Tag: proteção contra a radiação UVB

10 melhores protetores solares para o rosto 2024

No post de hoje, destacamos os dez melhores protetores solares para o rosto em 2024 que prometem revolucionar seus cuidados com a pele. Descubra como esses protetores proporcionam não apenas defesa contra os raios solares, mas também cuidados adicionais para uma pele deslumbrante neste ano. Abrace o futuro da beleza e saúde da pele!

Qual é a importância do uso diário de protetor solar?

A eficácia e a importância do uso diário de protetor solar são fundamentais para manter a saúde e a beleza da pele ao longo do tempo. Além da proteção contra os raios UV, que são responsáveis pelo envelhecimento precoce e outros danos cutâneos, os protetores solares desempenham um papel crucial na prevenção do câncer de pele.

Ao escolher os produtos da Ada Tina, você não apenas investe em uma defesa robusta contra os efeitos nocivos do sol, mas também desfruta da conveniência da tecnologia Solent®. Essa inovação exclusiva oferece 12 horas de proteção solar contínua, eliminando a necessidade de reaplicações frequentes. Com essa abordagem avançada, os protetores solares da Ada Tina garantem uma defesa prolongada, permitindo que você aproveite o dia com tranquilidade, sabendo que sua pele está protegida de maneira eficaz. Faça da proteção solar diária uma parte essencial da sua rotina de cuidados com a pele, garantindo não apenas uma aparência radiante, mas também um escudo confiável contra os danos solares.

10 melhores protetores solares para o rosto em 2024

Descubra fórmulas avançadas, texturas aveludadas e tecnologias inovadoras que oferecem proteção solar duradoura e benefícios adicionais para uma pele radiante e saudável durante todo o ano. Confira nossas principais recomendações para todos os tipos de pele:

1. Biosole Oxy FPS 85

Biosole Oxy FPS 85

Este protetor solar com fator de proteção 85 protege contra 15 tipos de manchas, melasma e fotoenvelhecimento. Com Difendiox® Antioxidante e Anti-Manchas, sua tecnologia Solent® proporciona 12 horas de proteção solar UVA e UVB.

2. Biosole Extreme FPS 99

biosole extreme fps99

Este protetor com um alto fator de proteção solar assegura uma tripla proteção solar por 12 horas, incluindo Anti-UVA1 Longo. Com Difendiox®, oferece máxima proteção anti-melasma, sem efeito branco. Toque seco e compatível com todos os tipos de pele, proporcionando uma defesa completa e duradoura.

3. Biosole E+ FPS 90

biosole e+

O Biosole E+ Ultra Vitamin FPS 90 é anti-idade, anti-manchas e de longa duração. Garante tripla proteção solar por 12 horas, com ênfase em Anti-UVA1 Longo e alto FPS, além de possuir o Difendiox® antioxidante que combate melasma e envelhecimento precoce.

4. Biosole BB FPS 60

biosole BB

Um protetor solar com cor, disponível em 4 cores, que garante alta proteção contra manchas solares e melasma, com uma defesa 155% mais eficaz contra Luz Azul e Visível. Sua textura seca e aveludada oferece alta cobertura e fácil espalhabilidade para uma pele impecável.

5. Soleize Mineral FPS 66

Soleize Mineral

Um protetor solar com cor 100% mineral, que protege contra melasma e manchas escuras. Com Difendiox® e tecnologia de micropartículas minerais, garante dupla proteção solar e se adapta a todos os tons de pele.

6. BioIdentique FPS 75

Base líquida disponível em 4 cores, com alta cobertura, anti-melasma, e 12 horas de proteção solar e fotoestabilidade. Oferece toque seco e é livre de óleo mineral, ideal para uma pele natural e protegida.

7. Biosole AV FPS 50

biosole av

Protetor solar anti-idade e antioxidante, que protege o DNA e o colágeno. Oferece também proteção contra raios infravermelhos, prevenindo rugas, linhas de expressão e promovendo uma aparência mais jovem.

8. Normalize Matte Intense FPS 50

Normalize Matte Intense Fps 50

Protetor solar matte desenvolvido especialmente para peles oleosas, com 81% menos oleosidade. Controla brilho e umidade, proporcionando efeito matte de longa duração, além das 12 horas de proteção tripla: UVA, UVB e Fotoestabilidade.

9. Normalize Pore Control FPS 50

Protetor para pele com acne, capaz de reduzir poros abertos e controlar a oleosidade. Com Silicas Globulares, o Normalize Pore Control proporciona uma pele mais sequinha e livre de imperfeições, com 12 horas de protrção tripla.

10. Biosole Oxy FPS 50

biosole oxy

Protetor solar Clareador com 15 tipos de manchas, rico em Vitamina C e Niacinamida. Protege contra raios UVA, UVB e efeitos da radiação infravermelha, combatendo rugas e danos solares. Além de proporcionar uma maior defesa contra Luz Azul e Visível e com 12 horas de proteção.

+ Confira toda a linha de protetores solares da Ada Tina clicando aqui!

5 MOTIVOS PARA PROTEGER A PELE DA RADIAÇÃO SOLAR

Você sabia que a exposição ao sol pode causar danos significativos à pele, como queimaduras, manchas, envelhecimento precoce, acne solar e até mesmo câncer de pele? No blog post de hoje, apresentaremos cinco motivos convincentes pelos quais você deve proteger sua pele da radiação solar. Acompanhe!

Por que a radiação solar afeta a pele?

A radiação solar é uma fonte de energia que chega à Terra na forma de luz e calor. Embora a exposição ao sol possa ser benéfica em doses moderadas, a exposição excessiva a essa radiação pode ter efeitos negativos sobre a pele. Composta por raios UVA e UVB, a radiação solar consegue penetrar na pele e causar danos nas estruturas que formam nossa cútis.

É importante lembrar que os efeitos da radiação solar são cumulativos ao longo do tempo. Isso significa que, quanto mais tempo você passa exposto ao sol, maiores são as chances de desenvolver problemas de pele. Mesmo que você não sinta os efeitos imediatamente, a exposição prolongada ao sol pode ter consequências a longo prazo.

5 motivos para proteger a pele da radiação solar

Se proteger dos danos causados pela radiação solar é essencial para manter uma pele saudável e bonita. Aqui estão cinco motivos convincentes para proteger sua pele dos perigos do sol:

1 – Queimaduras solares

A exposição excessiva ao sol pode causar queimaduras solares dolorosas, vermelhidão e descamação da pele. Isso ocorre porque os raios UVB podem penetrar na pele e causar danos. A proteção adequada contra a radiação solar pode prevenir queimaduras solares e suas consequências.

2 – Manchas

A radiação solar pode causar manchas escuras na pele, como o melasma que surge no rosto, e também manchas nos braços e mãos. Essas manchas são causadas pela superprodução de melanina, levando a uma hiperpigmentação da pele. A aplicação de produtos para proteção contra a radiação solar pode não só prevenir como também clarear as manchas.

3 – Envelhecimento precoce

A exposição ao sol pode levar ao envelhecimento precoce da pele, como rugas, linhas de expressão e flacidez. Isso ocorre porque os raios UVA penetram profundamente na pele e causam danos ao colágeno e elastina, proteínas responsáveis pela elasticidade e firmeza. Com os dermocosméticos certos, é possível prevenir o envelhecimento precoce da pele, tais como séruns anti-idade e protetores solares preenchedores.

4 – Acne solar

A exposição excessiva ao sol pode piorar a acne em algumas pessoas. Isso ocorre porque a radiação solar pode aumentar a produção de sebo, o que pode levar a obstrução dos poros e ao surgimento de acne. Produtos matificantes e antioleosidade podem ajudar a combater a acne, inclusive protetores solares com efeito matificante.

5 – Câncer de pele

A exposição ao sol é a principal causa de câncer de pele, um dos tipos de câncer mais comuns em todo o mundo. A radiação solar contém raios UVB que podem danificar o DNA das células da pele, o que pode levar ao desenvolvimento de câncer de pele. Esse tipo de câncer pode se manifestar como uma lesão ou ferida que não cicatriza, um caroço ou mancha na pele, ou até uma mudança na aparência de uma pinta existente.

+Clique aqui e conheça os melhores protetores solares que evitam esses danos causados pela radiação solar!

FPS, UVA, UVB, PPD, FP-UVA: O QUE SIGNIFICAM AS SIGLAS DO PROTETOR SOLAR?

O uso do protetor solar é essencial para manter a saúde e a beleza da pele, além de prevenir doenças graves como o câncer de pele. No entanto, na hora de escolher o produto adequado, é comum se deparar com diversas siglas, como FPS, UVA, UVB, PPD e FP-UVA. Entender o que cada uma dessas siglas significa é fundamental para escolher o melhor protetor solar para suas necessidades. No texto de hoje, vamos explicar o que significam essas siglas e como escolher o protetor solar mais adequado para você!

UVA e UVB

A luz ultravioleta emitida pelo sol é composta pelos raios UVA e UVB, que são prejudiciais à saúde da pele humana. Dos dois, os raios UVA são os mais danosos, representando 95% da radiação ultravioleta que chega à superfície da Terra, independentemente das condições climáticas. Esses raios penetram mais profundamente na pele, atingindo a derme e causando danos ao DNA que podem levar a manchas, envelhecimento precoce e até mesmo câncer de pele.

Por outro lado, os raios UVB são menos prejudiciais, pois penetram apenas na epiderme, a camada mais superficial da pele. Eles representam 5% da radiação ultravioleta que chega à Terra e causam vermelhidão e queimaduras solares na pele.

E o UVC?

Há também os raios UVC, que fazem parte da luz ultravioleta, mas são 100% absorvidos pela camada de ozônio e não atingem a pele humana, não representando riscos para a saúde da pele.

FPS

O termo FPS é a abreviação de Fator de Proteção Solar, que se refere à quantidade de raios ultravioleta B (UVB) que um produto é capaz de absorver. Quanto maior o valor do FPS, maior será a eficácia do produto na proteção contra os raios UVB, que podem causar queimaduras na pele e danos no DNA.

Contudo, há um equívoco comum de que o número do FPS está relacionado ao tempo que o produto pode ser usado sem a necessidade de reaplicação. Na realidade, os fatores de proteção não indicam o tempo que se pode permanecer no sol com segurança, mas sim a porcentagem de radiação UVB absorvida, conforme demonstrado na tabela abaixo:

Tabela FPS

PPD e FP-UVA

Além do FPS, que indica a capacidade de proteção contra raios UVB, há também o FP-UVA, que antigamente era chamado de PPD. O FP-UVA indica a porcentagem de absorção dos raios UVA por um protetor solar. Para garantir uma proteção adequada, um protetor solar com FPS 30 deve ter um FP-UVA de pelo menos 10, ou seja, pelo menos 1/3 do valor do FPS. Caso contrário, a pele ficará vulnerável aos radicais livres, danos ao DNA e, em casos extremos, câncer de pele.

Tabela FP-UVA

Os protetores solares da Ada Tina

A maioria dos protetores solares convencionais dura em média 1 hora, independente do FPS. Entretanto, a tecnologia Solent exclusiva da Ada Tina utiliza filtros solares altamente estáveis à radiação solar UV, proporcionando proteção efetiva por até 12 horas sem a necessidade de reaplicação. Além disso, a tecnologia Solent é livre de ingredientes como 3,4 MBC, octocrileno e oxibenzona que podem ser prejudiciais à saúde, oferecendo proteção solar segura e confiável o dia todo.

Por isso e outros fatores, a Ada Tina possui os melhores e mais seguros protetores solares do Brasil, perfeitos para diversos tipos de tratamentos de pele, principalmente os tratamentos para manchas escuras, como o melasma, e o envelhecimento precoce. Confira alguns dos melhores protetores da Ada Tina:

Biosole Oxy FPS 50

Biosole Oxy FPS 50 é um protetor solar clareador e antioxidante com Vitamina C, Niacinamida e DIFENDIOX®, que combate 15 tipos de manchas e possui 12 horas de proteção solar.

Biosole Hyal FPS 60

Biosole Hyal

Biosole Hyal FPS 60 é um protetor solar preenchedor com ácido hialurônico e DIFENDIOX® antioxidante, que promove alta proteção contra o envelhecimento da pele, com 12 horas de proteção solar.

Normalize Solar Matte Intense FPS 80

Normalize Matte Intense Fps 80

Normalize Matte Intense FPS 80 é um protetor solar ultra matificante e resistente à água, indicado para peles mistas e oleosas, com 12 horas de proteção solar.

Biosole E+ Ultra Vitamin FPS 90

Biosole E+ Ultra Vitamin FPS 90 é um protetor solar anti-manchas e antienvelhecimento, com tripla ação anti-melasma de DIFENDIOX®, Vitamina E+ clareadora e tecnologia Solent de 12 horas de proteção solar.

MANCHA SENIL: DESCUBRA QUAIS AS CAUSAS E TRATAMENTOS DESSA MANCHA

As manchas senis são comuns na pele madura e podem ser desagradáveis e prejudiciais à autoestima. Embora sejam comuns na velhice, a mancha senil pode surgir a qualquer idade, principalmente devido a fatores como exposição excessiva ao sol, envelhecimento precoce, predisposição genética e até mesmo hormonal.

Felizmente, existem tratamentos disponíveis que podem clarear as manchas senis e melhorar a aparência da pele. Neste artigo, vamos explorar as causas das manchas senis e apresentar algumas opções de tratamento para ajudar a recuperar a aparência saudável e uniforme da pele.

O que é mancha senil?

A mancha senil é uma condição dermatológica comum que afeta principalmente pessoas mais velhas. Elas são caracterizadas por manchas escuras na pele que podem variar em tamanho, forma e cor. Essas manchas são causadas pelo acumulo de pigmentos na pele devido ao envelhecimento e a exposição ao sol. Embora a mancha senil não seja perigosa para a saúde, muitas pessoas buscam tratamentos para removê-las por questões estéticas. Alguns dos tratamentos incluem o uso de cremes clareadores, lasers e peelings químicos. É importante lembrar que a prevenção da mancha senil inclui usar proteção solar regularmente e evitar a exposição excessiva ao sol.

Como evitar o surgimento dessa mancha?

Algumas medidas que podem ajudar a prevenir o surgimento de manchas senis incluem:

– Usar protetor solar diariamente com amplo espectro (UVA/UVB) e fator de proteção solar (FPS) alto, preferencialmente maior que 50.

– Usar roupas que cobrem a pele, como camisas de manga comprida e chapéus.

– Evitar a exposição excessiva ao sol, especialmente entre as 10h e 16h, quando os raios solares são mais fortes.

– Manter-se hidratado bebendo muita água e evitando bebidas alcoólicas e cafeína.

– Incluir alimentos ricos em antioxidantes na sua dieta, como frutas, verduras e nozes.

– Evitar fumar, pois isso pode acelerar o envelhecimento da pele.

– Procurar tratamento dermatológico imediato para manchas ou lesões suspeitas na pele.

Lembre-se que a prevenção é sempre a melhor opção e é importante cuidar da pele desde jovem para evitar problemas de pele mais tarde na vida.

Como tratar a mancha senil?

Existem diversos tratamentos disponíveis para manchas senis, incluindo peeling químico, terapia a laser, microagulhamento entre outros. Porém, o uso de dermocosméticos clareadores se mostrou uma poderosa forma de combater e clarear manchas na pele, principalmente aqueles que contêm ingredientes como ácido kójico, ácido glicólico e vitamina C, capazes de clarear manchas senis, manchas solares e até mesmo melasma profundo.

O tratamento adequado dependerá do tipo, tamanho e localização das manchas. Alguns tratamentos podem apresentar efeitos colaterais e é recomendado a realização de testes de sensibilidade antes do início do tratamento, por isso a recomendação é usar sempre produtos de qualidade com comprovação científica.

Rotina de skincare clareadora para pele madura

Uma boa e completa rotina de skincare para peles maduras e com manchas senis deve incluir os seguintes passos:

  1. Limpeza: é importante usar um gel de limpeza suave para remover impurezas e oleosidade da pele. É recomendado evitar sabonetes com alto teor de fragrâncias e corantes, pois podem agravar a pele madura.
  2. Tônico: o tônico ajuda a equilibrar o pH da pele e prepará-la para os próximos passos. É importante escolher um tônico que seja rico em antioxidantes e alfa-hidroxiácidos, para ajudar a combater os danos causados pelos radicais livres.
  3. Sérum: É a etapa principal no combate e clareamento de manchas na pele, pois o sérum é uma ótima maneira de fornecer nutrientes à cútis de maneira intensa. Escolha um sérum rico em ativos clareadores, capazes de penetrar profundamente na pele e clarear até mesmo as manchas mais profundas. Além disso, existem séruns com inúmeras ações benéfias para a pele, como os de ácido hialurônico, que hidratam e preencher as rugas e linhas de expressão.
  4. Hidratação: é importante usar um produto hidratante para ajudar a manter a pele hidratada e suave. Escolha um creme ou um mousse que contenha ingredientes hidratantes, como ácido hialurônico e niacinamida, e que tenha uma textura leve e não oleosa.
  5. Protetor solar: é fundamental usar um protetor solar todos os dias, mesmo quando estiver nublado ou dentro de casa, para proteger a pele dos danos causados pelos raios UV e pela luz azul e visível. Um protetor ideal possui amplo espectro (UVA  e UVB) e FPS acima de 50. Para protetores comuns, é recomendada a reaplicação de 2 em 2 horas. Entretanto, os protetores da Ada Tina possuem a tecnologia Solent®, que garante 12 horas de alta proteção solar, evitando a necessidade de reaplicações constantes ao longo do dia.

É importante lembrar que a pele madura requer cuidados específicos e a rotina de skincare deve ser personalizada de acordo com as necessidades de cada pessoa.

+ Clique aqui e conheça 5 tratamentos caseiros perigosos para tratar manchas!

TRATAMENTO DE MANCHAS NO ROSTO: COMO O PROTETOR SOLAR CLAREADOR AJUDA A COMBATER O MELASMA?

A exposição excessiva ao sol é um dos fatores mais comuns que contribuem para o surgimento de manchas na pele, especialmente o melasma. Embora existam diversos tratamentos disponíveis para combater as manchas, encontrar o certo pode ser uma tarefa desafiadora. Neste texto, vamos explorar um produto capaz de ajudar no clareamento dessas manchas: o protetor solar clareador. Além disso, vamos discutir como ele funciona e por que é uma escolha popular entre os profissionais da área da saúde da pele. Se você está procurando uma solução eficaz para as manchas no seu rosto, continue lendo para descobrir como o protetor solar clareador pode ajudar a combater o melasma.

O que é o melasma?

O melasma é uma condição muito comum de pele, resultado da superprodução de melanina (pigmento que da cor à pele), que se caracteriza pela geração de manchas escuras nas áreas mais expostas ao sol ou à atividade hormonal, como o rosto.

Segundo o farmacêutico e especialista em cosmetologia, Dr. Maurizio Pupo: “O Brasil é um país tropical. Ele recebe uma quantidade de sol muitas vezes maior do que os países de clima temperado, é o chamado índice ultra violeta. Quem vive no Brasil é diariamente exposto a essa grande quantidade de radiação, causando danos acumulativos na pele. Esses problemas cutâneos são causados, ou pela falta de uso do protetor solar, ou porque usam produtos de má qualidade”, afirma o especialista.

Graus do melasma

Conforme a classificação do Dr. Maurizio Pupo, existem quatro graus de melasma, sendo que cada um responde de uma maneira ao tratamento de manchas no rosto. São eles:

Melasma Grau 1 

É o melasma mais recente, com menos de 1 ano, apresentando manchas ainda claras e menos profundas, que necessita de tratamento rápido para não evoluir para os graus mais graves. Também chamado de melasma epidérmico, pois as manchas estão localizadas nas camadas mais superficiais da pele.

Melasma Grau 2 

É grau de melasma com mais de 1 ano, com manchas bem visíveis e mais escurecidas e que já não responde bem aos tratamentos comuns. Também chamado de melasma misto, pois as manchas se localizam nas camadas superficial e médias da pele.

Melasma Grau 3 

É o melasma com mais de 5 anos, antigo, persistente e com manchas profundas e resistentes aos tratamentos comuns. Também chamado de melasma dérmico, pois as manchas escuras já se localizam na camada mais profunda da pele.

Melasma Grau 4 

É o tipo mais grave de melasma, com mais de 10 anos, muito antigo, muito persistente e com manchas muito profundas e muito resistentes aos tratamentos comuns. Também chamado de melasma dérmico grave, pois as manchas escuras já se encontram nas camadas mais profundas da pele com grandes depósitos de melanina.

Como o protetor solar combate manchas?

Usar um bom protetor solar todos os dias é a melhor maneira de prevenir o surgimento de novas manchas de melasma, afinal, como essa mancha surge devido à emissão de radiação ultravioleta do sol na pele, o filtro solar bloqueia as radiações e evita o surgimento do melasma na pele.

Além disso, existem protetores solares clareadores que contam com ingredientes antioxidantes em sua formulação, como a vitamina C e o DIFENDIOX®, que são capazes de clarear intensivamente as manchas escuras. O uso desses protetores, associados a outros produtos clareadores como séruns e ácidos, são capazes de clarear até mesmo as manchas mais profundas, como o melasma grau 4. Inclua esse poderoso produto em sua rotina de tratamento de manchas no rosto hoje mesmo e garanta resultados incríveis.

Melhores protetores solares clareadores

Só na Ada Tina você encontra os melhores protetores solares clareadores do mercado dermocosmético. Confira:

BIOSOLE OXY FPS50

Biosole Oxy FPS 50 é um protetor solar clareador e antioxidante com Vitamina C, Niacinamida e DIFENDIOX®, que combate 15 tipos de manchas e possui textura leve, toque seco, 12 horas de Proteção Solar, 12 horas de fotoestabilidade e 24 horas de Proteção Anti-Melasma.

BIOSOLE E+

Biosole E+ Ultra Vitamin FPS 90 é um protetor solar anti-manchas e antienvelhecimento, com tripla ação anti-melasma de DIFENDIOX®, Vitamina E+ clareadora e tecnologia Solent de 12 horas de proteção solar, capaz de prevenir fortemente as manchas escuras, o melasma e o envelhecimento da pele.

BIOSOLE FLUID 90

Biosole Fluid FPS 90 é um protetor solar fluido, anti-melasma e anti-manchas, com potente ação antioxidante, muito resistente à água e ao suor, toque seco, não oleoso e textura leve, com 12 horas de proteção solar e 12 horas de fotoestabilidade, protegendo a pele o dia todo sem reaplicação.

+ Para melhores resultados no tratamento de manchas no rosto, clique aqui e descubra os melhores dermocosméticos clareadores do mundo!

COMO IDENTIFICAR O CÂNCER DE PELE? MÉTODO ABCDE

Você já ouviu falar do método ABCDE? Ele é uma ótima maneira de identificar uma suspeita de câncer de pele, podendo você mesmo fazer o autoexame prestando atenção às pintas e manchas pelo corpo. Continue lendo e saiba tudo sobre como identificar o surgimento de um câncer de pele.

Quais as causas e características do câncer de pele?

Apesar de ter uma taxa de letalidade baixa, o câncer de pele é o mais comum de todos os cânceres. Essa doença é causada pelo crescimento anormal e exarcebado das celulas da pele, muito influenciada pelo alto índice de radiação ultravioleta emitida pelo sol em nossa pele sem a devida proteção. Essa exposição solar oferece um alto risco a saúde cutânea, não favorecendo apenas o distúrbio como também o surgimento de rugas, linhas de expressão, flacidez e manchas escuras, como o melasma.

Apesar de se desenvolver em todo o corpo, seu surgimento é mais frequente nas áreas expostas ao sol, como o rosto, orelhas, couro cabeludo, pescoço, etc. Essas áreas normalmente presentam sinais de dano solar, como enrugamento, mudanças na pigmentação como manchas e perda de elasticidade. Apesar do sol ser o principal vilão quando falamos de câncer de pele, ele não é o único causador. Alguns casos estão associados a feridas crônicas (que demoram muito para cicatrizar) e cicatrizes na pele, uso de drogas antirrejeição de órgãos transplantados e exposição a determinados agentes químicos ou à radiação.

O que é o método ABCD?

Para prevenir a evolução de um câncer de pele, é primordial que o detectamos no início, para que não cresça e coloque ainda mais risco à sua saúde. Para identificarmos precocemente a doença, o melhor a se fazer é analisar manchas e pintas suspeitas pelo nosso corpo, que dependendo de alguns fatores, pode se encaixar em um câncer de pele.

Para isso, existe o método ABCD, um autoexame seguro e eficaz, muito recomendado por dermatologistas e especialistas em pele, que consiste em características da mancha ou da pinta para cada letra que podem encaixar como um câncer de pele.

Método ABCD

A imagem a seguir ilustra os passos do método de autoexame, simples de ser realizado.

Como evitar e prevenir o câncer de pele?

Além de diversas mudanças nos hábitos e rotinas, um grande aliado na prevenção do câncer de pele são os dermocosméticos, principalmente os protetores solares, afinal eles são uma maneira segura e eficiente de proteger a pele contra os malefícios da radiação emitida pelo sol, necessitando de aplicação diária sobre a pele de modo a absorver ou refletir as radiações UVA e UVB, promovendo a prevenção do câncer de pele e o envelhecimento precoce, como rugas, manchas, flacidez e marcas de expressão.

Um poderoso ingrediente contra o câncer, presente em diversos dermocosméticos, é a vitamina E, que atua como um modulador de reação inflamatória maciça e estresse oxidativo, presentes no desenvolvimento de câncer de pele, podendo assim ser usado como um aliado na prevenção da doença.

Outro ingrediente com ação quimiopreventiva é a niacinamida, também conhecida como vitamina B3, que aumenta o reparo no DNA e modula a reação inflamatória induzida pela radiação ultravioleta, sendo um promissor agente no combate ao câncer de pele.

Melhores produtos para evitar o câncer de pele

A Ada Tina possui os melhores dermocosméticos do mercado, únicos com 3 tipos de proteção altamente duradoura, sendo 12 horas de proteção UVA + 12 horas de proteção UVB, além de 12 horas de fotoestabilidade, evitando as reaplicações constantes ao longo do dia. Confira agora os melhores protetores solares para o combato ao câncer de pele, ricos em ingredientes capazes de proteger o DNA da pele, como a Vitamina E e a Niacinamida.

Biosole Oxy FPS 50

Biosole Oxy 50

O Biosole Oxy FPS 50 é um protetor solar clareador de manchas com Vitamina C, Niacinamida e DIFENDIOX®, desenvolvido especialmente para proteger e tratar as peles com melasma, atuando no combate à 15 tipos de manchas, com eficácia antissinais e antirrugas, deixando a pele mais clara e rejuvenescida

Biosole E+ Ultra Vitamin FPS 90

Biosole E+ Ultra Vitamin

O Biosole E+ Ultra Vitamin FPS 90 é um protetor solar anti-idade e anti-manchas solares, com uma poderosa tripla ação anti-melasma de DIFENDIOX®, Vitamina E + clareadora e tecnologia Solent de 12 horas de alta proteção solar e 12 horas de fotoestabilidade, garantindo maior proteção antimanchas, antimelasma e antienvelhecimento.

+ Clique aqui e conheça toda a linha de protetores solares da Ada Tina!

Qual é o melhor protetor solar clareador de melasma?

Você sabia que os protetores solares podem tratar manchas escuras na pele do rosto? Por conta de sua ação protetora dos raios UV emitidos pelo sol, os protetores solares são capazes de prevenir o surgimento e o agravamento de manchas como as de melasma. E não para por aí, pois o uso diário de um protetor solar clareador consegue tratar as manchas mais profundas, devido a sua ação antioxidante e anti-melasma.

No blog post de hoje você vai conferir qual é o melhor protetor solar clareador do Brasil e quais são seus benefícios, sendo ideal para uma rotina skincare anti-manchas!

O que é melasma?

O melasma é uma condição cutânea muito comum que afeta principalmente as mulheres e resulta em uma superprodução de melanina (o pigmento escuro que dá a cor à nossa pele), caracterizada pela formação de manchas escuras na pele em áreas mais expostas ao sol, como testa, bochechas, lábio superior e queixo.

Por que o melasma aparece?

O Melasma é caracterizado pela superprodução de melanina devido a anos de alta exposição à radiação ultravioleta (UVA, UVB e UVC) emitida pelo sol, sem proteção adequada da pele ou uso de protetores de má qualidade, resultando em danos e deformações do DNA da pele, o que leva à formação de manchas escuras no rosto.

Quais são os graus do melasma?

É importante entender os diferentes tipos de melasma, definidos por graus pelo farmacêutico e especialista em cosmetologia, Dr. Maurizio Pupo. Por meio dessa categorização podemos determinar as ações mais corretas a serem tomadas no tratamento aumentando as chances de clareamento das manchas, pois quanto mais cedo for determinada a extensão do melasma e iniciados os cuidados, mais eficaz será o tratamento.

Melasma Grau 1 é o melasma mais recente, com menos de 1 ano, e com manchas ainda claras e menos profundas, necessitando de tratamento rápido para não evoluir para os graus mais graves. Também chamado de melasma epidérmico, pois as manchas estão localizadas nas camadas mais superficiais da pele.

Melasma Grau 2 é o melasma com mais de 1 ano, com manchas bem visíveis e mais escurecidas e que já não responde bem aos tratamentos comuns. Também chamado de melasma misto, pois as manchas se localizam nas camadas superficial e médias da pele.

Melasma Grau 3 é o melasma com mais de 5 anos, antigo, persistente e com manchas profundas e resistentes aos tratamentos comuns. Também chamado de melasma dérmico, pois as manchas escuras já se localizam na camada mais profunda da pele.

Melasma Grau 4 é o tipo mais grave de melasma, com mais de 10 anos, muito antigo, muito persistente e com manchas muito profundas e muito resistentes aos tratamentos comuns. Também chamado de melasma dérmico grave pois as manchas escuras já se encontram nas camadas mais profundas da pele com grandes depósitos de melanina.

Como funciona o Protetor Solar clareador?

Os protetores solares clareadores funcionam através do bloqueio das radiações UVA e UVB, filtrando e protegendo a pele também contra a luz azul e visível. Além disso, contam com a presença de Vitamina C, Niacinamida e Antioxidantes Fenólicos, como o DIFENDIOX®, nos componentes do produto.

Quando esses três ingredientes agem combinados, temos uma ação clareadora intensa, pois clareia através de três mecanismos clareadores. Essas proteções começam um processo de clareamento da pele, visto que as radiações que causam as manchas estão amenizadas e o protetor está protegendo a pele contra essas radiações. 

Melhor protetor solar anti-melasma e anti-manchas

O melhor protetor solar com ação antioxidante e clareadora do mercado dermocosmético é o Biosole Oxy FPS 50, afinal, ele é desenvolvido com Vitamina C, Niacinamida e DIFENDIOX®, capaz de proteger e tratar manchas escuras na pele do rosto como o melasma, assim como a pele fotoenvelhecida.

A tecnologia DIFENDIOX® é um ingrediente antioxidante de alta eficiência, desenvolvido exclusivamente pela ADA TINA na Itália em cooperação com a Universidade de Pisa, composto por 14 polifenóis concentrados em oleuropeína e hidroxitirosol, esses poderosos antioxidantes ajudam a prevenir e tratar a hiperpigmentação, incluindo as manchas de melasma. Esse ingrediente também protege o colágeno, previne o envelhecimento causado pela radiação solar UVA e UVB e protege a pele dos danos causados ​​pela luz azul e visível.

Benefícios de usar o Biosole Oxy FPS 50

Biosole Oxy 50

O Protetor Solar Clareador com Vitamina C e Niacinamida possui diversos benefícios para a pele do rosto. Confira!

Combate 15 tipos de manchas

Devido a sua potente ação antioxidante e clareadora, o Biosole Oxy combate desde melasmas até manchas pós-inflamatórias.

Possui Niacinamida Clareadora

niacinamida clareadora é um substância química que possui propriedades clareadoras, capaz de clarear as manchas escuras no rosto, inclusive tratando e prevenindo contra o melasma. Além disso, ela também é um agente antioxidante, protegendo a pele contra os danos causados pela radiação solar, prevenindo o câncer de pele e ajudando a tratar o fotoenvelhecimento, garantindo também o efeito anti-idade.

Combate os malefícios da luz azul e luz visível

luz azul e visível nos cerca todos os dias, vinda de fontes como celulares e computadores, que podem estimular a produção de melanina e causar manchas. O Biosole Oxy protege a pele contra esse tipo de radiação.

Combate os malefícios da radiação infravermelha

radiação infravermelha geram grandes quantidades de radicais livres em nossa pele quando estamos expostos ao sol, levando a um processo inflamatório, causando a chamada inflamação subclínica. O Biosole Oxy te protege da radiação infravermelha, prevenindo futuras manchas.

Trata rugas e linhas de expressão

Por conta da vitamina C, o Biosole Oxy possui eficácia antissinais e antirrugas, deixando a pele com menos flacidez e mais saudável e rejuvenescida.

Possui 12 horas de proteção solar

O Biosole Oxy FPS 50 possui a exclusiva tecnologia Solent da ADA TINA, que garante 12 horas de alta proteção solar contra as radiações UVA e UVB, 12 horas de fotoestabilidade e 24 horas de Proteção Anti-Melasma, sem necessidade de reaplicação constante ou retoques.

Livre de substâncias tóxicas

Todos os produtos da Ada Tina são livres de substâncias tóxicas como os parabenos, avobenzona e os óleos minerais, altamente perigosos para a saúde da pele.

Mother Friendly

Por não utilizar substâncias tóxicas, os produtos Ada Tina são completamente seguros e podem ser utilizados por gestantes, trazendo segurança para a mamãe e o bebê.

Produto Vegano

A Ada Tina é uma marca 100% vegana, que não utiliza ingredientes derivados ou testados em animais em seus produtos.

+ Clique aqui e conheça toda a linha de protetores solares da Ada Tina!

PROTETOR SOLAR RESISTENTE A ÁGUA: IMPORTÂNCIA E COMO USAR

Se você adora estar em contato com a água, seja em piscinas ou na praia, não há motivo para colocar sua rotina de proteção solar em risco, afinal, não há nada melhor do que não se preocupar com reaplicações de protetor solar não é mesmo?

protetor solar resistente a agua

Mas se você não tiver cuidado, mesmo um dia relaxante pode levar a queimaduras solares e danos à pele, que podem te deixar lutando contra as manchas ou rugas por anos futuros. Por sorte, há uma solução fácil: protetores solares resistentes à água. Continue lendo este post e entenda tudo sobre uma proteção solar completa sem a necessidade de reaplicações constantes!

Como funcionam os protetores solares?

A aplicação diária do protetor solar é um fator muito importante na preservação da saúde da pele, isso porque os raios solares podem trazer diversos prejuízos e danos à pele, tais como o envelhecimento precoce, surgimento de rugas, linhas de expressão e flacidez cutânea, vermelhidão e queimações, além de causar alguns tipos de manchas, como o lentigo solar e o melasma, e até mesmo o câncer de pele.

Os raios ultravioleta (UVA, UVB e UVC) emitidos pelo sol são os grandes causadores de malefícios para a pele. Para impedir que esses danos atinjam nossa pele, devemos utilizar protetores solares de qualidade, que dispõe de filtros (químicos ou físicos) que absorvem essa radiação UV, impedindo-os de penetrar em nossa pele e causar danos.

Qual a diferença entre raios UVB, UVA e UVC?

A radiação ultravioleta faz parte do espectro eletromagnético da luz emitida pelo sol, que pode ser separada em três categorias: UVA, UVB e UVC.

UVA

A radiação UVA é mais nociva, respondendo por 95% da radiação solar que atinge a superfície da terra, com comprimentos de onda maiores que a luz UVB e UVC, atingindo mais profundamente a pele, a chamada derme. Essa radiação chega até nós todos os dias, independentemente do clima, e afeta a pele desde o nascer do sol, causando danos ao DNA mesmo em ambientes fechados ou em escritórios com janelas com película. Os raios UVA podem causar envelhecimento precoce, manchas escuras e outras doenças, como câncer de pele.

UVB

Menos nociva que a UVA, a luz UVB, que responde por 5% da radiação do sol que atinge a superfície da terra, tem comprimento de onda menor que a dos raios UVA e penetra apenas na epiderme, camada mais superficial da pele. Esses raios se intensificam entre 9h e 17h, mas atingem apenas a superfície da pele e são a causa da conhecida queimadura solar.

UVC

Os raios UVC são mais curtos que os raios UVB, mas têm comprimentos de onda mais longos que os outros dois raios. Entretanto, essa radiação não atinge a pele, pois é 100% absorvida pela camada de ozônio.

Todo protetor solar é resistente a água?

Nem todos os protetores solares são resistentes a água. Muitos deles saem ao entrarmos em piscinas ou no mar, deixando a pele desprotegida e refém dos perigos dos raios do sol. O contato com a água, além da alta sudorese (suor excessivo), podem remover o protetor solar da nossa pele. Para que isso seja evitado, uma excelente opção são os protetores solares com resistência à água e ao suor, pois esses protetores, mesmo na presença de água, são capazes de aderir à pele e protegê-la por muito mais tempo. Dentre esses protetores, temos dois tipos:

Resistentes à água e ao suor: significa que ele consegue permanecer de forma eficaz na pele molhada, durante 40 minutos sem alteração do valor de FPS. Após esse tempo, o protetor pode sofrer uma alteração e perder até 50% do valor do seu FPS, se a exposição à água continuar.

Muito resistente à água e ao suor: significa que o protetor solar é capaz de permanecer de forma eficaz na pele molhada, por até 80 minutos na água, sem alteração de FPS. Após esse tempo, o protetor pode sofrer uma alteração e perder até 50% do valor do seu FPS, se a exposição à água continuar.

Melhores protetores solares resistentes a água

Entre tantos tipos de protetores solares da Ada Tina, alguns se destacam pelo seu diferencial de resistência a água. Entre eles estão o Normalize Solar Matte Intense FPS 80, um protetor solar ultra matificante criado especialmente para peles oleosas, que controla intensamente o brilho excessivo da pele com textura extrasseca e 12 horas de proteção solar, tudo isso com resistência à água.

Outro protetor solar capaz de resistir à água é o Biosole Fluid FPS 90, um produto anti-melasma e anti-manchas com ação antioxidante, muito resistente à água e ao suor, possuindo toque seco, não oleoso e textura leve com 12 horas de proteção solar.

+ Clique aqui e saiba a diferença entre protetor solar e filtro solar!

IMPORTÂNCIA DO PROTETOR SOLAR: VEJA AS VANTAGENS

Você sabia que o uso de protetores não deve ser apenas para dias ensolarados? Afinal, a proteção solar não é designada somente para a proteção de queimaduras na pele, mas sim, contra diversos tipos de malefícios que os raios do sol podem trazer para a saúde cutânea. Continue lendo este blog post e confira tudo sobre a importância de usar o protetor solar diariamente!

Qual a importância do protetor solar?

O protetor solar é um produto indispensável para manter nossa pele protegida, saudável e bonita, não apenas no verão, mas em todas as estações, pois a radiação solar UVA e UVB é irradiada em qualquer época do ano, a qualquer temperatura. Além disso, as radiações do sol são uma poderosa fonte de radicais livres que podem causar envelhecimento precoce da pele, doenças cutâneas, hiperpigmentação e hipercromias (manchas escuras) e até câncer de pele, além de ter efeitos imunossupressores que afetam diretamente sua qualidade de vida e saúde.

Quais as vantagens de usar protetor?

O uso de protetores é de extrema importância, pois eles não só previnem contra queimações do sol causadas pelos raios UVB, como também tem diversos outros benefícios, tais como:

Prevenção contra doenças de pele

A proteção solar previne diversas doenças que podem prejudicar sua pele, como a queratose solar, também conhecidas como ceratoses actínicas, são tumores ou lesões pré-cancerígenas provocadas pela alta exposição solar ao longo dos anos.

Também podemos destacar o temido câncer de pele, ou seja, tumores malignos que se desenvolvem na pele e podem ocorrer em qualquer parte do corpo. Tanto o câncer como a queratose solar podem ser evitados e combatidos usando protetores solares, que bloqueiam os raios UV, impedindo que a radiação prejudique a pele.

Prevenção contra manchas

Existem inúmeras manchas originadas pela exposição ao sol. Dentre elas, podemos destacar o lentigo solar, também conhecido como manchas solares, que são manchas lisas e com coloração escura, surgindo com o envelhecimento da pele e a grande exposição ao sol com o passar do tempo. 

Outra mancha muito comum que pode acontecer na pele é o melasma, uma condição de pele resultante da superprodução de melanina, caracterizada pela geração de manchas escuras de pele nas áreas mais expostas ao sol ou à atividade hormonal.

Outras manchas que podem ser evitadas devido ao uso de protetores: manchas causadas pela radiação infravermelha, manchas de calor, manchas por danos solares ao DNA, manchas avermelhadas, entre outras.

Conserva a saúde da pele

Os raios solares, quando em contato direto com a pele, danificam as células de DNA cutâneo, prejudicando a saúde de sua pele, podendo até resultar em câncer e tumores na pele. Por esse motivo, o uso de solares repele essa radiação, conservando o bem-estar da pele, e evitando os malefícios que os raios UV podem trazer.

Melhora a hidratação

A hidratação também é peça chave para a rotina de cuidados com a pele. E o protetor não vive apenas de combate aos malefícios do sol, mas também hidrata e revitaliza a pele, principalmente os protetores voltados para peles secas e sensíveis, garantindo conforto sem deixar sensação de oleosidade.

Consequências de não usar protetor solar

A não proteção solar te expõe a riscos extremos que podem afetar a saúde de nossa pele. A radiação que o sol emite, e que atinge as camadas da pele, pode causar danos ao DNA, resultando em diversos tipos de malefícios, tais como:

Mudanças na textura da pele

A exposição solar sem a devida proteção causa mudanças na textura da pele, deixando-a áspera e coriácea. O uso diário de protetor solar possui uma grande importância, dado que ele evita, dentre diversas nocividades, a mudança na textura da pele, mantendo-a sempre lisa, firme, bonita e livre de imperfeições. 

Queimaduras

As queimaduras solares são causadas principalmente pelos raios UVB, que penetram a epiderme e causando essas queimaduras avermelhadas, que ardem e descamam, podendo provocar bolhas, edemas, coceira e, em casos mais graves, febre, fraqueza, calafrios e até entrar em estado de choque, caracterizado pela hipotensão arterial, desmaio e fraqueza profunda. Além disso, as queimaduras solares podem gerar manchas, conhecidas como lentigo solar.

Acnes

A acne é resultado de uma pele oleosa, com poros dilatados e excesso de produção de sebo. Esse excesso de oleosidade pode ser resultado da alta exposição solar, sem a proteção adequada, gerando entupimento nos poros e, consequentemente, lesões de acne e até mesmo manchas, conhecidas como manchas de acne. Por conta disso, os protetores solares com eficácia antiporos e antioleosidade são altamente indicados, pois diminuem os poros e a grande produção de sebo, deixando a pele mais seca e ajudando no controle de acnes no rosto.

Qual a importância do protetor solar no rosto?

Podemos concluir que a proteção solar é um item indispensável na rotina skincare, pois além de proteger contra as queimaduras solares, ele também previne contra manchas, doenças de pele, e até mesmo a oleosidade e a acne, hidratando, protegendo e conservando nossa pele da radiação solar emitida diariamente.

A ADA TINA possui uma vasta gama de protetores solares, com diversos tipos de ingredientes e funções, específicas para peles mistas, secas e oleosas, com ação antimanchas e antimelasma, garantindo uma pele saudável, bonita e rejuvenescida, além de ser o único do mercado que garante 12 horas de proteção solar, sem a necessidade de reaplicações.

RISCOS DA RADIAÇÃO SOLAR PARA A PELE

Você provavelmente está ciente dos riscos que a radiação solar representa para nossa pele, mas pode não perceber esses perigos no dia-a-dia, apenas a longo prazo. A boa notícia é que você pode se proteger dos efeitos da radiação solar tomando algumas medidas para melhorar sua rotina de cuidados com a pele. Continue lendo para conferi-las!

Riscos da radiação solar para a pele

O que é a luz ultravioleta?

A luz ultravioleta é um segmento do espectro eletromagnético de luz emitida pelo sol . Ela pode ser dividida em três categorias: UVA, UVB, e UVC.

A luz UVA é mais nociva, representando 95% da radiação emitida pelo sol que chega a superfície terrestre, e tem um comprimento de onda maior que a luz UVB e UVC, atingindo mais profundamente a pele e chegando até a derme. Essa radiação nos atinge todos os dias, independentemente do clima, e desde o nascer do sol ela já incide sobre a pele, causando danos ao DNA. São responsáveis pelo envelhecimento precoce, manchas escuras e outras doenças, tais como os canceres de pele.

A luz UVB, menos nociva que a UVA, representam 5% da radiação emitida pelo sol que chega a superfície terrestre e possui um comprimento de onda mais curto do que os raios UVA, penetrando apenas a epiderme. Esses raios se intensificam no período entre às 9h e 17h, penetrando mais superficialmente na pele e causando queimaduras solares.

Os raios UVC são mais curtos do que os raios UVB, mas têm o comprimento de onda maior que os outros dois. Essa radiação não chega a pele, uma vez que é 100% absorvida pela camada de ozônio.

Riscos da exposição à radiação solar

Existem diversos perigos quando falamos em radiação solar, principalmente a exposição sem os devidos cuidados com a pele. Aqui vão alguns danos causados por estes raios:

Melasma – É o aumento da produção de melanina na pele devido à alta exposição solar ao longo dos anos, causando manchas escuras no rosto. A boa notícia é que o melasma pode ser tratado em casa, adicionando os produtos ADA TINA na sua rotina.

Fotoenvelhecimento – Um envelhecimento precoce da pele devido à exposição solar, aumentando o desenvolvimento de rugas, flacidez, linhas de expressão e manchas.

Queratose solar – Também conhecidas como ceratoses actínicas, são tumores ou lesões pré-cancerígenas causadas pela exposição ao sol ao longo dos anos. Esta condição de pele progride em tumores avermelhados e deixa a camada superior de sua pele espessa e escamosa. A queratose solar não se espalha, mas uma porcentagem das pessoas afetadas poderá desenvolver câncer de pele mais tarde, o chamado carcinoma espinocelular ou carcinoma de células escamosas.

Câncer de pele – O câncer de pele é o maior risco associado à exposição da radiação UV. São tumores malignos que se desenvolvem na pele e podem ocorrer em qualquer parte do corpo. As organizações de câncer revelaram em estudos recentes que o fator de risco mais comum para o câncer de pele é a exposição ao sol e seus raios ultravioleta. A American Cancer Society nos lembra que as mulheres correm um risco maior de desenvolver câncer de pele do que os homens. Especificamente, eles afirmam que as mulheres entre 30 e 50 anos têm maior probabilidade de desenvolver melanoma, o tipo mais grave de câncer de pele.

Maneiras de reduzir os efeitos da radiação solar

A proteção solar é fundamental no processo de impedir os danos causados pela radiação solar em nossa pele, pois ele absorve esses raios, defendendo nossas células da intensidade da radiação.

Use protetor solar com FPS 30 ou superior diariamente – mesmo se estiver nublado! Isto não só ajudará a proteger contra queimaduras solares, mas também reduzirá seu risco de ter manchas de melasma e câncer de pele.

Aplique um protetor solar de amplo espectro antes de sair de casa. De preferência, use filtros solares de longa duração, como os protetores da ADA TINA, que contém Tecnologia Solent de 12 horas de proteção solar contra as radiações UVA e UVB, sem necessidade de reaplicações ao longo do dia.

Evite a exposição excessiva durante as horas de pico das 09h às 17h, quando os raios solares estiverem mais fortes e sempre que puder, faça verificações regulares com um dermatologista que possa detectar quaisquer alterações em sua pele.

Melhores produtos para a máxima proteção solar

A ADA TINA tem os melhores produtos para proteção solar, pois além de prevenirem os riscos dessa radiação, também clareiam a pele, combatem manchas e rugas e possuem 12 horas de proteção solar contra as radiações UVA e UVB.

Biosole Oxy FPS 50

O Biosole Oxy FPS 50 é um protetor solar clareador e antioxidante com vitamina C, Niacinamida e DIFENDIOX®, capazes de combater até 15 tipos de manchas. Possui textura leve, toque seco, além de conter 24 horas de proteção anti-melasma.

Biosole FPS 90

Já o Biosole FPS 90 é um protetor solar de alto fator de proteção, com dupla ação antioxidante de DIFENDIOX® e vitamina E, ação anti-melasma, anti-manchas e alta proteção contra fotoenvelhecimento.

Soleize Mineral FPS 66

Outra opção altamente recomendável de protetor solar é o Soleize Mineral FPS 66 com cor. Ele é um filtro solar físico anti-melasma com efeito matte e toque seco, formulado com filtros minerais e alta proteção anti UVA e UVB, prevenindo manchas escuras e melasma. Além disso, por possuir cor, ele se adapta aos diversos tipos de pele, homogeneizando seu tom com efeito natural e instantâneo.

Para tratamentos de outros tipos manchas ou patologias, nos consulte clicando aqui.

PROTETOR SOLAR: POR QUE USAR TODOS OS DIAS?

A importância de escolher os melhores protetores solares para fazerem parte da sua rotina de cuidados com a pele está, de longe, intimamente ligada aos investimentos na sua saúde dermatológica. Por isso, se você deseja oferecer maior proteção para a sua tez com produtos de qualidade, acaba de chegar o blog post ideal.

Venha com a ADA TINA descobrir os segredos de uma pele saudável e jovial: surpreenda-se com a praticidade dos hábitos necessários para esta conquista. No conteúdo de hoje, você irá desvendar a diferença entre protetor e filtro solar, como escolher os melhores itens dermatológicos e muito mais!

Continue a leitura para conferir tudo isso, mas antes, veja para que serve uma proteção solar devida!

Qual é a função do protetor solar?

Imagem ilustrativa contendo os diferentes tipos de fatores de proteção solar

A principal função do protetor solar nas rotinas de cuidado é evitar que as fontes luminosas compostas pelos raios UVA e UVB provoquem danos, tanto nas camadas superficiais, como também nas mais profundas da pele. Para entender quais são as fontes luminosas as quais os melhores protetores solares te protegem, veja os próximos tópicos.

O que são fontes luminosas?

Raios UVA

  • São responsáveis pela formação de melasma, outras manchas e rugas na pele;
  • Responsáveis pelo desenvolvimento de câncer na pele;
  • Responsável pelo envelhecimento precoce;
  • Penetram até a derme (Camada Intermediária da Pele);
  • Causam alterações no DNA;
  • Estão presentes em dias nublados e atravessam a janela mesmo com insulfilm;
  • Responsável por 95% da Radiação UV que chega até a superfície terrestre.

Raios UVB

  • Auxilia na produção de vitamina D;
  • Penetram somente até a epiderme (camada Intermediária da Pele);
  • Causam eritema (vermelhidão) na epiderme;
  • Responsável por 5% da Radiação UV que chega até a superfície terrestre.

Infravermelho

  • Causa a sensação de calor sobre a pele;
  • Intensifica o envelhecimento precoce;
  • Penetram até a hipoderme (camada mais Profunda da Pele);

Gostou de conhecer essas informações? Aproveite e veja também como a radiação Infravermelha induz ao envelhecimento prematuro da pele. Preparamos um conteúdo específico sobre o assunto, confira logo após finalizar a leitura deste post.

Agora, caso você ainda se pergunte como esses produtos oferecem proteção contra as fontes luminosas, a ADA TINA conta os segredos das fórmulas utilizadas na sua fabricação. Confira na sequência a diferença entre protetor e filtro solar, depois disso, confira as características físicas e químicas dos melhores protetores.

Qual a diferença entre protetor e filtro solar: conheça!

Compreender a diferença entre termos como filtros solares e protetores é essencial na escolha do melhor produto para uso. Em geral, os filtros solares são a matéria-prima para a proteção da pele contra raios ultravioletas. Já o protetor solar é o produto resultante das fórmulas que associam os filtros solares aprovados em testes, para confirmação do FPS – Fator de Proteção Solar.

O tema aparenta ser bastante complexo, mas acredite, entender sobre a composição dos melhores protetores solares é possível e, ainda, muito necessário para quem deseja garantir os cuidados adequados. Nós da ADA TINA ressaltamos, antes de tudo, que a importância do protetor solar é precedida pela descoberta do seu padrão de pele, assim como da adoção de um estilo de vida saudável, que contribua com o estado da pele.

Apesar da pele, como todo órgão humano, estar condicionada a fatores internos hereditários, bons hábitos como a escolha do melhor protetor solar ideal é essencial. Portanto, vale a pena identificar com um profissional, o seu tipo de pele e, assim, escolher os produtos destinados para ela. Acredite, os resultados são divisores de água! Conheça abaixo os aspectos fundamentais na escolha do seu protetor solar.

Diferença entre filtros físicos e filtros químicos

Os filtros físicos para proteção da pele são bloqueadores das radiações provindas de fontes luminosas visíveis, como a solar e artificial. Já os filtros químicos possuem a capacidade de receber toda a luz, mas ainda conseguem evitar o contato agressivo da radiação sobre a pele, ou seja, transforma a agressão da luz em calor.

Poucas pessoas sabem, mas patologias como melasma e câncer podem ser desenvolvidos pela exposição da pele, não apenas no verão, mas também no conforto do lar ou no contato diário com fontes de luz.

Deseja entender mais sobre os tipos de melasma existentes? Preparamos um guia completo com o especialista Dr. Maurizio Pupo em relação às manchas de aspecto castanho que atingem a pele. Confira os detalhes!

Começamos a entender a importância de bons fatores de proteção solar, não é mesmo? Siga a leitura e descubra mais conteúdos relevantes sobre o assunto.

Como escolher o melhor protetor solar para minha pele?

Antes de escolher a proteção facial ideal para o seu tipo de pele, identifique se o produto possui fórmula de qualidade e que seja capaz de cumprir sua função. Para te auxiliar na escolha do melhor item, observe o próximo tópico e conheça as tecnologias DIFENDIOX® dos protetores da ADA TINA:

DIFENDIOX®: antioxidantes no tratamento de melasma

Se você ainda não conhece os concentrados DIFENDIOX® em produtos para proteção solar com cor, essa é a oportunidade perfeita para proporcionar à sua pele o tratamento adequado contra manchas e melasma, além da prevenção do envelhecimento precoce da tez. Estes concentrados da oleuroprotéina hidroxitirosol conta com 14 polifenóis totais à sua proteção e autocuidado.

Despeça-se das manchas acastanhadas na derme e aspectos advindos com as radiações UVA e UVB com o uso destes produtos desenvolvidos em parceria com a Università di Pisa, na Itália. Comprove e nos conte os resultados!

Comprove e nos conte os resultados!

Proteja a sua tez adequadamente

Imagem aproximada do rosto de uma mulher usando protetor solar

O tipo de pele influencia na escolha do melhor protetor solar facial e os resultados dos tratamentos. A pele acneica, por exemplo, possui protetores solares para padrões oleosos com poros dilatados. Já peles normais e secas exigem outras proteções solares que atendam esses tipos epidérmicos.

Quer evitar o envelhecimento precoce da pele e o depósito excessivo de melanina que causa manchas e melasma em grau 1, grau 2 e melasma em grau 3? Utilize os fatores de proteção adequados no seu dia-a-dia!

Cuidados necessários para uma cútis saudável

Além da importância do uso diário e com reaplicações dos protetores solares, informação endossada pelo especialista em dermatologia Dr. Maurizio Pupo, outros hábitos são essenciais para a promoção da saúde.

Confira abaixo alguns deles:

  • mantenha a hidratação da pele em dia: consuma água e entenda a importância da hidratação correta da epiderme;
  • lembre-se que a nossa alimentação influencia nos aspectos da tez, portanto, garanta uma dieta balanceada e rica em vitaminas;
  • evite rotinas estressantes, este é um dos principais inimigos de quem deseja prevenção de manchas e envelhecimento precoce da pele;
  • remova a maquiagem e o protetor solar de maneira efetiva, partículas de sujeira na pele estimulam a formação de acne e aceleram processos de afecção já presentes.

Confira na sequência os itens essenciais para rotina de cuidados de quem já usa o protetor solar.

Vitamina C e séruns para proteção diária

Além de utilizar o melhor protetor solar para a sua epiderme, produtos com vitamina C auxiliam na redução dos efeitos nocivos das fontes luminosas visíveis.

Enquanto os protetores solares protegem contra os raios solares e artificiais, a vitamina C tem como ação o tratamento profundo de peles já atingidas, contribuindo também com o clareamento de melasma e rugas na face. Deseja maior saúde dermatológica aos seus dias? Adicione proteção solar, séruns e vitamina C aos seus cuidados diários.

Pronto para manter padrões dermatológicos mais saudáveis? Saiba como montar o seu cronograma facial com produtos essenciais! Siga acompanhando nossos conteúdos e proporcionando ao seu rosto os melhores produtos no mercado: nós da ADA TINA Italy auxiliamos no processo.

Até a próxima!

5 Motivos para Usar Vitamina C na Pele

Benefícios da Vitamina C para a Pele

5 Motivos para Usar Vitamina C na Pele

A vitamina C, ou ácido ascórbico, é um dos ingredientes mais utilizados nos tratamentos dermocosméticos para redução de rugas, rejuvenescimento da pele, tratamento do melasma, dentre outros, sendo amplamente difundida e utilizada nestes produtos com esta finalidade: clareadores de pele, antirrugas, antissinais e anti-idades em geral.

Além de possuir diversos mecanismos de ação a Vitamina C também possui múltiplas ações contribuindo para a homeostase e regeneração dos tecidos do nosso corpo, em particular dos tecidos ricos em colágenos, como a pele e as cartilagens desempenhando um papel essencial para formação e estabilização adequadas das proteínas de colágeno da pele, que são as proteínas mais abundantes no corpo humano tendo um forte impacto na composição, estrutura e características biomecânicas da matriz extracelular da pele.

A seguir estão 5 motivos para inserir a Vitamina C na rotina de cuidados com a pele para mantê-la jovem e saudável e também para prevenir e remediar danos associados ao envelhecimento cutâneo.

VITAMINA C PURA PROTEGE A PELE DOS DANOS DAS RADIAÇÕES UVA E UVB

Segundo um estudo publicado pelo British Journal of Dermatology, a vitamina C, ou ácido ascórbico, protege a pele contra os danos da radiação UVB e UVA e contra o eritrema induzido pelos raios solares, comprovando e embasando o aconselhamento profissional para o uso da vitamina C de dia também, além das tradicionais aplicações noturnas recomendadas durante os tratamentos da pele envelhecida e tratamento das manchas escurecidas.

O estudo foi realizado a partir da aplicação de uma solução de 10% de ácido ascórbico, vitamina C pura, na pele da região dorsal antes da exposição a uma fonte mimética de radiação UV.

Para a detecção da proteção contra a radiação UVB, a exposição foi feita por 30 minutos após aplicação diária da solução de vitamina C pura por 1 semana.

Para a detecção da ação antieritema, antivermelhidão, a exposição ao UVB foi feita após aplicação diária por uma semana e uma aplicação 30 minutos antes da solução de vitamina C.

Já para a detecção da proteção UVA a exposição foi feita após três dias de aplicação diária da solução de vitamina C pura, uma aplicação uma hora antes da exposição e outra aplicação 30 minutos após a exposição.

ESTUDO COMPROVA QUE A VITAMINA C PROTEGE A PELE DOS DANOS SOLARES

Os cientistas observaram que na região tratada com vitamina C pura, após a irradiação, houve uma diminuição de 38% de sunburn cells – células marcadoras do dano UV – (células basais disceratolíticas – células com nível de queratinização anormal presentes em peles com danos resultantes da exposição ao UVB), diminuição no marcador de eritrema (fluxo sanguíneo cutâneo) em 51,89% e diminuição 57,72% das sunburn cells após irradiação UVA.

Sendo assim os cientistas concluíram que a vitamina C pura, ou ácido ascórbico, a 10% protege a pele contra os danos causados pela radiação UVB e UVA incluindo danos celulares e eritrema.

Isso nos dá total embasamento para recomendar o uso da vitamina C dia e de noite, não apenas como tratamento anti-idade, antissinais e tratamento do melasma, mas também por sua ação protetora solar antienvelhecimento e antioxidante para a pele do rosto.

VITAMINA C AUMENTA A PRODUÇÃO DE COLÁGENOS TIPO 1 E TIPO 3 NA PELE

A vitamina C, ou ácido ascórbico, já é amplamente utilizada em dermatologia para tratamento da pele envelhecida e foto envelhecida, tratamento do melasma, por suas propriedades clareadoras da pele e também de rugas devido à sua capacidade de estimular a produção de colágeno da pele facilitando a hidroxilação dos aminoácidos lisina e prolina em suas formas hidroxiladas.

Uma pesquisa publicada no Journal of Dermatological Science revela, no entanto, que o ácido ascórbico aumenta a produção de colágeno tipo 1 e 3 na pele também via modificação da expressão genética de genes relacionados à síntese de colágenos dérmicos, aqueles encontrados na pele humana.

Vitamina C Aumenta a Produção de Colágeno Via Estimulação Genética

O estudo foi realizado in vitro com a aplicação de 100 microgramas de vitamina C pura, ácido ascórbico, em fibroblastos dérmicos humanos por 3 dias para avaliação da máxima indução de produção de diferentes tipos de colágenos da pele, em especial os colágenos tipo 1 e tipo 3, principais tipos de colágeno encontrados na pele humana.

Ao final do período de estudo os cientistas constataram que a adição de 100 microgramas de ácido ascórbico, vitamina c pura, aumentou significativamente a atividade transcricional dos genes Pro alfa 1 e Pro alfa 3 responsáveis pela síntese dos colágenos tipo 1 e 3, respectivamente.

Vitamina C para a Pele Aumenta a Produção e o Teor de Colágeno Dérmico

Sendo assim, os cientistas concluíram que ácido ascórbico aumenta a produção de colágenos do tipo 1 e 3 em fibroblastos humanos após mínima exposição. Isso justifica a utilização da vitamina C para a pele do rosto e comprova sua eficácia nos tratamentos antissinais e tratamentos antirrugas além dos já conhecidos efeitos da vitamina C no tratamento do melasma, ação antioxidante, antipoluição e protetor solar, dentre outros.

Vitamina C Protege a Pele dos Malefícios da Luz Azul e Luz Visível

O estudo foi realizado com 31 voluntários, homens e mulheres, com idades entre 18 e 50 anos que receberam irradiação solar artificial simulando as radiações UVB, UVA e luz visível (maior que 460 nm), sendo que a luz azul é parte da luz visível, durante os dias 8 a 11, após a aplicação de um produto com vitamina C (em concentrações de 10%, 7%, 5% e 3%) e um placebo durante 7 semanas, 5 dias por semana, para avaliar a eficácia da vitamina C como protetora dos danos causados pelas respectivas radiações.

Segundo os resultados obtidos na região tratada com 10% de vitamina C, após a irradiação, 85% dos voluntários apresentou uma redução significativa na relação entre a coloração da pele antes e depois da exposição às radiações, apresentando menores diminuições quanto menores as concentrações de vitamina C (dose-dependente).

Protetores Solares com Vitamina C Previnem Manchas no Rosto

Sendo assim, tomando-se por base os resultados obtidos no estudo acima podemos concluir que a Vitamina C a 10% pode realmente ajudar a prevenir e tratar a pigmentaçãomanchas escuras na pele – induzida pelas radiações UVA, UVB e Luz Azul e Luz Visível quando aplicada antes da exposição ao sol fazendo com que os protetores solares com vitamina C sejam os produtos de escolha para as peles com melasma e prevenção de manchas escuras no rosto.

A Vitamina C pode beneficiar as peles oleosas e com Acne

Uma grande novidade no uso da Vitamina C e sua aplicação em produtos cosméticos está na sua aplicação em peles oleosas, não apenas pelo sensorial do produto acabado, mas pelo seu potencial em reduzir a secreção sebácea e consequentemente reduzir a oleosidade cutânea.

Um recente estudo publicado no Drug Research revelou que a Vitamina C além de ser um excelente antioxidante capaz de trazer inúmeros benefícios para a pele pode também beneficiar os indivíduos com peles mais oleosas.

No estudo um grupo de vinte voluntários foi instruído a aplicar durante um período de noventa dias e em cada lado da face um produto contendo diferentes tipos de Vitamina C para pele – hidrofílica ou lipofílica. Ao final do período de tratamento e utilizando-se uma técnica não invasiva de sebumetria foram medidas as secreções sebáceas de ambos os lados da face.

A Vitamina C reduz a oleosidade, o sebo da pele e a acne

Segundo cientistas além de boa atividade antioxidante os produtos com Vitamina C foram capazes de reduzir a produção de sebo e reduzir a oleosidade da pele quando comparado a um grupo controle que utilizou formulações placebo. Ainda segundo os cientistas a Vitamina C pode, portanto, ser utilizada como suplementação tópica para peles oleosas e com hipersecreção sebácea reduzindo a oleosidade cutânea, o número de lesões acneicas e melhorando a aparência da pele.

Vitamina C: Poderoso anti-idade com ação nas células-tronco da pele

Pesquisas mostram que a vitamina C atua em muitos outros benefícios para a pele. Os fatores de transcrição e as moléculas de sinalização são reguladores bem conhecidos da identidade e do comportamento das células-tronco, mas o que ainda não se sabia era que a vitamina C contribui para esta complexa rede de estímulos das células-tronco da pele.

Estudo comprova que vitamina C ativa células-tronco da pele

Pesquisadores do Instituto de Genética e Biofísica ‘A. Buzzati-Traverso’ de Nápoles, Itália, revisaram as principais funções da vitamina C e seus efeitos nas células-tronco. Eles avaliaram a atividade da vitamina C como cofator de enzimas dioxigenases Fe+2/αKG (enzimas catalisam a hidroxilação de diferentes substratos biológicos localizados em compartimentos celulares específicos), que regulam os sinais epigenéticos, o estado redox e a composição da matriz extracelular.

Os pesquisadores demonstraram que, atuando como cofator de enzimas colágeno prolilhidroxilases no retículo endoplasmático, a vitamina C regula a composição da matriz extracelular e a homeostase de colágeno da pele e de outros tecidos, e desempenha um papel fundamental na diferenciação de células-tronco mesenquimais para células funcionais de tecidos ricos em colágeno.

Além disso, no núcleo, a vitamina C aumenta a atividade das enzimas DNA e histonadesmetilase, melhorando a reprogramação de células somáticas e conduzindo células-tronco embrionárias para um estado pluripotente. Portanto, a vitamina C se mostrou capaz de modificar simultaneamente o perfil de expressão de genes/epigenética quanto a matriz extracelular (microambiente) das células-tronco da pele.

Vitamina C estimula síntese de colágeno da pele estabilizando mRNA

A vitamina C promove a transcrição de genes de colágeno e aumenta a estabilidade do mRNA (RNA mensageiro) de colágeno em muitas linhas celulares diferentes, incluindo os fibroblastos a pele. Pesquisas mostram que a vitamina C pode contribuir para manter uma pele saudável alterando o perfil de expressão demais de 250 genes em fibroblastos da pele.

Matéria Publicada em 29/06/2020
Por Dr. Maurizio Pupo

Sugestões de produtos Ada Tina com Vitamina C para o Rosto:

Vitamina C Clareadora C 20 Serum – 30ml

Vitamina C Clareadora C 20 Serum – 15ml e 30 ml: C 20 Serum é um sérum clareador concentrado com Vitamina C estabilizada 20% e ácido hialurônico de baixíssimo peso molecular com máxima eficácia anti-manchas, anti-idade e antirrugas com efeito clareador e rejuvenescedor que deixa a pele mais clara, iluminada, com menos rugas e até 10 anos mais jovem.

Vitamina C Para o Rosto com Ácido Hialurônico Pure C 20 Hyal – 30 ml

Vitamina C Para o Rosto com Ácido Hialurônico Pure C 20 Hyal – 30 ml: Pure C 20 Hyal é uma mousse de Vitamina C Pura para o rosto e Ácido Hialurônico preenchedor com vitamina C antioxidante a 20% e alta eficácia clareadora, rejuvenescedora e anti-idade que promove o clareamento da pele além de reduzir rugas, inclusive as rugas mais profundas, marcas de expressão e sinais do envelhecimento deixando a pele mais clara, jovem e uniforme com uma textura extrasseca e muito aveludada indicada para todos os tipos de pele, até as peles oleosas.

Protetor Solar Clareador Biosole Oxy FPS 50 Vitamina C e Niacinamida – 40ml

Protetor Solar Clareador Biosole Oxy FPS 50 Vitamina C e Niacinamida – 40ml: Protetor Solar Clareador e Anti-Manchas com Vitamina C e Niacinamida capaz de combater 15 tipos de manchas com textura leve, 12 Horas de Proteção Solar e 24 Horas de Proteção Anti-Melasma.

Protetor Solar com Vitamina C e Niacinamida Clareador Pure C FPS 50 – 50ml

Protetor Solar com Vitamina C e Niacinamida Clareador Pure C FPS 50 – 50ml: Pure C FPS 50 é um protetor solar com Vitamina C para o rosto e Niacinamida que clareia as manchas na pele, trata o melasma e ainda possui eficácia anti-idade, antissinais e rejuvenescedora. Pure C FPS 50 contém também Difendiox Antioxidante e Anti Melasma e Vitamina E que reduzem os sinais do envelhecimento da pele como as manchas escuras, rugas e flacidez deixando a pele mais clara, iluminada e uniforme com 12 Horas de Alta Proteção Solar.

MELASMA: ENTENDA A CAUSA DAS MANCHAS ESCURAS NA PELE

Motivo frequente para a procura do médico dermatologista, o melasma, mancha escura na pele de coloração acastanhada e formato uniforme, é uma das manchas que mais acometem a pele brasileira. Extremamente comum na pele do rosto, este tipo de mancha está cada vez mais comum, em especial nas peles femininas – acometendo oito mulheres para cada homem. Nós da Ada Tina conversamos com a Dra. Maria Cristina Goldschmidt, médica dermatologista, e tiramos as principais dúvidas sobre as causas e tratamentos para o melasma. Confira!

Melasma no rosto: entenda o porquê

Segundo a médica, o melasma é causado, principalmente, por fatores genéticos e maus hábitos de exposição ao sol, incluindo a exposição desmedida e desprotegida aos raios solares. Além disso, o uso de anticoncepcionais com altas doses hormonais e o período da gestação podem desencadear no aparecimento das manchas escuras na pele da mulher. “Hoje em dia, o que se vê é que muitas mulheres têm melasmas, mesmo aquelas sem pessoas próximas da família com estas manchas”, afirma a Dra. Goldschmidt, “ele se tornou extremamente comum hoje em dia.”

Dra. Maria Cristina destaca ainda que, em sua opinião, este tipo de mancha escura está também relacionado com a sensibilidade de cada pele. Pessoas com grande sensibilidade a algum tipo de substância química, ou sensíveis à exposição solar,  tendem a ter também uma capacidade maior de manchar, esclarece a especialista. “O melasma está muito associado à agressão que a pele sofreu e a sensibilidade diante da agressão, para a qual ela responde hiperpigmentando”, completa.

Cuidado com o laser!

Tratamentos dermocosméticos com laser no rosto, o uso luz intensa pulsada e até mesmo o tratamento com laser para a remoção de pelos, podem causar o aparecimento de manchas muito similares aos melasmas. Conforme a médica, o laser pode ser usado para tratar o melasma, mas também pode ser uma possível causa: a radiação pode causar a hiperpigmentação pós-inflamatória ou o aparecimento de manchas residuais na pele. Por isso, todos os procedimentos utilizando laser devem ser feitos com o acompanhamento do médico dermatologista.

Melasma antes e depois: entenda o tratamento para as manchas escuras

O processo de tratamento do melasma é muito complexo, mas seu ponto de partida é impedir a piora das manchas na pele. Entre as principais soluções para este tipo de mancha, Dra. Maria Cristina coloca como a primeira preocupação o cuidado para evitar mais agressões à pele já lesionada e com depósito de pigmento, responsável pela coloração escura. “O sol vai manchar mais? A luz visível vai manchar mais? Então, o primeiro ponto é tirar a exposição ao sol”, revela a médica.

Para isso, a especialista indica o uso de um protetor solar de alto fator de proteção, com reaplicações ao longo do dia. Ressalta também que a proteção contra a luz visível é importante e, para isso, sempre recomenda o uso de base corretiva ou pó sobre uma camada do protetor solar nas peles femininas. Já para os homens, indica produtos com eficácia comprovada na proteção da luz visível, mesmo que incolores. Segundo a Dra. Maria Cristina, o segundo ponto do tratamento é diminuir a produção de melanina da pele e, para isso, existem vários ativos no mercado dermocosmético atual.

Após remover a agressão e controlar a produção de pigmento, é possível optar por outros tratamentos para a remoção da melanina já depositada na pele ou tratamentos para diminuir o processo inflamatório em si.

Melasma: tratamento começa com a prevenção!

Entre os hábitos que podem evitar o aparecimento das manchas, estão os cuidados com a exposição ao sol, preocupando-se sempre em criar hábitos de exposição solar saudáveis. Por isso, recomenda a aplicação de um bom protetor solar de ação química e física diariamente, de preferência os que tenham 12 horas de alta proteção solar, bem como o uso de chapéus ou bonés e da procura por locais frescos e com sombra.

Além disso, Dra. Maria Cristina ressalta que é muito importante evitar os maus hábitos em relação aos cuidados diários com a pele. No caso de peles com tendência acneica, por exemplo, explica ser importante tratar a acne de maneira adequada, para evitar o possível aparecimento de manchas decorrentes do processo pós-inflamatório. Já no caso de contraceptivos, é necessária atenção especial, e a médica dermatologista recomenda a escolha daqueles com dose hormonal mais controlada.