Tag: poluição ambiental

O QUE SÃO RADICAIS LIVRES E COMO ELES DANIFICAM A PELE?

Você sabia que estamos sendo expostos todos os dias à moléculas instáveis que podem danificar a saúde do nosso organismo? Hoje você irá conhecer os perigos dos radicais livres e como combatê-los:

O que são radicais livres?

Os radicais livres são moléculas instáveis produzidas a todo momento pelo nosso corpo, que se associam rapidamente com outras moléculas (proteínas, por exemplo) na qual reagem e oxidam. Eles são agentes resultantes da transformação dos nutrientes dos alimentos em energia.

Apesar de serem necessários para a vida, pois ajudam a combater as bactérias e as infecções, existem situações nas quais os níveis de produção dos radicais podem aumentar notavelmente, fazendo com que a capacidade natural de geração dessas moléculas se sobrecarregue. Quando em excesso, esses radicais podem intoxicar nosso organismo, principalmente a pele.

Quais as causas dos radicais livres?

Embora os radicais livres possam ser causados por fatores ambientais como poluição ambiental e a radiação emitida pelo sol, muito disso tem a ver com nossos próprios comportamentos. O fumo e o estresse são duas das principais causas desses radicais, mas mesmo coisas como dieta, genética, estilo de vida sedentário e sono podem ter um grande impacto.

Quais os impactos negativos dos radicais livres na pele?

Dentre os principais efeitos causados pelos radicais livres está a oxidação de proteínas, lipídios e nucleotídeos (moléculas que compõem o DNA). Desta forma, esses radicais provocam danos diretamente na pele e em suas estruturas e o acúmulo destes elementos no organismo também contribui para o envelhecimento da pele.

Eles podem também ser associados a diversas doenças, como por exemplo, a artrite reumatoide (doença autoimune) e a hipertensão arterial.

Quais os cuidados que devemos tomar?

Os antioxidantes são peças fundamentais para o combate dos malefícios dos radicais livres. Eles integram o ramo das vitaminas, minerais e outras substâncias químicas que tem a capacidade de transformar as moléculas de radicais livres em estáveis, acabando com a oxidação.

A vitamina C é um dos mais poderosos antioxidantes, disponíveis em diversas formas: naturais em frutas e legumes, por meio de comprimidos e o uso tópico, em forma de cremes e séruns para a pele. Ao contrário da ingestão oral, a aplicação tópica de vitamina C sobre a pele pode, por exemplo, retardar o dano cutâneo induzido pela radiação UVA, além de estimular as reações de hidroxilação dos aminoácidos lisina e prolina em procolágeno.

Produtos indicados para combater os malefícios dos radicais livres

O Biosole Oxy FPS 50 é um protetor solar clareador e antioxidante com vitamina C, Niacinamida e DIFENDIOX®. Combate os malefícios dos radicais livres e 15 tipos de manchas, com uma textura leve, toque seco, 12 horas de proteção solar e 24 horas de proteção anti-melasma.

Biosole Oxy FPS 50

O C 20 Serum é um clareador concentrado com vitamina C, ácido hialurônico e DIFENDIOX® (um ingrediente antioxidante, de altíssima potência, exclusivo ADA TINA desenvolvido em parceria com a Università di Pisa, na Itália, composto por 14 polifenóis da oliva), além de não oleoso e não pegajoso, rejuvenesce e clareia as manchas escuras da pele.

C 20 Serum

POLUIÇÃO: O NOVO VILÃO DO ENVELHECIMENTO DA PELE

Antigamente acreditava-se que as radiações UVA e UVB emitidas pelo sol seriam as únicas causas do chamado envelhecimento extrínseco da pele, ou seja, aquele tipo de envelhecimento caracterizado pelas causas externas a que somos expostos ao longo da vida. Todavia, novos estudos demonstram que também a poluição do ar e o ozônio gerado sobre a pele podem estar muito mais relacionados ao envelhecimento precoce da pele do que se imaginava.

Poluição causa manchas na pele

Recentemente, um estudo publicado no Mechanisms of Ageing and Development revelou que a poluição do ar, cujas partículas recebem o nome de PMs, ou materiais particulados, podem penetrar na pele tanto por via transepidermal como por via transfolicular e ligar-se aos chamados Receptores de Arila, que por sua vez regulam o funcionamento de células de grande importância para a pele como os fibroblastos (células que produzem colágeno e elastina), queratinócitos (células responsáveis pela renovação celular da pele) e também os melanócitos (células responsáveis pela produção de melanina) causando não apenas o envelhecimento precoce da pele como também as manchas escuras como o melasma.

Perigos do ozônio na pele

O mesmo estudo revelou ainda que a poluição do ar, ao se depositar sobre a pele e ao interagir com a radiação UVA emitida pelo sol, leva à formação de moléculas de ozônio sobre a pele, que induz o stress oxidativo e peroxidação lipídica com consequências em cascata para as camadas mais profundas da pele. Desta forma, podemos também afirmar que o ozônio, assim como a poluição e o sol, também contribui de maneira decisiva para o envelhecimento da pele, formação de rugas, flacidez e manchas escuras ou manchas solares.

Como proteger a pele dos perigos da poluição e do ozônio?

Os cientistas ainda concluem que atualmente, levando-se em conta que a maior parte da população do planeta se concentra em áreas muito poluídas e que a poluição, somada à exposição à radiação solar é, portanto, um dos principais fatores do envelhecimento da pele, não basta que as pessoas utilizem protetores solares comuns, mas que é extremamente importante que os protetores solares mais eficientes não apenas protejam a pele contra as radiações UVA e UVB, mas também possuam ação antioxidante, capaz de reduzir o dano oxidativo causado pela poluição e pelo ozônio. Podemos dizer que é necessário ir além da proteção solar!

Protetor solar com antioxidantes

Antioxidantes são substâncias capazes de neutralizar os efeitos da oxidação produzida pelos radicais livres, por isso devem fazer parte de uma rotina diária de beleza, sem dúvida. Porém, quando estes antioxidantes são associados a protetores solares, temos em mãos produtos altamente potentes e eficazes na prevenção de manchas solares, manchas escuras, rugas profundas, linhas de expressão, flacidez, olheiras e todos os demais sinais do envelhecimento precoce da pele. Um protetor solar com vitamina C e também com polifenóis da oliva é capaz de proteger intensamente a pele, não apenas contra os raios solares, mas também contra os efeitos oxidativos dos radicais livres e suas consequências, inclusive o temível câncer de pele.

Poluição do ar causa envelhecimento precoce na pele?

Com o crescimento das grandes cidades e o avanço industrial, a poluição se tornou uma grande vilã no processo de envelhecimento da pele.

Junto da radiação solar, a poluição destrói a barreira de defesa da pele causando assim o aparecimento precoce de manchasflacidezrugas e linhas de expressão. Como explica o farmacêutico e especialista em cosmetologia, Dr. Maurizio Pupo.

Após uma conversa, explicamos como a poluição acelera o envelhecimento precoce e qual a melhor forma de se proteger dos malefícios da poluição do ar. Confira!

O perigo está no ar

A poluição do ar se forma a partir dos gases poluentes emitidos por carros, fábricas e materiais utilizados no pavimento de rodovias. A partir da queima desses gases na atmosfera, se fomam os materiais particulados: fragmentos cinco vezes mais finos que um fio de cabelo que, ao penetrar na pele, agridem suas camadas mais profundas. Dessa forma, se desencadeia um aumento na produção de radicais livres, que causam danos irreparáveis nas células sadias do corpo e na estrutura do DNA. Todo esse processo culmina no estresse oxidativo da pele, que altera a formação das fibras de colágeno, ocasionando o aparecimento precoce da flacidez e das rugas.

A poluição causa o envelhecimento precoce da pele pelo esgotamento das defesas antioxidantes do tecido cutâneo, principalmente pela perda de vitamina C, que protege a pele dos agentes externos, também combate as manchas escuras e os efeitos dos radicais livres.

Então como se proteger dos danos causados pela poluição?

Calma, você não precisa fugir para as montanhas. Existem maneiras de se proteger dos malefícios da poluição do ar na pele e nós vamos te mostrar como!

Para se proteger das impurezas do ar que agridem a pele basta fazer o uso diário de um protetor solar que consiga proteger a cútis da ação dos gases poluentes, criando uma camada protetora na pele. A proteção contra a radiação solar UVA e UVB e a presença de Vitamina C concentrada – sendo o antioxidante que previne o envelhecimento da pele – também são necessárias para uma defesa completa do tecido cutâneo, pois são os raios solares em conjunto com as impurezas do ar que aceleram o envelhecimento da pele e enfraquecem suas defesas antioxidantes.

Dupla Proteção

Seria incrível encontrar em um só produto a proteção contra o ozônio, sinais do envelhecimento e proteção antioxidante contra a poluição, não é mesmo?

Sabendo que a poluição do ar causa manchas na pele e o envelhecimento precoce, a ADA TINA desenvolveu o Biosole Oxy FPS 50. Um protetor solar antioxidante, antipoluição e antiozônio que conta com a exclusiva Tecnologia Ozone Protection, capaz de formar uma barreira antiozônio na pele. Biosole Oxy FPS 50 possui ainda em sua formulação Vitamina C concentrada, que trata e previne manchas. Além da presença do DIFENDIOX®, uma combinação sinérgica dos 14 polifenóis extraídos das folhas das olivas italianas. Juntos, esses potentes antioxidantes impedem a ação da poluição na pele. Além de renovar as defesas do tecido cutâneo, combatendo 15 tipos manchas e os danos causados pelos radicais livres.

Biosole Oxy FPS 50 é o protetor solar antioxidante, antipoluição e antiozônio que possui toque seco e alta proteção contra os raios UVA e UVB. Garantindo 12 horas de proteção solar contra os principais causadores do estresse oxidativo da pele. E assim sendo indispensável na rotina diária de cuidados com o corpo da mulher moderna.

Vitamina C Pura Ada Tina

Pure C 40 Ultra Clareador – duas vezes mais vitamina C!

Primeiro mousse concentrado com duas vezes mais Vitamina C Puríssima sem adição de água e Ácido Hialurônico, indicado para uso noturno com efeito máscara ultraclareadora.

Pure C 40 Ultra Clareador é formulado para clarear a pele intensamente e com máxima eficácia anti manchas e anti melasma, clareando até as manchas mais resistentes decorrentes do envelhecimento precoce.

Pure C 40 Ultra Clareador deixa ilumina a pele, deixa mais jovem e uniforme.

Primeiros resultados notados após 30 dias de uso.

pure C 40

POLUIÇÃO DO AR PODE AGRAVAR DOENÇAS DA PELE E ACELERAR O ENVELHECIMENTO

A poluição do ar contém diversos componentes maléficos para a nossa saúde, com destaque para as matérias particuladas. O aumento desses poluentes ambientais devido à industrialização e à urbanização está altamente associado à morbidade e mortalidade em todo o mundo, considerado um dos problemas de poluição ambiental mais severos. As matérias particuladas causam diferentes problemas de saúde, afetando também a saúde da nossa pele.

Poluição do ar induz estresse oxidativo e inflamação na pele

Diversos estudos epidemiológicos recentes mostram que as matérias particuladas estão associadas a um maior desenvolvimento e exacerbação de diferentes doenças da pele. Uma revisão publicada no jornal Internacional Life Sciences enfatiza a correlação entre a presença de matérias particuladas no ar e doenças da pele, além dos mecanismos imunológicos relacionados. Os pesquisadores explicam que esses poluentes induzem um estresse oxidativo, através da produção de espécies reativas de oxigênio e secreção de citoquinas pró-inflamatórias, como TNF-α, IL-1α e IL-8, ou seja, a exposição da pele à matérias particuladas gera um aumento da produção de radicais livres e de fatores inflamatórios.

Matérias particuladas aceleram o envelhecimento da pele

Além de exacerbar doenças da pele, os pesquisadores desse estudo também demostraram que a poluição do ar é capaz de acelerar o envelhecimento da pele. O contato com essas matérias particuladas é capaz de gerar radicais como o superóxido e o radical hidroxila, aumentando a expressão de metaloproteinases de matriz (MMPs), incluindo MMP-1, MMP-2 e MMP-9, resultando, assim, na degradação do colágeno da pele. Esses processos levam ao aumento das doenças inflamatórias da pele e também ao envelhecimento da pele.

Poluição do ar pode gerar queda de cabelo e câncer de pele

Os poluentes ambientais podem causar diversas doenças de pele, queda de cabelo e até câncer. A fumaça do cigarro, um poluente ambiental bem conhecido como agente oxidante, está intimamente relacionada com o aparecimento e piora da alopecia androgenética (AGA). Além disso, partículas ultrafinas (UFPs), incluindo carbono negro e hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (HAP), aumentam a incidência de câncer de pele.

Poluentes ambientais podem causar rugas, manchas e flacidez

Portanto, o aumento dos níveis de poluição do ar, principalmente de matérias particuladas, está altamente associado ao desenvolvimento de várias doenças da pele através da geração de estresse oxidativo e citocinas inflamatórias. A boa notícia é que o uso de anti-oxidantes e anti-inflamatórios pode ser útil para o tratamento de doenças de pele induzidas pela poluição, além de prevenir outros efeitos da poluição na pele, como degradação do colágeno e aparecimento de rugas, manchas e flacidez.