Tag: raios UVA

UVA longo: o que é, e para que serve?

Em meio ao universo complexo dos cuidados com a pele, deparamo-nos com uma série de termos e siglas que podem parecer complicados à primeira vista. Entre esses, destaca-se o UVA longo, um elemento crucial que pode impactar profundamente a saúde da nossa pele. Neste artigo, exploraremos o que é esse UVA e como se proteger deste tipo de radiação.

O que é UVA?

Antes de tudo, precisamos entender o que significa essa sigla. O UVA, ou ultravioleta A, é uma forma de radiação solar que compõe uma parte significativa da luz do sol que atinge a Terra. Ao contrário dos raios UVB, que têm maior intensidade durante o verão e causam queimaduras solares, os raios UVA são consistentes ao longo do ano independente do clima e podem penetrar mais profundamente na pele. Essa capacidade de penetração mais profunda destaca a importância do UVA no contexto dos cuidados com a pele, uma vez que pode contribuir para danos a longo prazo, como envelhecimento prematuro e aumento do risco de câncer de pele. Compreender a natureza do UVA é essencial para adotar medidas adequadas de proteção solar e manter uma rotina eficaz de skincare.

E o que é o UVA longo?

É crucial entender a distinção entre UVA curto e UVA longo. O UVA 1, também conhecido como longo, refere-se às ondas de comprimento mais longa dessa radiação, penetrando mais profundamente na pele em comparação com o UVA curto, também chamado de UVA 2. O UVA longo é capaz de causar graves consequências a longo prazo, como o fotoenvelhecimento extremo, manchas escuras e persistentes, diminuição da imunidade e até câncer de pele, sabendo que podem penetrar até mesmo o vidro.

Quais os maiores riscos da exposição prologada aos raios solares?

Fotoenvelhecimento Prematuro: A exposição contínua a esse tipo de radiação pode contribuir para o envelhecimento prematuro da pele. Ele desencadeia a formação de radicais livres, que, por sua vez, podem levar à quebra de colágeno e elastina, resultando em linhas de expressão e rugas.

Melasma: Os raios UVA longo estimulam a produção de melanina, e ao longo do tempo essa produção gera um acúmulo de pigmento, o que causa surgimento de manchas escuras na pele do rosto, conhecidas como melasma. Essas manchas podem se tornar um desafio estético para muitos, afetando não só a saúde da pele, mas também a autoestima e a qualidade de vida.

Danos Celulares: A penetração profunda desse UVA pode causar danos no DNA das células da pele, contribuindo para uma variedade de problemas, incluindo problemas dermatológicos, e a possibilidade de desenvolvimento de câncer de pele.

Como se proteger desse tipo de radiação?

Uso diário de protetor solar de amplo espectro: Ao escolher um protetor solar, opte por um de amplo espectro, preferencialmente FPS 50+, indicando proteção contra os raios UVA e UVB. Certifique-se de que o produto oferece também defesa específica contra o UVA longo.

Antioxidantes na Rotina de Skincare: Integre antioxidantes à sua rotina de skincare. Eles podem ajudar a neutralizar os radicais livres gerados pela exposição ao UVA, contribuindo para a prevenção do envelhecimento precoce.

Evite a Exposição Excessiva: Embora seja impossível evitar completamente a exposição ao sol, especialmente o UVA, tente limitar o tempo gasto sob os raios diretos, especialmente durante as horas de pico.

Qual protetor solar usar?

Quando se trata de escolher um protetor solar que ofereça uma defesa eficaz contra a radiação UVA longo, o Biosole Extreme FPS 99 se destaca como a melhor opção. Isso porque o Biosole Extreme incorpora o poderoso Tinosorb M em sua composição, proporcionando uma absorção robusta da radiação UVA1 Longo.

Biosole Extreme FPS 99 Proteção contra UVA Longo

Desenvolvido para prevenir manchas, melasma e os sinais indesejados do fotoenvelhecimento, este protetor inovador vai além da simples proteção solar, apresentando um máximo bloqueio anti-melasma e uma incrível duração de 12 horas de proteção UV, evitando reaplicações constantes.

Não deixe que os raios solares destruam sua pele facial, adote o Biosole Extreme FPS 99 em sua rotina skincare!

PROTETOR SOLAR RESISTENTE A ÁGUA: IMPORTÂNCIA E COMO USAR

Se você adora estar em contato com a água, seja em piscinas ou na praia, não há motivo para colocar sua rotina de proteção solar em risco, afinal, não há nada melhor do que não se preocupar com reaplicações de protetor solar não é mesmo?

protetor solar resistente a agua

Mas se você não tiver cuidado, mesmo um dia relaxante pode levar a queimaduras solares e danos à pele, que podem te deixar lutando contra as manchas ou rugas por anos futuros. Por sorte, há uma solução fácil: protetores solares resistentes à água. Continue lendo este post e entenda tudo sobre uma proteção solar completa sem a necessidade de reaplicações constantes!

Como funcionam os protetores solares?

A aplicação diária do protetor solar é um fator muito importante na preservação da saúde da pele, isso porque os raios solares podem trazer diversos prejuízos e danos à pele, tais como o envelhecimento precoce, surgimento de rugas, linhas de expressão e flacidez cutânea, vermelhidão e queimações, além de causar alguns tipos de manchas, como o lentigo solar e o melasma, e até mesmo o câncer de pele.

Os raios ultravioleta (UVA, UVB e UVC) emitidos pelo sol são os grandes causadores de malefícios para a pele. Para impedir que esses danos atinjam nossa pele, devemos utilizar protetores solares de qualidade, que dispõe de filtros (químicos ou físicos) que absorvem essa radiação UV, impedindo-os de penetrar em nossa pele e causar danos.

Qual a diferença entre raios UVB, UVA e UVC?

A radiação ultravioleta faz parte do espectro eletromagnético da luz emitida pelo sol, que pode ser separada em três categorias: UVA, UVB e UVC.

UVA

A radiação UVA é mais nociva, respondendo por 95% da radiação solar que atinge a superfície da terra, com comprimentos de onda maiores que a luz UVB e UVC, atingindo mais profundamente a pele, a chamada derme. Essa radiação chega até nós todos os dias, independentemente do clima, e afeta a pele desde o nascer do sol, causando danos ao DNA mesmo em ambientes fechados ou em escritórios com janelas com película. Os raios UVA podem causar envelhecimento precoce, manchas escuras e outras doenças, como câncer de pele.

UVB

Menos nociva que a UVA, a luz UVB, que responde por 5% da radiação do sol que atinge a superfície da terra, tem comprimento de onda menor que a dos raios UVA e penetra apenas na epiderme, camada mais superficial da pele. Esses raios se intensificam entre 9h e 17h, mas atingem apenas a superfície da pele e são a causa da conhecida queimadura solar.

UVC

Os raios UVC são mais curtos que os raios UVB, mas têm comprimentos de onda mais longos que os outros dois raios. Entretanto, essa radiação não atinge a pele, pois é 100% absorvida pela camada de ozônio.

Todo protetor solar é resistente a água?

Nem todos os protetores solares são resistentes a água. Muitos deles saem ao entrarmos em piscinas ou no mar, deixando a pele desprotegida e refém dos perigos dos raios do sol. O contato com a água, além da alta sudorese (suor excessivo), podem remover o protetor solar da nossa pele. Para que isso seja evitado, uma excelente opção são os protetores solares com resistência à água e ao suor, pois esses protetores, mesmo na presença de água, são capazes de aderir à pele e protegê-la por muito mais tempo. Dentre esses protetores, temos dois tipos:

Resistentes à água e ao suor: significa que ele consegue permanecer de forma eficaz na pele molhada, durante 40 minutos sem alteração do valor de FPS. Após esse tempo, o protetor pode sofrer uma alteração e perder até 50% do valor do seu FPS, se a exposição à água continuar.

Muito resistente à água e ao suor: significa que o protetor solar é capaz de permanecer de forma eficaz na pele molhada, por até 80 minutos na água, sem alteração de FPS. Após esse tempo, o protetor pode sofrer uma alteração e perder até 50% do valor do seu FPS, se a exposição à água continuar.

Melhores protetores solares resistentes a água

Entre tantos tipos de protetores solares da Ada Tina, alguns se destacam pelo seu diferencial de resistência a água. Entre eles estão o Normalize Solar Matte Intense FPS 80, um protetor solar ultra matificante criado especialmente para peles oleosas, que controla intensamente o brilho excessivo da pele com textura extrasseca e 12 horas de proteção solar, tudo isso com resistência à água.

Outro protetor solar capaz de resistir à água é o Biosole Fluid FPS 90, um produto anti-melasma e anti-manchas com ação antioxidante, muito resistente à água e ao suor, possuindo toque seco, não oleoso e textura leve com 12 horas de proteção solar.

+ Clique aqui e saiba a diferença entre protetor solar e filtro solar!

PROTETOR SOLAR: TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER

O protetor solar é figurinha carimbada na rotina de cuidados das amantes de skincare. Mas você sabe porque o uso desse dermocosmético é tão importante? E qual FPS usar em nossa pele? Por isso, preparamos um guia com tudo o que você precisa saber sobre o uso do protetor solar e seus inúmeros benefícios para a saúde da pele. Confira!

Por que usar protetor solar?

O protetor solar é um item de fundamental importância em nosso dia-a-dia. Ao contrário do que muitos pensam, a proteção solar não serve apenas para dias ensolarados ou viagens à praia, afinal, nossa pele é atingida pela radiação solar diariamente, e essa exposição pode causar diversos malefícios para a saúde de nossa pele, tais como o fotoenvelhecimento, geração de rugas e linhas de expressão, manchas como melasma e lentigo solar e até males de maior gravidade como a queratose solar e câncer de pele (carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e melanoma). O protetor solar usado de forma diária previne todos esses males causados pela exposição solar.

O que significa o FPS do protetor solar?

A sigla FPS significa Fator de Proteção Solar, que indica a porcentagem de raios ultravioleta B (UVB) que um produto absorve. Quanto maior o número, maior será a capacidade de proteção desse produto contra os raios UVB, que podem causar queimaduras e danificar o DNA da pele. Diferente do que é falado, os fatores de proteção não indicam o tempo que você pode passar com segurança ao sol, e sim a porcentagem de absorção da radiação UVB.

Qual fator de protetor solar usar?

A pele clara é mais sensível à radiação solar devido aos níveis mais baixos de melanina (que age como uma como proteção natural da pele). Pessoas com tom de pele mais escuro têm mais melanina em seus corpos, as tornando mais resistentes à radiação solar, excluindo a necessidade de um fator de proteção tão alto quanto o utilizado por pessoas de tom de pele mais claro, ou seja, quanto mais clara a pele, maior o FPS deve ser. 

FPS 15Indicado para pessoas com tom de pele negra e pele morena escura

FPS 30 – Indicado para pessoas com tom de pele morena média e morena clara

FP2 50 – Indicado para pessoas com tom de pele pele branca e extremamente branca

FPS 60 – Indicado para todos os tons de pele

FPS 90 – Indicado para todos os tons de pele

FPS 98 – Indicado para todos os tons de pele

Tabela fototipos cutâneos

Pessoas com fototipos mais altos são mais propensas a terem manchas escuras e melasma, portanto, a ADA TINA, sempre pensando no bem-estar dos seus clientes, já formula filtros solares com FPS 50+, garantindo que o todos os consumidores tenham uma pele muito mais protegida e livre de melasma, manchas escuras e outros danos de pele causados pela radiação solar.

Como aplicar protetor solar?

Aplique o protetor solar todos os dias pela manhã e noite, se necessário, sobre a pele limpa e seca, antes da exposição solar, assim você garantirá o melhor resultado na proteção da pele contra a radiação solar e evitará ao máximo os malefícios consequentes do sol.

Rosto


Não existe muita diferença entre o protetor aplicado no rosto e o protetor aplicado no corpo, em relação à formulação. O único diferencial entre eles é o aspecto sensorial que existe para os protetores solares faciais, onde alguns são formulados com um toque mais sequinho e matificante, já outros são formulados com um toque mais hidratante (para as pessoas que possuem peles secas). Além disso, a pele do rosto, por ser mais fina, sensível e regularmente mais exposta às luzes solares, o recomendado para a pele do rosto são FPS’s mais altos.

Corpo

Os protetores para o corpo costumam ser mais oleosos, entretanto, o uso desses protetores no rosto não possuem funções tão diferentes, podendo sim ser aplicado em qualquer área da sua pele. Porém, pessoas com a pele facial mais oleosa não se beneficiarão com a aplicação de protetores para o corpo na pele do rosto.

Qual a diferença entre raios UVB, UVA e UVC?

A luz ultravioleta faz parte do espectro eletromagnético da luz emitida pelo sol, que pode ser dividido em três categorias: UVA, UVB e UVC.

UVA

A radiação UVA é mais nociva, respondendo por 95% da radiação do sol que atinge a superfície da Terra, e tem comprimentos de onda mais longos do que a luz UVB e UVC, atingindo mais profundamente a pele e atingindo a derme. Essa radiação nos atinge diariamente, independente do clima, e incide sobre a pele desde o nascer do sol, causando danos ao DNA, até mesmo dentro de casa ou de escritórios com janela insulfimada. Os raios UVA levam ao envelhecimento precoce, manchas escuras e outras doenças como câncer de pele.  

UVB

A luz UVB, que é menos nociva que a UVA, responde por 5% da radiação emitida pelo sol que atinge a superfície da Terra, possuindo um comprimento de onda menor que os raios UVA e penetra apenas a epiderme. Esses raios se intensificam entre 9h e 17h, mas atingem apenas a pele de forma superficial, sendo responsável por causar as conhecidas queimaduras solares.  

UVC

Os raios UVC são mais curtos que os raios UVB, mas têm comprimentos de onda mais longos que os outros dois raios. Essa radiação não atinge a pele, pois é 100% absorvida pela camada de ozônio.

Como escolher o protetor solar ideal para você?

Existem inúmeros tipos de protetores solares no mercado, com diversas funções e benefícios diferentes para determinados tipos de pele. O primeiro passo é você identificar qual é o seu tipo cutâneo, para assim poder escolher o ideal para você. 

Tipos de pele

Pele Normal: Conhecida como pele eudérmica, a pele normal é naturalmente equilibrada, por isso, os protetores solares para peles normais precisam ser balanceados, ou seja, não muito oleosos nem muito matificantes, garantindo estabilidade e alta proteção solar.

Pele seca: É conhecida por reter menos água e, portanto, é menos hidratada, contendo uma textura áspera, um rosto mais sensível e avermelhado, e um grande volume de ressecamento, podendo haver descamação. O protetor solar ideal para este tipo de pele precisa ser hidratante e não oleoso, por conter toque suave, confortável e não pegajoso.

Pele oleosa: Por conta da alta produção de sebo e excesso de brilho, a pele oleosa apresenta oleosidade intensa, poros dilatados e a possibilidade de formação de lesões de acne. Por isso, ações matificantes e antioleosidade são características fundamentais para se encontrar em um protetor solar para peles oleosas, pois reduzirão o sebo e o brilho intenso com um toque suave e extrasseco. 

Pele Mista: Por apresentar oleosidade na região T do rosto (testa, nariz e bochechas), ao mesmo tempo em que apresenta pele normal nas outras regiões da face, os protetores solares que possuem efeito matificante são ótimos para as peles mistas, pois controlam o brilho e a oleosidade da pele o dia todo.

Agora que você sabe tudo sobre proteção solar, não deixe de visitar o site da Ada Tina e conheça os melhores protetores solares disponíveis no mercado, os únicos com 12 horas de proteção, livre se substâncias tóxicas para a pele e totalmente cruelty free, ou seja, não realizamos testes em animais.

+Clique aqui e conheça a linha de protetores solares da Ada Tina, os únicos com 12 horas de proteção solar!

SUBSTÂNCIAS TÓXICAS ENCONTRADAS EM PROTETORES SOLARES

Os protetores solares são muito importantes em nossa rotina de cuidados com a pele, no entanto, existem algumas substâncias tóxicas encontradas nesses produtos que podem ser nocivas à nossa saúde. Continue lendo esta matéria para saber quais são esses perigos e como encontrar produtos que não prejudicam sua pele!

Substâncias tóxicas encontradas em protetores solares

Benefícios do uso de protetores solares

Um dos elementos importantes da nossa rotina de cuidados com a pele são os protetores solares, pois além de nos proteger das queimaduras solares, eles também protegem contra outros perigos que a radiação solar traz ao nosso corpo, como melasma, manchas escuras, envelhecimento precoce da pele, danos ao DNA, diminuição da imunidade da cutânea, deterioração do colágeno, elastina e ácido hialurônico e o temido câncer de pele.

Substâncias tóxicas encontradas em protetores solares

O mercado de protetores solares é muito diverso. Existem produtos com uma vasta gama de funções e características voltadas para certos tipos específicos de pele. Entretanto, a grande maioria dos protetores solares contém substâncias que são altamente prejudiciais para nossa saúde, e são vendidos e usados normalmente.

Entre eles podemos destacar a avobenzona, um ingrediente encontrado em filtros solares que serve para absorver os raios UVA, porém, é uma substância fotoinstável, ou seja, sua capacidade de exposição à luz possui alterações significativas nas propriedades físico-químicas, sendo totalmente destruído após uma hora e resultando em reaplicações constantes do filtro solar. Outra substância prejudicial à saúde da pele encontrada em produtos de proteção solar é a oxibenzona (benzofenona-3), um composto que, apesar de orgânico, polui o meio ambiente favorecendo a vulnerabilidade dos corais ao fenômeno de branqueamento, levando a sua morte. Além disso, a oxibenzona pode provocar doenças de pele, distúrbios hormonais e também é carcinogênico.

O octocrileno é outro composto orgânico muito utilizado em protetores solares e cosméticos, principalmente para absorver raios UVB. Apesar disso, o ativo octocrileno se transforma em benzofenona, um agente irritante e alergênico, alterando o equilíbrio hormonal e o DNA, com um grande potencial carcinogênico. Além dele, o 3,4 MBC (3-(4-methylbenzylidene)camphor) é uma substância química, utilizada em filtros solares pela indústria cosmética por sua eficácia na proteção do tecido cutâneo contra a radiação UVB. Ela é classificada como uma substância química com potencial disruptor endócrino, ou seja, interferem no sistema hormonal das pessoas, portanto é classificada também como uma substância altamente cancerígena

Use protetores solares de qualidade

Com tantos ingredientes tóxicos e prejudiciais para a saúde da pele, a busca por protetores solares de alta qualidade é fundamental, pois os malefícios dessas substâncias acabam superando seus benefícios. Os produtos da Ada Tina não possuem avobenzona, oxibenzona, octocrileno e 3,4 MBC, sendo totalmente seguros para a saúde.

Além disso, possuímos o selo Paraben Free, ou seja, todos os nossos produtos são totalmente isentos de parabenos, conservante que impede o crescimento de microoganismos para prolongar a vida útil dos produtos, e são amplamente utilizados pela indústria cosmética e farmacêutica por serem de baixo custo e de fácil adição às formulações. O farmacêutico especialista em cosmetologia Dr. Maurizio Pupo alerta: “Apesar de ainda ser considerado como seguro pela ANVISA, quando utilizado dentro de uma baixa dosagem, estudos alegam que os parabenos podem causar alergias e danos à saúde, estando relacionados inclusive ao desenvolvimento do câncer”.

Melhores protetores solares que não prejudicam nossa pele

Todos os produtos da Ada Tina são livres de parabenos e substâncias tóxicas que podem trazer risco à saúde de sua pele. Inclua a Ada Tina em sua rotina skincare e aproveite todos os seus benefícios.

Biosole OXY FPS 50

Biosole OXY FPS 50

Biosole Oxy FPS 50 é um protetor solar clareador de manchas com vitamina C, niacinamida e DIFENDIOX®, (um concentrado de polifenóis rico em oleuropeína, principal antioxidante das folhas da oliva, altamente oxidantes e extraídas das olivas da região da Toscana, na Itália). Desenvolvido especialmente para proteger e tratar peles com melasma, atuando no combate à 15 tipos de manchas, com eficácia anti-sinais e antirrugas, deixando a pele mais clara e rejuvenescida, além de contar com 12 horas de alta proteção solar contra as radiações UVA e UVB, sem a necessidade de reaplicação constante.

Clarivis TX

Clarivis TX

Clarivis TX é um sérum ultra clareador, formulado com tripla tecnologia ultra clareadora que atua em 21 mecanismos clareadores de manchas escuras na pele, reduzindo a hiperpigmentação e as manchas, auxiliando no tratamento do melasma grau 2 e melasma grau 3, também conhecidos como melasma grave e melasma resistente. O Clarivis TX deixa sua pele mais clara e iluminada, deixando sua pele com uma aparência mais jovem.

PROTETOR SOLAR: QUAL FPS USAR EM MINHA PELE?

Você já deve ter percebido que existem diversos níveis de FPS em protetores solares disponíveis no mercado. Mas na hora de comprar, sempre surge aquela dúvida: qual FPS devo utilizar na minha pele? Para a resposta dessa e de outras perguntas, continue lendo esta matéria e saiba tudo sobre proteção solar!

Protetor Solar: Qual FPS usar em minha pele?

Radiação Solar: Diferença entre UVB E UVA

Os raios UVA e UVB fazem parte da luz ultravioleta, um segmento do espectro eletromagnético de luz emitida pelo sol. Os raios UVA são os mais nocivos para a pele humana, representando 95% da radiação emitida pelo sol que chega a superfície terrestre, independente do clima. Eles atingem mais profundamente a nossa pele chegando até a derme, causando danos ao DNA cutâneo como o envelhecimento precoce, manchas na pele e doenças como o câncer de pele.

Já os raios UVB são menos prejudiciais que os UVA, pois atingem mais superficialmente nossa pele, penetrando apenas a epiderme. Representando 5% da radiação emitida pelo sol que chega a superfície terrestre, os raios UVB causam vermelhidão e as famosas queimaduras solares na pele.

Existe outro tipo de radiação emitida na luz ultravioleta, os chamados raios UVC. Essa radiação é 100% absorvida pela camada de ozônio e não chega a pele, não colocando a saúde da pele em risco.

Benefícios da Proteção Solar

Um dos fatores essenciais para nossa rotina de cuidados com a pele são os protetores solares, pois além de nos proteger das queimaduras solares, também protegem contra outros perigos que a radiação solar pode representar para nosso corpo, como melasma, manchas escuras e lentigo senil, envelhecimento precoce, danos ao DNA, diminuição da imunidade cutânea, degradação do colágeno, elastina e ácido hialurônico, e o temido câncer de pele.

O que é o FPS e FP-UVA/PPD

A sigla FPS significa Fator de Proteção Solar, e indica a porcentagem de raios ultravioleta B (UVB) que são absorvidos por um produto. Quanto maior o número, melhor será a capacidade desse produto de proteger sua pele dos raios UVB, que causam queimaduras e danificam o DNA da pele.

Entretanto, existe um mito sobre a numeração do FPS ser equivalente ao tempo que o produto aguenta ficar exposto ao sol até uma reaplicação. Isso não é verdade, afinal, os fatores de proteção não indicam o tempo que você pode passar com segurança ao sol, mas sim a porcentagem de absorção da radiação UVB, como mostra a tabela a seguir:

Tabela FPS

Existe também o FP-UVA, Fator de Proteção contra os raios UVA, antigamente chamados de PPD. O FP-UVA indica a porcentagem de absorção dos raios UVA por um protetor solar. Um protetor solar com um valor de FPS 30 deve ter um FP-UVA de pelo menos 10, isso significa que ele, obrigatoriamente, precisar ser ao menos 1/3 do valor do FPS. Sem proteção adequada de FP-UVA, sua pele é vulnerável a radicais livres, danos ao DNA e até mesmo câncer de pele.

Tabela FP-UVA

O tempo médio de duração da eficácia de protetores solares comuns é de 1 hora, independente do valor do FPS. Contudo, a exclusiva tecnologia Solent da Ada Tina é formulada com filtros solares que possuem altíssima fotoestabilidade, portanto, esses filtros solares não se degradam ao absorver as radiações solares UV, garantindo assim uma proteção muito mais eficaz por 12 horas, sem a necessidade de reaplicação. Além disso, a tecnologia Solent é livre de diversas substâncias que apresentam risco para a saúde do corpo, tais como 3,4 MBC, octocrileno e oxibenzona, garantindo mais segurança e proteção solar o dia todo.

A melanina e os tipos de pele

A melanina é um pigmento produzido a partir da tirosina (aminoácido essencial) produzido pelos melanócitos, que confere cor à pele. Esse pigmento garante uma proteção natural da pele com um forte estímulo contra a radiação UVA e também UVB. Dependendo do tom de cor de nossa pele, produzimos uma determinada quantidade de melanina, e consequentemente, um nível de proteção natural próprio da pele.

Qual FPS usar em minha pele?

A imagem a seguir esclarece quais fatores de proteção solar são ideais para cada fototipo cutâneo:

Tabela fototipos cutâneos

Entretanto, segundo o farmacêutico especialista em cosmetologia Dr. Maurizio Pupo, todas as pessoas devem utilizar, no mínimo, um protetor solar com FPS 30: “O que acontece é que, uma pele clara possui maior sensibilidade à radiação solar, por conta da menor quantidade de melanina (que atua como uma proteção natural para a pele). Já as pessoas com tom de pele mais escuro possuem melanina em maior quantidade, o que as torna mais resistentes à radiação solar, não se fazendo necessário o uso de fator de proteção tão alto quanto o utilizado por pessoas com tom de peles mais claros, ou seja, quanto mais clara a pele, maior deve ser o FPS”, afirma o Dr. Pupo.

Mesmo que pessoas com fototipo IV, V e VI não precisem utilizar um FPS alto devido a sua proteção natural da pele (melanina), a Ada Tina, sempre pensando no bem-estar dos usuários, já formula filtros solares com FPS 50+, garantindo assim que o todos os consumidores tenham uma pele mais protegida e livre danos no DNA causados pela radiação solar.

Melhores protetores solares para cada FPS

Listamos aqui os melhores produtos da Ada Tina para cada fator de proteção solar:

FPS 50

O Biosole Oxy FPS 50 é um protetor solar clareador e antioxidante, com vitamina C, niacinamida e DIFENDIOX®, que combate 15 tipos de manchas e possui textura leve, toque seco, e 24 horas de proteção anti-melasma

Biosole Oxy FPS 50
Protetor Solar Clareador Biosole Oxy Fps 50 Vitamina C E Niacinamida – 40ml

O Sunsec Gel Fluid FPS 50 é um protetor solar que confere alta proteção solar anti-melasma, com exclusiva textura gel fluida extra leve e toque extra seco, indicado para todos os tipos pele, especialmente as peles mais oleosas, acne e poros dilatados.

Sunsec Gel Fluid FPS 50
Protetor Solar Pele Oleosa Toque Extra Seco Sunsec Gel Fps 50-40ml

FPS 60

O Biosole BB Cream FPS 60 é um protetor solar com cor, que além de possuir toque seco e alta cobertura, ele também protege e disfarça as imperfeições da pele, combatendo manchas escuras e melasma e protegendo 155% mais contra a luz azul e visível. Possui 4 cores para determinados tons de pele: Bianco, Vaniglia, Mielle e Noce.

FPS 66

Soleize Mineral FPS 66 com cor é um protetor solar físico, anti-melasma, com efeito matte e toque seco, formulado com filtros minerais e alta proteção anti UVA e UVB, luz azul e visível, prevenindo manchas escuras e melasma.

Soleize Mineral Fps 66
Protetor Solar Físico Soleize Mineral Fps 66 Com Cor – 30ml

FPS 90

Biosole FPS 90 é um protetor solar anti-melasma e anti-manchas, com dupla ação antioxidante de DIFENDIOX® e vitamina E, toque seco, não oleoso e textura leve alta proteção contra as radiações UVA e UVB.

Já o Biosole Fluid FPS 90 é um protetor solar fluido, anti-melasma e anti-manchas com ação antioxidante, muito resistente à água e ao suor, toque seco, não oleoso e oil free.

FPS 98

Biosole Fluid Sun Color Defense FPS 98 é um protetor solar fluido com cor, que uniformiza e tonifica instantaneamente a pele. Possui cobertura leve e natural, corrigindo imperfeições com toque seco não oleoso, rico em DIFENDIOX®, que combate os malefícios da luz azul e visível e clareia manchas da pele, deixando-a mais jovem e muito mais protegida. Possui duas cores: médio claro e médio escuro.

Biosole Fluid FPS 90
Protetor Solar Fluido Com Cor Biosole Fluid Sun Color Defense Fps 98 – Médio Claro

COMO EVITAR O ENVELHECIMENTO PRECOCE DA PELE?

Grande parte da preocupação com a beleza da pele para a maioria das mulheres (e muitos homens) é o envelhecimento precoce, que a deixa com que a aparência flácida, enrugada e manchada. Entretanto, existem diversas maneiras de combater esse envelhecimento. Continue lendo esta matéria e descubra!

Como evitar o envelhecimento precoce da pele?

O que é o envelhecimento precoce da pele?

É um processo natural que ocorre com a idade e a exposição a elementos ambientais. Sua pele é composta por uma complexa rede de colágeno e elastina. O colágeno ajuda a pele a permanecer firme e lisa, enquanto a elastina lhe dá elasticidade. Conforme você envelhece e se expõe aos raios solares, seu colágeno, elastina e ácido hialurônico se degradam, causando então o envelhecimento acelerado da pele.

Outros elementos que podem contribuir para esse processo de degradação é a alta exposição solar sem proteção, poluição, tabagismo, sedentarismo, estresse e má alimentação.

Sintomas do envelhecimento da pele

Os principais sintomas que podemos perceber quando falamos de envelhecimento cutâneo são:

Rugas e linhas de expressão: São aquelas marcas que aparecem apenas quando fazemos expressões e manifestações faciais  causadas pelo movimento dos músculos sob a pele, decorrente de danos causados pelo sol ou pela perda de elasticidade da pele.

Manchas escuras: São manchas na pele que podem incluir o melasma e o lentigo solar, causadas pela exposição ao sol, estresse crônico ou mudanças hormonais.

Flacidez da pele: Nossa pele fica mais fraca com a idade e começa a ficar flácida, normalmente ao redor da linha da mandíbula ou das bochechas e na área dos olhos. Isto é causado pela perda de colágeno e elastina na pele.

Dicas para evitar o envelhecimento da pele

Use protetor solar diariamente: Os raios UV do sol podem levar ao envelhecimento prematuro como rugas e manchas ou até mesmo o câncer de pele. Para evitar estes danos, certifique-se de usar protetor solar FPS 30+ (tanto para proteção UVA quanto UVB) diariamente antes de sair de casa, e de preferência, use filtros solares de longa duração, como os protetores da ADA TINA, que contém Tecnologia Solent de 12 horas de proteção solar contra as radiações UVA e UVB, sem necessidade de reaplicações ao longo do dia.

Exerça uma rotina skincare: O uso de dermocosméticos e o estabelecimento de uma rotina regular de cuidados com a pele é de extrema importância para evitar o aparecimento de rugas e manchas.

Mantenha uma boa alimentação: Sua pele é o maior órgão de seu organismo, portanto, o que você coloca em seu corpo tem um impacto direto sobre o aspecto exterior. Certifique-se de estar recebendo proteína suficiente, vitamina A (frutas e legumes de cor alaranjada, como abóbora, cenoura, manga, mamão, damasco, laranja e vegetais verdes, como espinafre e couve),  vitamina C (acerola, laranja e limão) e vitamina E (encontrada em óleos vegetais, como azeite ou o óleo de girassol e frutas secas). Consuma também polifenóis, que são antioxidantes potentes e importantes para a pele que podem ser encontrados em óleo de oliva, nozes, chá e café, frutas e vegetais, e vinho tinto. Esta é uma dieta muito utilizada na população do mediterrâneo.

Evite a exposição excessiva ao sol: Longos períodos de tempo expostos diretamente aos raios solares pode gerar sérios males, sejam imediatos (queimaduras) ou a longo prazo (rugas e melasma), principalmente durante as horas de pico, das 09h às 17h, quando os raios solares estiverem mais fortes.

Melhores produtos para combater o envelhecimento da pele

Se você está procurando os melhores produtos para combater o envelhecimento, não se preocupe mais. A ADA TINA tem uma variedade de produtos dermocosméticos específicos para combater os efeitos do envelhecimento precoce. Os produtos Ada Tina são feitos com óleos essenciais derivados da oliva, livres de parabenos e cruelty free.

Um deles é o Biosole AV FPS 50, um protetor solar anti-idade e antioxidante que previne o envelhecimento, protege o colágeno da pele, e a mantém jovem, uniforme e protegida, além de possuir 12 horas de proteção solar UVA e UVB.

Biosole AV FPS 50
Protetor Solar Anti-Idade Pró Colágeno Biosole Av Fps 50 – 50ml

Outro produto com alta eficácia é o Retintense 5.0, um sérum ultra rejuvenescedor e clareador, com peptídeos retinol like quatro vezes mais potentes, capazes de firmar, renovar e rejuvenescer a pele, reduzindo rugas e linhas e clareando manchas escuras sem os efeitos colaterais do retinol puro.

Retintense 5.0
Sérum Retinol Peptide Rejuvenescedor Clareador Retintense 5.0 – 30ml

Existe também o Liqui.Laser, o primeiro laser líquido com potente ação renovadora e clareadora, rico em Glycogen Hyaluronic Peptide que retexturizam, rejuvenescem e clareiam a pele profundamente. Além disso, o Liqui.Laser aumenta a produção de ácido hialurônico, que preenche e reduz linhas de expressão, rugas finas, rugas médias e rugas profundas, deixando sua pele com aparência até 15 anos mais jovem, sem ardência.

Liqui.Laser
Laser Líquido Renovador E Clareador Liqui.Laser – 30ml

Para tratamentos de outros tipos manchas ou patologias, nos consulte clicando aqui.

PROTETOR SOLAR: POR QUE USAR TODOS OS DIAS?

A importância de escolher os melhores protetores solares para fazerem parte da sua rotina de cuidados com a pele está, de longe, intimamente ligada aos investimentos na sua saúde dermatológica. Por isso, se você deseja oferecer maior proteção para a sua tez com produtos de qualidade, acaba de chegar o blog post ideal.

Venha com a ADA TINA descobrir os segredos de uma pele saudável e jovial: surpreenda-se com a praticidade dos hábitos necessários para esta conquista. No conteúdo de hoje, você irá desvendar a diferença entre protetor e filtro solar, como escolher os melhores itens dermatológicos e muito mais!

Continue a leitura para conferir tudo isso, mas antes, veja para que serve uma proteção solar devida!

Qual é a função do protetor solar?

Imagem ilustrativa contendo os diferentes tipos de fatores de proteção solar

A principal função do protetor solar nas rotinas de cuidado é evitar que as fontes luminosas compostas pelos raios UVA e UVB provoquem danos, tanto nas camadas superficiais, como também nas mais profundas da pele. Para entender quais são as fontes luminosas as quais os melhores protetores solares te protegem, veja os próximos tópicos.

O que são fontes luminosas?

Raios UVA

  • São responsáveis pela formação de melasma, outras manchas e rugas na pele;
  • Responsáveis pelo desenvolvimento de câncer na pele;
  • Responsável pelo envelhecimento precoce;
  • Penetram até a derme (Camada Intermediária da Pele);
  • Causam alterações no DNA;
  • Estão presentes em dias nublados e atravessam a janela mesmo com insulfilm;
  • Responsável por 95% da Radiação UV que chega até a superfície terrestre.

Raios UVB

  • Auxilia na produção de vitamina D;
  • Penetram somente até a epiderme (camada Intermediária da Pele);
  • Causam eritema (vermelhidão) na epiderme;
  • Responsável por 5% da Radiação UV que chega até a superfície terrestre.

Infravermelho

  • Causa a sensação de calor sobre a pele;
  • Intensifica o envelhecimento precoce;
  • Penetram até a hipoderme (camada mais Profunda da Pele);

Gostou de conhecer essas informações? Aproveite e veja também como a radiação Infravermelha induz ao envelhecimento prematuro da pele. Preparamos um conteúdo específico sobre o assunto, confira logo após finalizar a leitura deste post.

Agora, caso você ainda se pergunte como esses produtos oferecem proteção contra as fontes luminosas, a ADA TINA conta os segredos das fórmulas utilizadas na sua fabricação. Confira na sequência a diferença entre protetor e filtro solar, depois disso, confira as características físicas e químicas dos melhores protetores.

Qual a diferença entre protetor e filtro solar: conheça!

Compreender a diferença entre termos como filtros solares e protetores é essencial na escolha do melhor produto para uso. Em geral, os filtros solares são a matéria-prima para a proteção da pele contra raios ultravioletas. Já o protetor solar é o produto resultante das fórmulas que associam os filtros solares aprovados em testes, para confirmação do FPS – Fator de Proteção Solar.

O tema aparenta ser bastante complexo, mas acredite, entender sobre a composição dos melhores protetores solares é possível e, ainda, muito necessário para quem deseja garantir os cuidados adequados. Nós da ADA TINA ressaltamos, antes de tudo, que a importância do protetor solar é precedida pela descoberta do seu padrão de pele, assim como da adoção de um estilo de vida saudável, que contribua com o estado da pele.

Apesar da pele, como todo órgão humano, estar condicionada a fatores internos hereditários, bons hábitos como a escolha do melhor protetor solar ideal é essencial. Portanto, vale a pena identificar com um profissional, o seu tipo de pele e, assim, escolher os produtos destinados para ela. Acredite, os resultados são divisores de água! Conheça abaixo os aspectos fundamentais na escolha do seu protetor solar.

Diferença entre filtros físicos e filtros químicos

Os filtros físicos para proteção da pele são bloqueadores das radiações provindas de fontes luminosas visíveis, como a solar e artificial. Já os filtros químicos possuem a capacidade de receber toda a luz, mas ainda conseguem evitar o contato agressivo da radiação sobre a pele, ou seja, transforma a agressão da luz em calor.

Poucas pessoas sabem, mas patologias como melasma e câncer podem ser desenvolvidos pela exposição da pele, não apenas no verão, mas também no conforto do lar ou no contato diário com fontes de luz.

Deseja entender mais sobre os tipos de melasma existentes? Preparamos um guia completo com o especialista Dr. Maurizio Pupo em relação às manchas de aspecto castanho que atingem a pele. Confira os detalhes!

Começamos a entender a importância de bons fatores de proteção solar, não é mesmo? Siga a leitura e descubra mais conteúdos relevantes sobre o assunto.

Como escolher o melhor protetor solar para minha pele?

Antes de escolher a proteção facial ideal para o seu tipo de pele, identifique se o produto possui fórmula de qualidade e que seja capaz de cumprir sua função. Para te auxiliar na escolha do melhor item, observe o próximo tópico e conheça as tecnologias DIFENDIOX® dos protetores da ADA TINA:

DIFENDIOX®: antioxidantes no tratamento de melasma

Se você ainda não conhece os concentrados DIFENDIOX® em produtos para proteção solar com cor, essa é a oportunidade perfeita para proporcionar à sua pele o tratamento adequado contra manchas e melasma, além da prevenção do envelhecimento precoce da tez. Estes concentrados da oleuroprotéina hidroxitirosol conta com 14 polifenóis totais à sua proteção e autocuidado.

Despeça-se das manchas acastanhadas na derme e aspectos advindos com as radiações UVA e UVB com o uso destes produtos desenvolvidos em parceria com a Università di Pisa, na Itália. Comprove e nos conte os resultados!

Comprove e nos conte os resultados!

Proteja a sua tez adequadamente

Imagem aproximada do rosto de uma mulher usando protetor solar

O tipo de pele influencia na escolha do melhor protetor solar facial e os resultados dos tratamentos. A pele acneica, por exemplo, possui protetores solares para padrões oleosos com poros dilatados. Já peles normais e secas exigem outras proteções solares que atendam esses tipos epidérmicos.

Quer evitar o envelhecimento precoce da pele e o depósito excessivo de melanina que causa manchas e melasma em grau 1, grau 2 e melasma em grau 3? Utilize os fatores de proteção adequados no seu dia-a-dia!

Cuidados necessários para uma cútis saudável

Além da importância do uso diário e com reaplicações dos protetores solares, informação endossada pelo especialista em dermatologia Dr. Maurizio Pupo, outros hábitos são essenciais para a promoção da saúde.

Confira abaixo alguns deles:

  • mantenha a hidratação da pele em dia: consuma água e entenda a importância da hidratação correta da epiderme;
  • lembre-se que a nossa alimentação influencia nos aspectos da tez, portanto, garanta uma dieta balanceada e rica em vitaminas;
  • evite rotinas estressantes, este é um dos principais inimigos de quem deseja prevenção de manchas e envelhecimento precoce da pele;
  • remova a maquiagem e o protetor solar de maneira efetiva, partículas de sujeira na pele estimulam a formação de acne e aceleram processos de afecção já presentes.

Confira na sequência os itens essenciais para rotina de cuidados de quem já usa o protetor solar.

Vitamina C e séruns para proteção diária

Além de utilizar o melhor protetor solar para a sua epiderme, produtos com vitamina C auxiliam na redução dos efeitos nocivos das fontes luminosas visíveis.

Enquanto os protetores solares protegem contra os raios solares e artificiais, a vitamina C tem como ação o tratamento profundo de peles já atingidas, contribuindo também com o clareamento de melasma e rugas na face. Deseja maior saúde dermatológica aos seus dias? Adicione proteção solar, séruns e vitamina C aos seus cuidados diários.

Pronto para manter padrões dermatológicos mais saudáveis? Saiba como montar o seu cronograma facial com produtos essenciais! Siga acompanhando nossos conteúdos e proporcionando ao seu rosto os melhores produtos no mercado: nós da ADA TINA Italy auxiliamos no processo.

Até a próxima!

OS 3 MELHORES PROTETORES SOLARES ADA TINA FPS 90+

Protetor Solar Rosto FPS 90 +

Os 3 melhores Protetores Solares ADA TINA FPS 90+

É fato que devemos proteger a pele do rosto em todas as estações do ano e para isso, o uso do protetor solar é fundamental na rotina de cuidados com a pele. Dessa forma, evitamos o envelhecimento precoce da pele, o aparecimento de manchas como o melasma, câncer de pele e diversos outros problemas relacionados a saúde da pele. Para facilitar sua vida, trouxemos os 3 melhores protetores solares da ADA TINA com FPS 90+ junto com as melhores dicas para o uso em cada tipo de pele. Saiba tudo sobre FPS alto, radiação solar, luz visível e como proteger a pele correta e adequadamente!

Como escolher o protetor solar ideal

Para escolher um protetor solar facial adequado é importante atentar-se a vários detalhes como o seu tipo de pele, os ingredientes que o produto possui, o seu fator de proteção solar (FPS), entre outros detalhes. Conversamos com o Farmacêutico Especialista em Cosmetologia Dr. Maurizio Pupo e separamos dicas infalíveis para te ajudar na escolha do protetor solar ideal para a sua pele.

Verifique sempre o FPS e o PPD

Você com certeza já ouviu falar em FPS, certo? Mas você sabe o que, de fato, isso significa? E a sigla FP-UVA (PPD), você conhece? Não? Então vamos lá.

Conforme esclarece o Farmacêutico Especialista em Cosmetologia Dr. Maurizio Pupo, FPS é a sigla utilizada para Fator de Proteção Solar, que representa a proteção contra a radiação UVB.

Já o UVA de um protetor solar corresponde a um terço da proteção UVB, nas escalas logarítmicas eles são equivalentes dessa forma.

Os raios solares que qualquer protetor solar se dispõe a proteger são os raios UVA e UVB, o raio UVB é capaz de queimar a pele, causar o câncer de pele, rugas, melasma e envelhecimento precoce.

Já a sigla PPD (Persistent Pigment Darkening), utilizada antigamente, é um valor numérico que hoje é representada pelo FP-UVA (Fator de Proteção contra a radiação UVA), e como seu próprio nome atual já diz, ela protege contra os raios UVA que são tão prejudiciais quanto os raios UVB. Os raios UVA, apesar de não queimar, penetram profundamente na pele, gerando ainda maior quantidade de radicais livres, que levam ao câncer, rugas e envelhecimento da pele.

Protetores com PPD acima de 10 contra o envelhecimento precoce

O antigo PPD, hoje chamado de FP-UVA, protege contra os raios UVA e a sua quantidade dever ser igual ou maior que 1/3 do seu FPS, ou seja, um protetor solar com FPS 30 já possui um PPD 10, sendo suficiente para proteger contra os raios UVA, prevenindo o envelhecimento precoce da pele, surgimento de melasma, câncer de pele e destruição do colágeno, entre outros fatores.

No caso do protetor solar com FPS 90, essa proteção é altíssima, sendo o seu PPD 30, potencializando ainda mais essa proteção para pessoas com pele muito clara, em tratamento de peeling ou melasma, e profissionais que se expõe excessivamente ao sol diariamente, por exemplo.

Produtos com Vitamina E para deixar a pele mais bonita

A vitamina E, presente no Normalize Hydra Comfort FPS 90, é uma poderosa aliada na proteção solar, pois é um dos principais antioxidantes que protegem o corpo e a pele, pois ela atua na membrana que envolve as nossas células, ou seja, ao utilizar um produto com vitamina E você está protegendo a camada de proteção natural da sua pele. Ela é muito nutritiva, anti-vermelhidão, anti-inflamatória e potencializa a proteção solar, o que é fundamental para não desenvolvermos as principais complicações causadas pelo excesso do sol, como o câncer de pele, melasma, rugas e flacidez.

Protetor solar com cor: proteção contra Luz Visível e substituição da base

O protetor solar com cor, além de proteger contra os raios UVA e UVB protege contra a ação da luz azul e luz visível, e isso é muito importante pois a luz azul (componente da luz visível) está diretamente ligada ao aparecimento de manchas na pele e também ao aparecimento do melasma. Essa luz está presente no Smartphone, televisão, lâmpadas fluorescentes e também em grande quantidade no sol.

O Biosole Fluid Sun Color Defense FPS 98, lançamento da ADA TINA, além de um FPS alto que bloqueia o UVB, FP-UVA alto que bloqueia o UVA e as já características 12 horas de proteção solar que todos os produtos da marca possuem, ele ainda contém os pigmentos coloridos, que protegem a pele contra a luz azul e luz visível, prevenindo o aparecimento ou piora de manchas escuras na pele. Além disso, ele é um protetor solar fluido que tem fácil espalhabilidade e uniformiza a pele imediatamente na aplicação, disfarçando as imperfeições e substituindo com facilidade a base na maquiagem em sua rotina de cuidados com a pele.

Produtos a prova d’água para o verão

No Brasil nós temos verão praticamente o ano todo pois a intensidade do sol é bem alta e, por isso, jamais devemos esquecer de aplicar o protetor solar. No caso de produtos adequados para a água, a ADA TINA possui o Biosole Fluid FPS 90, que confere 12 horas de proteção solar e é muito resistente a água e ao suor, sendo um ótimo protetor solar para os atletas. O Biosole Fluid FPS 90 possui FP-UVA igual a 42,3, sendo um dos maiores do mercado. Além disso, ele tem em sua formulação os antioxidantes da oliva, DIFENDIOX® Antioxidante e Anti-manchas para Pele. Esse é um produto ideal para pessoas que praticam esportes ou se expõem muito ao sol, possui textura leve, de fácil aplicação e espalhabilidade. Biosole Fluid FPS 90 também permite a aplicação de séruns antes, ou até mesmo um pó matificante ou corretivo depois, sem perder a textura super agradável.

Os 3 Melhores Protetores Solares ADA TINA FPS 90+

01 – NORMALIZE HYDRA COMFORT FPS 90

O nosso primeiro da lista é o Normalize Hydra Comfort FPS 90, com ótima espalhabilidade e ideal até mesmo para as peles mais sensíveis ou com rosácea. Ele confere proteção antimanchas e antienvelhecimento, prevenindo contra as linhas de expressão, flacidez e câncer de pele. Sua pele muito mais segura com 12 Horas consecutivas de alta proteção solar, alta proteção contra as radiações UVA e UVB e sem a necessidade de reaplicações ao longo do dia, sendo um protetor solar prático e econômico.

02 – BIOSOLE FLUID FPS 90

O segundo, mas, com certeza, não menos importante, é o Biosole Fluid FPS 90, um protetor solar FPS 90, fluido, com 12 Horas de altíssima proteção solar UVA e UVB, muito resistente à água e ao suor e que deixa sua pele muito mais protegida, mais clara e iluminada a cada dia de uso. Além disso, ele possui DIFENDIOX®, potente antioxidante para pele exclusivo e patenteado pela ADA TINA, com uma combinação sinérgica de 14 polifenóis antioxidantes das Olivas Italianas, que tratam e previnem manchas na pele, principalmente o melasma, além de proteger o DNA e reduzir os sinais do envelhecimento causados pela Luz Azul e Luz Visível, deixando a pele mais clara, com maior firmeza e elasticidade, mantendo-a muito mais protegida contra manchas escuras do rosto.

03 – BIOSOLE FLUID SUN COLOR FPS 98

E para finalizar a nossa lista de queridinhos com FPS 90+, o mais novo lançamento da ADA TINA, Biosole Fluid Sun Color Defense FPS 98 é um ultra protetor solar fluido com cor que uniformiza instantaneamente a pele proporcionando cobertura natural das manchas e das imperfeições com toque seco. Ele é rico em DIFENDIOX®, potente antioxidante para pele, exclusivo e patenteado pela ADA TINA, com uma combinação sinérgica de 14 polifenóis antioxidantes das Olivas, que tratam e previnem manchas na pele, principalmente o melasma. Além disso, combate fortemente os malefícios da luz azul e luz visível ajudando a prevenir e clarear o melasma e as manchas escuras da pele, deixando-a mais jovem, iluminada e muito mais protegida com 12 Horas de altíssima proteção solar (FPS Alto) contra as radiações UVA e UVB.

Como Aplicar Corretamente o protetor solar no rosto

O Farmacêutico Especialista em Cosmetologia Dr. Maurizio Pupo, orienta que o protetor solar deve ser aplicado em uma quantidade suficiente para cobrir o rosto todo, sem esquecer do pescoço, nuca, orelhas e parte inferior dos olhos. No caso das mulheres, é muito importante aplicar o protetor solar também no colo, pois muitas sofrem com o envelhecimento dessa área justamente por não darem a devida atenção ao uso adequado do protetor solar nessa região. Além disso, para pessoas que trabalham expostas o tempo todo ao sol, é muito importante aplicar o protetor solar nos braços e mãos, assim evita-se manchas nessas regiões do corpo também.

O protetor solar deve ser aplicado sempre com a pele bem limpa e o ideal é que ele possua 12 Horas de Proteção Solar, assim não é necessário reaplicá-lo, sendo que muitas vezes não é possível lavar o rosto adequadamente para a reaplicação no dia a dia e a limpeza da pele é fundamental para a boa espalhabilidade e efetividade do protetor solar.

E lembre-se!

O protetor solar é o produto principal em seu Skin Care para manter a pele sempre protegida, jovem, livre de manchas e saudável!

MANCHAS CAUSADAS PELO SOL: O QUE SÃO E COMO PREVENIR?

Seja qual for a tonalidade da pele, é muito importante mantê-la protegida dos raios solares. A formação de manchas é comum devido a essa exposição, e nada mais é do que uma defesa do organismo em resposta à agressão desse contato.

Contudo, além de afetar a estética e a uniformidade da pele, ele pode se transformar em problemas maiores e de difícil solução. Portanto, é muito importante estar com o uso do protetor solar em dia, não somente para amenizar a exposição ao sol, mas também para evitar o envelhecimento precoce da pele.

Mas como as manchas solares aparecem e o que mais é possível fazer para preveni-las? Se esta dúvida também é sua, é hora de ler o artigo de hoje com atenção e colocar nossas orientações em prática para melhorar seus cuidados diários com sua pele!

Como o sol causa manchas na pele?

A parte mais importante sobre esse assunto é entender como o sol causa manchas na pele. O farmacêutico e especialista em cosmetologia, Dr. Maurizio Pupo explica: “Quando o sol incide em nossa pele, ele causa dois efeitos extremamente maléficos e prejudiciais. O primeiro é a lesão do DNA de nossas células, que faz com que elas fiquem doentes. O segundo é o estímulo exagerado de produção de melanina. A soma desses fatores resulta em manchas escuras na pele, algumas dessas manchas são de difícil tratamento e conhecidas como melasma.” explica.

Os hormônios e a predisposição genética também são questões que interferem na intensidade das manchas, que geralmente se destacam pelo rosto, pescoço e colo. Por isso, é comum que gestantes e mulheres que utilizam anticoncepcionais desenvolvam o problema, especialmente entre os 20 e 50 anos de idade. Durante o tratamento das manchas, é preciso ter cuidado: basta uma mínima exposição ao sol para elas reaparecerem.

Quais são os tipos de manchas causadas pelo sol?

Existem diversos tipos de manchas causadas pela ação da radiação solar, que danifica o DNA das células e escurece pontos na pele. Os lentigos solares, por exemplo, são bastante comuns. Segundo o Dr. Maurizio Pupo, para evitá-los é fundamental priorizar a aplicação de protetor solar, se possível de hora em hora: “O lentigo solar é muito comum nas pessoas que não usam proteção solar adequada nas mãos, braços, colo e também no rosto”.

Como as células da pele estão danificadas, mais do que uma pele envelhecida e pigmentada, elas também podem se transformar em câncer de pele, conhecido como melanoma. A doença apresenta vários níveis de gravidade e, mesmo que possa ser tratada, exigirá radioterapia, quimioterapia e outros procedimentos do gênero. Por este motivo, é muito importante estar atento a manchas e pintas que fiquem mais escuras ou aumentem de tamanho.

O que fazer para preveni-las?

As orientações para evitar manchas solares e retardar o envelhecimento da pele são simples. Além do protetor solar, sempre que possível, use chapéu e guarda-sol, especialmente em momentos em que a exposição longa é inevitável. Prefira sempre locais com sombra ou pouca incidência solar e, se desejar se bronzear, priorize a exposição antes das 10h e após as 16h, quando os raios UVA/UVB são menos intensos.

Sempre que sentir a pele em uma temperatura muito quente, faça seu resfriamento com cuidado. Para completar, mantenha em dia seus hábitos estéticos e utilize cremes à base de vitamina C, que são antioxidantes e combatem a produção de radicais livres responsáveis pela produção das marcas.

Como você pode ver, a exposição ao sol é assunto sério. Então, fique sempre atento para fornecer o máximo de proteção contra raios ultravioleta para sua pele e, caso constate alguma mudança, procure um especialista para iniciar o tratamento das manchas. Quanto antes ele for iniciado e com a ajuda de produtos recomendados especialmente para você, melhores e mais rápidos serão os resultados.

Um deles é o Biosole Oxy FPS 50, o primeiro protetor solar antipoluição e antiozônio do Brasil que previne 15 tipos de manchas e possui vitamina C concentrada em sua composição. Ele ainda conta com o DIFENDIOX ®, outro potente antioxidante que contribui para a redução da ação de radicais livres. Juntas, as duas substâncias previnem 15 tipos de manchas e ainda combatem o aparecimento de rugas e a flacidez. Clique aqui para saber mais!

Poluição do ar causa envelhecimento precoce na pele?

Com o crescimento das grandes cidades e o avanço industrial, a poluição se tornou uma grande vilã no processo de envelhecimento da pele.

Junto da radiação solar, a poluição destrói a barreira de defesa da pele causando assim o aparecimento precoce de manchasflacidezrugas e linhas de expressão. Como explica o farmacêutico e especialista em cosmetologia, Dr. Maurizio Pupo.

Após uma conversa, explicamos como a poluição acelera o envelhecimento precoce e qual a melhor forma de se proteger dos malefícios da poluição do ar. Confira!

O perigo está no ar

A poluição do ar se forma a partir dos gases poluentes emitidos por carros, fábricas e materiais utilizados no pavimento de rodovias. A partir da queima desses gases na atmosfera, se fomam os materiais particulados: fragmentos cinco vezes mais finos que um fio de cabelo que, ao penetrar na pele, agridem suas camadas mais profundas. Dessa forma, se desencadeia um aumento na produção de radicais livres, que causam danos irreparáveis nas células sadias do corpo e na estrutura do DNA. Todo esse processo culmina no estresse oxidativo da pele, que altera a formação das fibras de colágeno, ocasionando o aparecimento precoce da flacidez e das rugas.

A poluição causa o envelhecimento precoce da pele pelo esgotamento das defesas antioxidantes do tecido cutâneo, principalmente pela perda de vitamina C, que protege a pele dos agentes externos, também combate as manchas escuras e os efeitos dos radicais livres.

Então como se proteger dos danos causados pela poluição?

Calma, você não precisa fugir para as montanhas. Existem maneiras de se proteger dos malefícios da poluição do ar na pele e nós vamos te mostrar como!

Para se proteger das impurezas do ar que agridem a pele basta fazer o uso diário de um protetor solar que consiga proteger a cútis da ação dos gases poluentes, criando uma camada protetora na pele. A proteção contra a radiação solar UVA e UVB e a presença de Vitamina C concentrada – sendo o antioxidante que previne o envelhecimento da pele – também são necessárias para uma defesa completa do tecido cutâneo, pois são os raios solares em conjunto com as impurezas do ar que aceleram o envelhecimento da pele e enfraquecem suas defesas antioxidantes.

Dupla Proteção

Seria incrível encontrar em um só produto a proteção contra o ozônio, sinais do envelhecimento e proteção antioxidante contra a poluição, não é mesmo?

Sabendo que a poluição do ar causa manchas na pele e o envelhecimento precoce, a ADA TINA desenvolveu o Biosole Oxy FPS 50. Um protetor solar antioxidante, antipoluição e antiozônio que conta com a exclusiva Tecnologia Ozone Protection, capaz de formar uma barreira antiozônio na pele. Biosole Oxy FPS 50 possui ainda em sua formulação Vitamina C concentrada, que trata e previne manchas. Além da presença do DIFENDIOX®, uma combinação sinérgica dos 14 polifenóis extraídos das folhas das olivas italianas. Juntos, esses potentes antioxidantes impedem a ação da poluição na pele. Além de renovar as defesas do tecido cutâneo, combatendo 15 tipos manchas e os danos causados pelos radicais livres.

Biosole Oxy FPS 50 é o protetor solar antioxidante, antipoluição e antiozônio que possui toque seco e alta proteção contra os raios UVA e UVB. Garantindo 12 horas de proteção solar contra os principais causadores do estresse oxidativo da pele. E assim sendo indispensável na rotina diária de cuidados com o corpo da mulher moderna.

Vitamina C Pura Ada Tina

Pure C 40 Ultra Clareador – duas vezes mais vitamina C!

Primeiro mousse concentrado com duas vezes mais Vitamina C Puríssima sem adição de água e Ácido Hialurônico, indicado para uso noturno com efeito máscara ultraclareadora.

Pure C 40 Ultra Clareador é formulado para clarear a pele intensamente e com máxima eficácia anti manchas e anti melasma, clareando até as manchas mais resistentes decorrentes do envelhecimento precoce.

Pure C 40 Ultra Clareador deixa ilumina a pele, deixa mais jovem e uniforme.

Primeiros resultados notados após 30 dias de uso.

pure C 40

RAIOS UVA E UVB PODEM CAUSAR CÂNCER DE PELE?

Ao contrário do que se imagina, tanto a radiação UVA quanto a radiação UVB emitidas pelo sol podem causar câncer de pele.

Essa informação é encontrada no conceituado Jornal Química Nova vol. 30, que disserta sobre a diferença de cada tipo de radiação e o papel dos protetores solares na prevenção do câncer de pele e dos demais malefícios causados pelo sol. Sabemos que 95% da radiação ultravioleta emitida pelo sol é do tipo UVA e somente 5% é do tipo UVB. Confira abaixo o estudo publicado sobre as categorias de radiação ultravioleta emitidas pelo sol:

Radiação UVA

A radiação UVA compreende a faixa entre 320 e 400nm e que, embora não cause eritema com frequência, causa danos ao sistema vascular periférico e induz o câncer de pele, dependendo do tipo de pele e do tempo, frequência e intensidade da exposição. Além disso, a radiação UVA pode proporcionar de maneira indireta a geração de radicais livres, que promovem o envelhecimento e estão relacionados com o aparecimento do câncer de pele.

Radiação UVB

A radiação UVB compreende a faixa entre 290 e 320nm e que, por possuir alta energia, causa eritema, queimaduras solares, induz o bronzeamento da pele e ocasiona o envelhecimento precoce das células. A exposição frequente e intensa à radiação UVB pode causar lesões no DNA, diminuindo a resposta imunológica da pele. Além de aumentar o risco de mutações fatais que levam ao câncer de pele, a radiação UVB ainda reduz a probabilidade de uma célula maligna ser reconhecida e destruída pelo sistema imunológico cutâneo.

Qual é a diferença entre FPS e FPUVA

Enquanto o Fator de Proteção Solar (FPS) é a medida que um determinado filtro solar protege contra a radiação UVB emitida pelo sol, o Fator de Proteção UVA (FPUVA), antigamente denominado “Persistant Pigment Darkening” (PPD), fornece a medida que um filtro solar protege a pele contra a radiação UVA. O importante é que o FPUVA seja sempre igual ou maior a um terço do valor do FPS, proporcionando a garantia de que o filtro solar está protegendo a pele adequadamente.

A Importância dos Protetores Solares

Protetores solares são, portanto, uma maneira segura e eficiente de proteger a pele contra os malefícios do sol, necessitando de aplicação diária sobre a pele de modo a absorver ou refletir as radiações UVA e UVB, promovendo a prevenção do câncer de pele e o envelhecimento precoce, como rugas, manchas, flacidez e marcas de expressão.
Os melhores protetores solares, ou filtros solares, são aqueles com FPS igual ou maior que 30, podendo ainda ser adaptados à pele de cada consumidor possuindo toque seco, ser formulados com cor e conter grandes quantidades de antioxidantes que protejam a pele dos radicais livres gerados pela radiação ultravioleta, em especial a radiação UVA.

ANTIOXIDANTES PREVINEM E TRATAM O CÂNCER E O ENVELHECIMENTO DA PELE

UVA e UVB emitidos pelo sol são a oxidação direta do DNA

As células da pele são constantemente expostas a espécies reativas de oxigênio, os chamados radicais livres, e stress oxidativo, tanto de fontes exógenas como endógenas. Sabemos que a radiação ultravioleta emitida pelo sol é o mais importante fator ambiental no desenvolvimento do câncer de pele e do envelhecimento da pele.

Um estudo publicado no Oxidative Medicine and Cellular Longevity revelou que as principais consequências da exposição aos raios UVA e UVB emitidos pelo sol são a oxidação direta do DNA celular e a geração de radicais livres que afetam diretamente todas as estruturas da pele humana.

Efeitos maléficos de radicais livres podem durar anos

O mesmo estudo revelou que os radicais livres produzidos pela radiação UV são formados e se decompõe em velocidade extremamente rápida, mas podem produzir efeitos maléficos que duram horas, dias ou até anos. A geração de radicais livres induzida pela luz solar do tipo ultravioleta, leva ao chamado stress oxidativo quando sua formação supera as defesas antioxidantes naturais da pele, isto é, quando nossa pele não possui antioxidantes suficientes para se proteger contra eles.

Duas maneiras de reduzir o stress oxidativo

A redução do stress oxidativo pode ser alcançada de duas maneiras: reduzindo a exposição da pele a radiação ultravioleta ou aumentando as defesas antioxidantes naturais de modo a se neutralizar as espécies reativas de oxigênio. Desta forma, o uso diário de fotoprotetores de longa duração, assim como a manutenção de uma dieta rica em antioxidantes, ou mesmo a aplicação tópica de cremes antioxidantes, são fundamentais para a manutenção da integridade do DNA de queratinócitos cutâneos e prevenção do câncer de pele e do envelhecimento cutâneo causados pelo sol.

Antioxidantes e melanina são a primeira linha de defesa da pele

A melanina, pigmento heterogêneo de natureza fenólica depositado na pele por melanócitos, é uma das primeiras linhas de defesa contra o dano ao DNA na superfície da pele, embora a melanina por si só não consiga prevenir totalmente este dano. Desta forma, ainda na primeira linha de defesa estão as biomoléculas antioxidantes capazes de impedir a formação ou neutralizar o efeito nocivo dos radicais livres sobre a pele, razão pela qual estes antioxidantes devem estar presentes em grandes quantidades nos protetores solares modernos.

ENVELHECIMENTO DA PELE DO HOMEM É DIFERENTE DA PELE DA MULHER

O processo de envelhecimento da pele pode ser determinado pelo gênero. Na verdade, o gênero é um dos mais importantes fatores que influenciam a anatomia facial e também o comportamento de cada pessoa que, por sua vez, irá influenciar muito no processo de envelhecimento cutâneo. Esta é a conclusão de um estudo publicado no Dermatologic Surgery, em julho de 2016, e chega a conclusões importantes quando se deseja compreender as diferenças no processo de envelhecimento da pele dos gêneros estudados.

A pele do homem é diferente

Existem diferenças importantes, tanto nos fatores intrínsecos como extrínsecos, que levam ao envelhecimento da pele masculina. Os homens possuem a epiderme e a derme mais espessa e com mais apêndices cutâneos (pelos e unhas) quando comparado à pele feminina. Um ponto muito interessante é que a pele do homem possui menor capacidade antioxidante e, uma vez exposta à radiação solar, sofre mais com a imunossupressão UV induzida. Também apesar de ser maior e mais quadrada, a face do homem possui menos tecido subcutâneo mole – gordura – quando comparado à pele da mulher, especialmente na região mediana da bochecha – explicando o seu formato mais quadrado.

Homens possuem hábitos menos saudáveis

Outra conclusão importante do estudo é que os homens possuem hábitos menos saudáveis que as mulheres. Homens fumam mais e são menos adeptos à rotina de aplicação de fotoprotetores, contribuindo para um envelhecimento mais acentuado da pele masculina. Por isso, homens desenvolvem mais facilmente rugas profundas além de apresentar um maior envelhecimento da pele na região dos olhos – maior número de linhas de expressão e linhas mais marcantes – e maior incidência de queda dos cabelos.

Pele masculina precisa de cuidados mais intensos

Assim fica fácil compreender que a pele do homem necessita de maiores cuidados e, em especial, de produtos cosméticos com maior poder antioxidante capazes de neutralizar radicais livres com maior eficácia e prevenir rugas profundas, manchas e marcas de expressão. Além disso, esfoliar a pele com maior frequência a fim de reduzir a camada córnea que é mais espessa no sexo masculino, e manter estimulada a taxa de renovação celular podem ser medidas importantes para se reduzir o envelhecimento da pele masculina.