pós-inflamatória é o nome que damos às manchas escuras, decorrentes de uma reação inflamatória no local afetado, causada pelo estímulo da melanogênese.

A vitamina C é um potente antioxidante, e produtos que contenham esse ativo quando utilizados de maneira adequada podem prevenir e tratar as manchas  pós-inflamatórias. Pois seu elevado potencial antioxidante e anti-inflamatório, capaz de reduzir os marcadores da inflamação.

Cremes de vitamina C em peles oleosas e com manchas

vitamina C

Produtos com vitamina C possuem sensorial seco e não gorduroso, assim indicados com grande eficácia no tratamento das peles oleosas e com manchas. Além de não irritar a pele e reduzir a produção de melanina, a vitamina C ainda pode inibir a oxidação do sebo frente à radiação UVA emitida pelo sol,  prevenindo assim a formação de comedões e acne inflamatória decorrente do processo oxidativo do sebo no interior do óstio do folículo pilossebáceo, que levaria à queratogênese exacerbada.

Vitamina C e fotoproteção associada para melhores resultados

A radiação ultravioleta emitida pelo sol é um dos fatores principais para o estímulo ao dano no DNA celular, e assim levando a formação do melasma.

O melasma é uma alteração da pele multi-fatorial causada pela exposição aos raios UV sol, porém fatores como stress, estrógenos, radiação solar, fumo, alimentação, carência vitamínica, exposição solar também podem estar relacionados com as manchas escuras da pele. 

Todo tratamento de pele com o objetivo de clarear manchas escuras, associando agentes clareadores, como a vitamina C, precisão ser associados a proteção solar.

Linha Pure C ADA TINA, a melhor Vitamina C para a pele:

Sérum – PURE C 20

Pure C 20 Sérum

PURE C 20 Hyal

PURE C 20 Hyal

Efeito Máscara – PURE C 40 Ultra Clareador

pure c 40

Proteção Solar – PURE C FPS 50

Pure C FPS 50

LIMPEZA DIÁRIA DA PELE: CONFIRA O PASSO A PASSO

A limpeza diária da pele é um ritual muito importante para manter a sua beleza e saúde sempre em alta. Mas qual é a melhor maneira para mantê-la sempre limpinha? Para ajudar no dia-a-dia, conversamos com o farmacêutico e especialista em cosmetologia, Dr. Maurizio Pupo, que também nos explicou porque devemos investir nestes cuidados.

Segundo o Dr. Pupo, a limpeza da pele não pode ser deixada de lado, pois ela é a melhor maneira de remover o sebo e o excesso de oleosidade da pele. O sebo, em grande quantidade, aumenta a proliferação de micro-organismos que podem ser prejudiciais para a saúde da pele, como dermatites seborreicas, por exemplo. Além disso, é sobre este mesmo excesso de sebo que os poluentes atmosféricos se depositam e produzem radicais livres, acelerando o envelhecimento da pele.

A limpeza da pele deve ser feita diariamente, mas a sua frequência depende muito do nosso tipo de pele. Pensando nisso, separamos algumas dicas para você do passo a passo para manter a pele sempre limpinha.

Limpeza da pele diária

O primeiro passo para a limpeza adequada da pele é a sua higienização, ou seja, a remoção de micro-organismos e sebo excessivo da pele. Para isso, deve-se sempre usar um gel de limpeza suave e sem sabão em sua formulação, pois o sabão é um agente agressivo que pode limpar a pele de maneira severa, retirando sua camada de proteção natural.

Esfoliação da pele do rosto

É papel da esfoliação mecânica remover as células mortas da pele e ativar o processo de renovação celular, ou seja, incentivar a produção de novas células, deixando a pele mais clara e jovem. O processo de esfoliação da pele deve ser feito sempre que você sentir sua pele áspera ao toque: a frequência do tratamento depende de diversos fatores, como idade, características da pele e até mesmo sexo. “O importante é, ao usar o esfoliante, massagear muito suavemente, já que a pressão feita com as mãos pode agredir a pele”, esclarece Dr. Maurizio Pupo.

Tonificação

Após a limpeza ou esfoliação da pele, seus poros estarão abertos e é papel do tônico facial normalizá-los. O produto, que deve ser aplicado suavemente com um algodão, atua também na hidratação e regulação do pH da pele. Dessa maneira, o tônico auxilia na limpeza profunda da pele e restaura a sua saúde.

Hidratação da pele

De acordo com farmacêutico Dr. Maurizio Pupo, a hidratação da pele deve ser feita, no mínimo, duas vezes ao dia. Depois de todo o processo de limpeza e tonificação, devemos hidratar a pele com produtos recomendados para as características específicas de cada pele. Para as peles oleosas, hidrantes matificantes são uma boa pedida, enquanto as peles secas precisam de hidratantes mais potentes e umectantes, por exemplo.

Proteção solar

O protetor solar também deve ser aplicado depois de todo o procedimento de limpeza e, na maioria das vezes, estes produtos já têm propriedades hidratantes. O produto deve sempre ser reaplicado a cada hora e meia, já que muitos protetores solares perdem sua eficácia rapidamente. As exceções são os protetores solares da ADA TINA, que possuem uma tecnologia exclusiva que confere 12 horas de proteção solar para a pele, protegendo-a até o final do dia