Tag: Luz Azul e Luz Visível

Proteção solar – Luz azul e luz visível prejudicam a pele?

Com o aumento do uso de dispositivos eletrônicos em nossas vidas cotidianas, a exposição à luz azul e à luz visível tem se tornado cada vez mais comum. Muitas pessoas ainda não sabem que essa exposição pode ter efeitos negativos na pele.

Por isso, é importante entender o motivo pelo qual devemos proteger a pele dessas luzes e como fazemos isso de maneira eficaz.

Afinal, o que é luz visível e luz azul?

Luz visível é a parte da radiação eletromagnética percebida pelos nossos olhos, ela abrange todas as cores que conseguimos ver, do vermelho ao violeta, e é produzida tanto por fontes naturais como a luz do sol por exemplo, quanto por fontes artificiais.

A luz visível é extremamente importante para a nossa percepção visual do mundo, mas também pode ter efeitos negativos se a exposição for excessiva.

E a luz azul?

A luz azul é uma parte do espectro de luz visível que possui um comprimento de onda menor e uma energia maior do que outras cores visíveis, como o vermelho e o amarelo. 

Ela é encontrada em todas as fontes de luz visível, incluindo dispositivos eletrônicos como smartphones, tablets, computadores e televisores, bem como em lâmpadas de LED e incandescentes.

E essas luzes prejudicam mesmo a pele?

Além dos fatores mais conhecidos, como a exposição ao sol e a poluição, a luz azul emitida pelos celulares e computadores também pode danificar a pele. A exposição prolongada a essa luz pode levar ao aumento da produção de radicais livres, que são moléculas instáveis que podem danificar as células da pele e contribuir para o envelhecimento precoce, agravando as rugas e manchas na pele, como o melasma por exemplo.

Além disso, a exposição à luz azul antes de dormir pode prejudicar o sono, o que também pode afetar a qualidade da pele a longo prazo, para minimizar esses riscos, é importante reduzir o tempo de exposição à luz azul, especialmente antes de dormir.

Fazer uso de produtos FPS pode me auxiliar nessa exposição à luz visível e luz azul?

textura protetor solar

Não só a resposta para essa pergunta é sim, como nós devemos!

Fazer o uso de um produto bom e de qualidade como o Biosole Oxy FPS 50 por exemplo, é fundamental para a prevenção dos danos que a luz visível e a luz azul podem causar na pele.

Vale frisar aqui que o Biosole Oxy FPS 50 além de nos proteger contra essas luzes também protege a nossa pele contra os malefícios causados pelos efeitos nocivos da poluição e do ozônio e também da radiação infravermelha.

E por que devemos proteger a pele dessas luzes?

A exposição a essas luzes causa envelhecimento precoce, manchas e outros danos, e esses danos nem sempre se relacionam somente à pele.

Por isso, é importante entender que devemos proteger a pele sempre, e principalmente que devemos fazer isso de maneira correta e eficaz, além disso fazer uso de forma consciente e moderada dos dispositivos eletrônicos é fundamental para na saúde de forma geral.

Qual é o melhor protetor solar clareador de melasma?

Você sabia que os protetores solares podem tratar manchas escuras na pele do rosto? Por conta de sua ação protetora dos raios UV emitidos pelo sol, os protetores solares são capazes de prevenir o surgimento e o agravamento de manchas como as de melasma. E não para por aí, pois o uso diário de um protetor solar clareador consegue tratar as manchas mais profundas, devido a sua ação antioxidante e anti-melasma.

No blog post de hoje você vai conferir qual é o melhor protetor solar clareador do Brasil e quais são seus benefícios, sendo ideal para uma rotina skincare anti-manchas!

O que é melasma?

O melasma é uma condição cutânea muito comum que afeta principalmente as mulheres e resulta em uma superprodução de melanina (o pigmento escuro que dá a cor à nossa pele), caracterizada pela formação de manchas escuras na pele em áreas mais expostas ao sol, como testa, bochechas, lábio superior e queixo.

Por que o melasma aparece?

O Melasma é caracterizado pela superprodução de melanina devido a anos de alta exposição à radiação ultravioleta (UVA, UVB e UVC) emitida pelo sol, sem proteção adequada da pele ou uso de protetores de má qualidade, resultando em danos e deformações do DNA da pele, o que leva à formação de manchas escuras no rosto.

Quais são os graus do melasma?

É importante entender os diferentes tipos de melasma, definidos por graus pelo farmacêutico e especialista em cosmetologia, Dr. Maurizio Pupo. Por meio dessa categorização podemos determinar as ações mais corretas a serem tomadas no tratamento aumentando as chances de clareamento das manchas, pois quanto mais cedo for determinada a extensão do melasma e iniciados os cuidados, mais eficaz será o tratamento.

Melasma Grau 1 é o melasma mais recente, com menos de 1 ano, e com manchas ainda claras e menos profundas, necessitando de tratamento rápido para não evoluir para os graus mais graves. Também chamado de melasma epidérmico, pois as manchas estão localizadas nas camadas mais superficiais da pele.

Melasma Grau 2 é o melasma com mais de 1 ano, com manchas bem visíveis e mais escurecidas e que já não responde bem aos tratamentos comuns. Também chamado de melasma misto, pois as manchas se localizam nas camadas superficial e médias da pele.

Melasma Grau 3 é o melasma com mais de 5 anos, antigo, persistente e com manchas profundas e resistentes aos tratamentos comuns. Também chamado de melasma dérmico, pois as manchas escuras já se localizam na camada mais profunda da pele.

Melasma Grau 4 é o tipo mais grave de melasma, com mais de 10 anos, muito antigo, muito persistente e com manchas muito profundas e muito resistentes aos tratamentos comuns. Também chamado de melasma dérmico grave pois as manchas escuras já se encontram nas camadas mais profundas da pele com grandes depósitos de melanina.

Como funciona o Protetor Solar clareador?

Os protetores solares clareadores funcionam através do bloqueio das radiações UVA e UVB, filtrando e protegendo a pele também contra a luz azul e visível. Além disso, contam com a presença de Vitamina C, Niacinamida e Antioxidantes Fenólicos, como o DIFENDIOX®, nos componentes do produto.

Quando esses três ingredientes agem combinados, temos uma ação clareadora intensa, pois clareia através de três mecanismos clareadores. Essas proteções começam um processo de clareamento da pele, visto que as radiações que causam as manchas estão amenizadas e o protetor está protegendo a pele contra essas radiações. 

Melhor protetor solar anti-melasma e anti-manchas

O melhor protetor solar com ação antioxidante e clareadora do mercado dermocosmético é o Biosole Oxy FPS 50, afinal, ele é desenvolvido com Vitamina C, Niacinamida e DIFENDIOX®, capaz de proteger e tratar manchas escuras na pele do rosto como o melasma, assim como a pele fotoenvelhecida.

A tecnologia DIFENDIOX® é um ingrediente antioxidante de alta eficiência, desenvolvido exclusivamente pela ADA TINA na Itália em cooperação com a Universidade de Pisa, composto por 14 polifenóis concentrados em oleuropeína e hidroxitirosol, esses poderosos antioxidantes ajudam a prevenir e tratar a hiperpigmentação, incluindo as manchas de melasma. Esse ingrediente também protege o colágeno, previne o envelhecimento causado pela radiação solar UVA e UVB e protege a pele dos danos causados ​​pela luz azul e visível.

Benefícios de usar o Biosole Oxy FPS 50

Biosole Oxy 50

O Protetor Solar Clareador com Vitamina C e Niacinamida possui diversos benefícios para a pele do rosto. Confira!

Combate 15 tipos de manchas

Devido a sua potente ação antioxidante e clareadora, o Biosole Oxy combate desde melasmas até manchas pós-inflamatórias.

Possui Niacinamida Clareadora

niacinamida clareadora é um substância química que possui propriedades clareadoras, capaz de clarear as manchas escuras no rosto, inclusive tratando e prevenindo contra o melasma. Além disso, ela também é um agente antioxidante, protegendo a pele contra os danos causados pela radiação solar, prevenindo o câncer de pele e ajudando a tratar o fotoenvelhecimento, garantindo também o efeito anti-idade.

Combate os malefícios da luz azul e luz visível

luz azul e visível nos cerca todos os dias, vinda de fontes como celulares e computadores, que podem estimular a produção de melanina e causar manchas. O Biosole Oxy protege a pele contra esse tipo de radiação.

Combate os malefícios da radiação infravermelha

radiação infravermelha geram grandes quantidades de radicais livres em nossa pele quando estamos expostos ao sol, levando a um processo inflamatório, causando a chamada inflamação subclínica. O Biosole Oxy te protege da radiação infravermelha, prevenindo futuras manchas.

Trata rugas e linhas de expressão

Por conta da vitamina C, o Biosole Oxy possui eficácia antissinais e antirrugas, deixando a pele com menos flacidez e mais saudável e rejuvenescida.

Possui 12 horas de proteção solar

O Biosole Oxy FPS 50 possui a exclusiva tecnologia Solent da ADA TINA, que garante 12 horas de alta proteção solar contra as radiações UVA e UVB, 12 horas de fotoestabilidade e 24 horas de Proteção Anti-Melasma, sem necessidade de reaplicação constante ou retoques.

Livre de substâncias tóxicas

Todos os produtos da Ada Tina são livres de substâncias tóxicas como os parabenos, avobenzona e os óleos minerais, altamente perigosos para a saúde da pele.

Mother Friendly

Por não utilizar substâncias tóxicas, os produtos Ada Tina são completamente seguros e podem ser utilizados por gestantes, trazendo segurança para a mamãe e o bebê.

Produto Vegano

A Ada Tina é uma marca 100% vegana, que não utiliza ingredientes derivados ou testados em animais em seus produtos.

+ Clique aqui e conheça toda a linha de protetores solares da Ada Tina!

DIFERENÇA ENTRE PROTETOR SOLAR MINERAL E ORGÂNICO

A proteção solar é uma das etapas fundamentais para a saúde da pele. Hoje, existem diversos protetores solares no mercado, com diversas funções e características. Porém, há um divisor de águas quando se trata de tipos de filtros solares: os minerais e os orgânicos. Continue lendo esta matéria para saber a diferença entre eles e identificar qual é o melhor para a sua pele!

Diferença entre protetor solar mineral e orgânico

Importância dos protetores solares

Os protetores solares são essenciais em nossa rotina de cuidados com a pele, pois além de nos protegerem das queimaduras solares, eles previnem outros perigos que a radiação solar pode causar em nossa pele, como o melasma, manchas escuras e lentigo solar, fotoenvelhecimento, danos ao DNA, redução da imunidade cutânea, degradação de colágeno, elastina e ácido hialurônico e o câncer de pele.

Diferença entre protetor solar mineral e orgânico

Os filtros solares orgânicos (também chamados de químicos) protegem a pele dos raios solares ao absorver a radiação (UVA e UVB), convertendo-a em radiação de baixa energia, inofensiva à pele, como o calor.

Já os protetores minerais (também chamados de físicos) tem origem natural e aderem à superfície cutânea, refletindo os raios do sol e evitando que os mesmos entrem em contato com a pele, o que poderia levar a queimaduras solares e danos ao DNA. Os protetores solares minerais são indicados para todos os tipos de pele, principalmente para pessoas que necessitam de cuidados específicos, como crianças, gestantes e pessoas com peles sensíveis ou alérgicas a protetores orgânicos

Benefícios do protetor solar mineral

O protetor solar mineral possui uma grande ação protetora da luz azul e luz visível, presentes na radiação solar e também em aparelhos eletrônicos, como smatphones e computadores. Por isso, eles são grandes agentes clareadores de manchas, como o lentigo solar, prevenindo e combatendo o melasma e manchas escuras na pele do rosto.

Apesar de ser altamente recomendado para peles mais sensíveis, como as peles com rosácea, peles sensibilizadas e com sinais de vermelhidão, os filtros minerais são indicados para qualquer tipo de pele, ideal para complementar o tratamento contra manchas escuras e melasma, e para ser utilizado após procedimentos estéticos e dermatológicos, como laser, microagulhamento, peeling, depilação, tatuagem e outros.

Melhor protetor solar mineral

O Soleize Mineral Fps 66 é um protetor solar físico, anti-melasma, efeito matte e toque seco, formulado com filtros minerais e muita alta proteção anti UVA e UVB, luz azul e visível, prevenindo manchas escuras e melasma, com a tecnologia solent de 12h de proteção, sem necessidade de reaplicação constante.

Soleize Mineral Fps 66
Protetor Solar Físico Soleize Mineral Fps 66 Com Cor – 30ml

O Soleize Mineral FPS 66 protege muito mais a pele, pois atua através da dupla proteção de micro partículas minerais que absorvem e refletem os raios solares, mantendo a pele mais protegida por muito mais tempo, indicado para as peles mais delicadas. Além disso, o Soleize Mineral FPS 66 com cor possui a exclusiva tecnologia Solent, que garante 12h de alta proteção solar, sem necessidade de tantas reaplicações, graças à composição exclusiva de filtros solares físicos altamente fotoestáveis de longa duração.

Também é rico em DIFENDIOX®, antioxidante natural, exclusivo ADA TINA, desenvolvido em parceria com a Università di Pisa, na Itália, rico em oleuropeína e hidroxitirosol, poderosos antioxidantes para pele que ajudam a prevenir e tratar as manchas escuras e o melasma grave e resistente, protegendo também o colágeno e prevenindo o envelhecimento da pele.

QUAIS OS PERIGOS DA RADIAÇÃO INFRAVERMELHA PARA A PELE?

Com certeza você já ouviu falar da radiação infravermelha não é mesmo? Essa radiação está presente em nossas vidas mais do que você pensa e estamos sendo expostos a ela diariamente. Mas afinal, de onde a radiação infravermelha surge e quais são os perigos que essa ela pode causar em nossa pele?

Quais os perigos da radiação infravermelha para a pele?

O que é radiação infravermelha?

É um tipo de radiação eletromagnética que faz parte do espectro da radiação solar, como os raios UVA , UVB e luz visível, e que possui uma frequência maior que a da luz vermelha, não sendo encontrado dentro do espectro eletromagnético visível. Por conta disso, a radiação infravermelha não pode ser observada pelo olho humano. 

Porém, por mais que não consigamos vê-la, podemos percebê-la através de suas propriedades de aquecimento. Essa radiação se origina na vibração das moléculas, gerando oscilações nas cargas elétricas dos átomos, que provocam a projeção da radiação e podem ser percebidas através do calor.

Quais os malefícios que a radiação infravermelha causa na pele?

Segundos estudos científicos, a radiação infravermelha por si só possui um baixo poder de causar dano e malefícios em nossa pele. Isso significa que a radiação infravermelha, quando isolada, não provocaria males à nossa pele. Porém, quando nos expomos ao sol, ela potencializa e agrava os malefícios da radiação UVA e UVB, sendo a infravermelha tipo A (IVA), a mais perigosa de todas. 

Os raios infravermelhos são de natureza inflamatória, ou seja, quando nos expomos ao sol, as radiações penetram profundamente em nossa pele, gerando grandes quantidades de radicais livres, que levam a um processo inflamatório. Se esse processo for visível a olho nu, é considerado uma inflamação clinicamente visível, porém, na maioria das vezes, essa inflamação não pode ser vista apesar de existir, a chamada inflamação subclínica.

O que a inflamação subclínica pode causar em nossa pele? Devido a abundante quantidade de radiação solar presente no Brasil, todos nós estamos sujeitos aos malefícios da radiação solar, a menos que estejamos usando bons protetores solares, que duram 12 horas de proteção e não perdem a eficácia ao longo do dia. O sol produz essa inflamação subclínica agravada pela radiação infravermelha e leva a um processo de degradação e destruição das proteínas e substâncias que preenchem a pele, como o colágeno, a elastina e o ácido hialurônico. Quando estamos com nossa pele mesmo que minimamente inflamada, essas substâncias entram em degradação, acelerando o aparecimento de rugas, linhas de expressão, flacidez, perda de firmeza e envelhecimento precoce da pele.

Como tratar os danos da radiação infravermelha?

Os antioxidantes são ótimos no combate aos males da radiação infravermelha. Eles podem ser encontrados de maneira natural, porém, existem diversos produtos dermocosméticos a base de antioxidantes que podem ser aplicados diretamente em nossa pele e adotados em uma rotina skincare. Esses antioxidantes protegem contra os radicais livres, a inflamação subclínica e envelhecimento precoce da pele.

Os antioxidantes tópicos mais poderosos são a vitamina C, o Resveratrol, os Peptídeos Colagênicos, a Niacinamida e o DIFENDIOX®, um blend de 14 polifenóis altamente oxidantes extraídos das olivas da região da Toscana, na Itália. São antioxidantes que devemos aplicar diretamente em nossa pele todos os dias e podem ser encontrados em séruns e protetores solares, que quando aplicados em nossa pele, formam uma defesa direta contra os danos causados pela radiação infravermelha.

Melhores produtos para o tratamento dos danos causados pela radiação infravermelha

A Ada Tina dispõe dos melhores produtos dermocosméticos do mercado, possuindo protetores solares, séruns e hidratantes, que protegem nossa pele das radiações emitidas pelo sol e radicais livres, garantindo uma pele mais jovem, saudável e bonita.

Biosole Oxy FPS 50

O Biosole Oxy FPS 50 é um protetor solar clareador e antioxidante com vitamina C, Niacinamida e DIFENDIOX®, que combate 15 tipos de manchas e possui textura leve, toque seco, 12 horas de proteção solar, que anulam a necessidade de reaplicação constante e 24 horas de proteção anti-melasma, além de ter testes que comprovam sua eficácia no combate aos danos da radiação infravermelha, protegendo a pele da principal causa das manchas e seus fatores agravantes.

Collagen Peptide

O Collagen Peptide é um sérum rejuvenescedor antirrugas com 7 fatores anti-idade concentrados, capazes de reparar profundamente a pele reduzindo rugas, linhas de expressão e marcas da idade, deixando a pele mais clara, firme, homogênea e rejuvenescida. Esse sérum é fundamental para repor o colágeno destruído pela radiação infravermelha.

HYALO 90

E para a hidratação da pele danificada pela radiação infravermelha, temos o HYALO 90, um sérum de ácido hialurônico ultra preenchedor, rico em micropartículas de ácido hialurônico puríssimo, que penetram mais de 90% na pele, associado a Earth Water remineralizante superior a água termal e aos minerais azuis da pedra preciosa malaquita, com 21 minerais antioxidantes para a pele.

8 MITOS SOBRE O MELASMA

Você já deve ter ouvido falar sobre o melasma e suas formas de tratamento. O que você não sabe é que existem muitas mentiras e lendas sobre como cuidar dessa condição. Hoje você vai aprender quais são os mitos e verdades sobre o melasma, confira:

8 MITOS SOBRE O MELASMA

O que é melasma?

É um distúrbio cutâneo resultante da produção excessiva de melanina, que se caracteriza pela geração de manchas escuras na pele nas áreas mais expostas ao sol ou à atividade hormonal, como o rosto. Essa condição é o resultado da exposição excessiva ao sol ao longo dos anos, mas também está ligada à atividade hormonal.

Mitos sobre o melasma

1.       Gravidez causa melasma 

A gravidez não causa melasma. Ela, na verdade, pode agravar um melasma pré-existente, pois o único causador desse tipo de mancha é o sol. Segundo o farmacêutico e especialista em cosmetologia Dr. Maurizio Pupo, quando nós moramos em países ensolarados como o Brasil, a luz solar começa a destruir o DNA das células da nossa pele desde que somos crianças, ou por que não usamos protetor solar, ou porque usamos protetores solares de má qualidade: “Durante o período de gestação, temos o aumento dos hormônios femininos, principalmente o estrogênio. Esse hormônio transforma aquele melasma bem claro ou invisível, que já estava instalado na pele, e o agrava, fazendo então com que as manchas se tornem bastante escuras, dando a falsa sensação que o principal motivo foi a gravidez”, diz o especialista.

2.       A pílula anticoncepcional causa melasma

Pelo fato da pílula anticoncepcional conter o estrógeno, principal hormônio feminino, é um erro comum pensar que ele é um dos causadores dessa condição. Assim como no caso da gravidez, as pílulas contraceptivas podem também agravar um melasma que já existe na pele devido à exposição solar com pouca proteção ao longo dos anos.

3.       Água quente piora o melasma

Outro mito frequentemente espalhado é o de que banhos com água quente podem prejudicar o melasma. Isso é uma inverdade, pois a temperatura da água não aumenta a produção de melanina pelos melanócitos, que são as células que produzem esse pigmento. O vapor quente de água, muito comum em cozinhas, tampouco piora os efeitos do melasma, bem como a própria água quente, não causam e também nem agravam essa categoria de mancha.

4.       Secador de cabelo piora o melasma

Outro erro comum relacionado a temperatura e melasma é o de que o calor emitido pelo secador de cabelo na pele pode causar ou agravar essa condição. Sabemos que muitas pessoas com esse tipo de mancha podem se preocupar com os efeitos de fatores ambientais, como o calor e a temperatura, mas assim como a água quente, o secador de cabelo não emite radiação solar, não tendo impacto nenhum sobre o melasma.

5.       O melasma só atinge mulheres acima de 40 anos

Engana-se quem pensa que o melasma é formado a partir dos 40 anos em mulheres. Pelo fato de morarmos no Brasil, somos constantemente expostos à grandes quantidades de radiação solar desde que somos crianças. “Quando uma mulher chega na faixa dos 20 anos de idade, já pode estar com o DNA da pele bem danificado, deixando visíveis as manchas de melasma desde cedo”, afirma Dr. Maurizio Pupo.

6.       A luz do celular causa melasma

Segundo o Dr. Pupo, as luzes oriundas das telas de celulares e computadores não causam melasma, pois emitem uma radiação de baixa intensidade. Contudo, podem agravá-lo: “A luz azul sozinha não tem o poder para causar danos ao DNA das células da pele e provocar o melasma, mas tem capacidade para escurecer uma mancha que às vezes estava ali, oculta, muito clarinha e imperceptível”, completa.

7.       O peeling funciona para tratar o melasma

Depende. Na maioria das vezes o peeling agride a pele gerando inflamações, e a tendência do melasma é piorar. O ideal é evitar procedimentos agressivos que apresentam risco de inflamação. A solução para tratar o melasma com esses procedimentos é acompanhar o processo com uma boa rotina de skincare, pois os produtos que você usa na sua rotina vão clarear as possíveis manchas formadas ou agravadas por esses procedimentos.

8.       Homens não tem melasma

Os homens podem sim ter melasma. A diferença é que, como o homem tem menos fatores agravantes, o melasma na pele masculina costuma aparecer após os 40 anos. Na pele da mulher, devido a fatores agravantes, pode aparecer a partir dos 20 anos. Também existem casos de homens que tomam hormônios no tratamento de certos tipos de câncer, com mais propensão a adquirir o melasma precocemente.

Produtos indicados para o tratamento do melasma

A Ada Tina possui uma extensa gama de produtos para o tratamento do melasma. Os séruns, associados a filtros solares, são um ótimo meio de clarear as manchas escuras e se proteger contra a radiação solar, prevenindo futuros melasmas.

Opções de clareadores:

O Clarivis TX é um Sérum Ultra Clareador com tripla ação clareadora formulado com Ácido Tranexâmico, Niacinamida e Alfa-Arbutin, indicado para clarear manchas escuras da pele inclusive melasma grau 2 e grau 3, além de manchas de acne e manchas de sol.

Clarivis TX

Outra indicação de sérum é o Clarivis Nia10, um sérum clareador formulado com Niacinamida e Ácido Hialurônico, indicado para clarear manchas escuras da pele, inclusive melasma grau 1.

Opções de protetor solar:

Para garantir a proteção solar e clarear a pele, o Biosole Oxy FPS 50 combate 15 tipos de manchas e possui textura leve, toque seco, além de conter 12 horas de proteção solar e 24 horas de proteção anti-melasma.

Biosole Oxy FPS 50

O Soleize Mineral FPS 66 com cor é outra opção para proteção solar. Ele é um filtro solar físico anti-melasma com efeito matte e toque seco, formulado com filtros minerais e alta proteção anti UVA e UVB, prevenindo manchas escuras e melasma com 12 horas de proteção. Além disso, por possuir cor, ele se adapta aos diversos tipos de pele, homogeneizando seu tom com efeito natural e instantâneo.

+ Confira 10 produtos que ajudam a clarear manchas, inclusive o melasma!

LUZ VISÍVEL E LUZ AZUL: O QUE SÃO E COMO SE PROTEGER?

A luz é composta por ondas eletromagnéticas, formando o espectro eletromagnético. Porém, apenas uma pequena fração destas ondas são percebidas pelo olho humano, essa luz é conhecida como luz visível e dentro dela há a luz azul.

Essas luzes estão muito presentes em nossas vidas diariamente, através da emissão dessas ondas pelo sol. Agora mesmo ao ler este post você está sendo exposto a elas. A realidade é que cada vez mais as pessoas estão utilizando aparelhos eletroeletrônicos como smartphones, computadores, televisores e videogames para fazer todas as atividades do dia-a-dia, tanto no trabalho quanto no entretenimento. Pode ser assustador pensar, mas se refletirmos sobre quanto tempo passamos em frente às telas, perceberemos como precisamos nos proteger destas luzes.

DETALHES DO ANEXO  01_Luz-Azul-x-Luz-Visivel-O-que-sao-e-como-se-proteger

O QUE É LUZ VISÍVEL?

Luz visível, que como o próprio nome já diz, é toda luz que conseguimos enxergar, como a luz do sol, das lâmpadas, dos eletroeletrônicos, entre outras. Ou seja, todas as cores que podemos observar fazem parte do espectro visível.

O QUE É A LUZ AZUL?

Agora que já sabemos o que é luz visível, fica mais fácil compreender que a luz azul é uma parte da luz visível e, como vimos acima, esta parte está presente nesse espectro. Mas onde está a luz azul? Ela é encontrada em todos os aparelhos eletroeletrônicos e também nas lâmpadas de led e incandescentes.

LUZ AZUL CAUSA MANCHAS E MELASMA NA PELE?

A luz azul possui características muito parecidas com a radiação UVA, tendo um alto poder de penetração, atingindo até mesmo as camadas mais profundas da pele (Derme). Por ter estas características, a luz azul pode sim estimular a produção de melanina e agravar manchas e melasma.

LUZ AZUL E VISÍVEL CAUSA ENVELHECIMENTO DA PELE?

Como já percebemos, a luz azul consegue penetrar até a derme, estimulando o melanócito a aumentar a produção de melanina (pigmento que dar a cor à pele, cabelos, olhos e pelo), agravando manchas e o melasma. Além do mais, a luz azul também estimula a produção de radicais livres, intensificando a destruição do colágeno, acelerando o fotoenvelhecimento precoce da pele e ocasionando, por exemplo, a formação de rugas, linhas de expressão e flacidez.

PROTETOR SOLAR FÍSICO COM COR É A MELHOR OPÇÃO?

Nem todos os protetores solares com cor conseguem proteger sua pele da luz azul. É necessário avaliar a qualidade dos filtros presentes nestes produtos.

Soleize Mineral FPS 66 da Ada Tina é um protetor solar desenvolvido com filtros 100% minerais (filtros físicos) de amplo espectro que, além de possuir uma cor adaptável para todos os tons de pele, ele promove uma alta proteção contra as radiações UVA e UVB.

https://blog.adatina.com/luz-azul-causa-manchas-escuras-na-pele/

Soleize Mineral FPS 66 possui Duplo Antioxidante com Vitamina E + o poderoso DIFENDIOX® – potente complexo de antioxidantes extraídos das olivas da Itália – dois antioxidantes naturais que protegem o DNA celular, diminuindo os sinais de envelhecimento, protegendo também a pele dos danos causados pela luz azul e visível, pois impedem a produção de radicais livres de modo eficiente. Isso tudo com a exclusiva Tecnologia Solent que oferece proteção solar por 12 horas, dispensando a necessidade de diversas reaplicações ao longo do dia.

LUZ VISÍVEL: PODE CAUSAR MANCHAS E MELASMA?

Você já se perguntou se as fontes de luz visível causam danos para sua pele, tais como as fontes solares? A ADA TINA responderá essa e outras dúvidas através deste blog post que está repleto de informações úteis e necessárias.

Já é conhecimento geral que os cuidados com os raios solares previnem doenças dermatológicas e manchas como o melasma, tudo isso por meio de protetores solares e linhas de produtos específicos ao cuidado da pele. Porém, sempre fica a dúvida: a radiação artificial é capaz de oferecer riscos à saúde cutânea?

Venha conosco descobrir se existem outros tipos de radiação prejudiciais à pele, além disso, saber se a luz azul ou visível conseguem causar o envelhecimento precoce, manchas, além de outras doenças: entenda mais sobre o assunto a seguir!

Luz visível: afinal de contas, o que é?

Para entender melhor a luz visível, basta um olhar atento às fontes luminosas que nos cercam pois, além da radiação solar, que oferece claridade aos dias e torna objetos visíveis, outras 60% não podem ser observadas.

Quanto as luzes que podem ser vistas, sejam através dos raios solares, luminárias, aparelhos smartphones e demais telas, nas quais estamos diariamente expostos, é fundamental que existam proteções específicas como aquelas amplamente divulgadas em relação ao sol e os efeitos dermatológicos que ocorrem ao longo das estações.

Assim como a fonte solar, as radiações artificiais atingem as células epiteliais, causando reações em nossas peles e organismos, desde as necessárias à vida, como os processos regulatórios de sono e produção hormonal, quanto as que, com ausência de proteção adequada e por longos períodos, podem ocasionar diferentes tipos de melasma.

Como ela afeta a pele?

Especialistas apontam para o valor energético médio presente na luz visível, capaz de alcançar as camadas intermediárias da derme, região em que podem ser desencadeadas diversas alterações à saúde dermatológica, tais quais a formação de radicais livres responsáveis por pigmentação irregular da pele e o seu envelhecimento precoce.

O farmacêutico professor e especialista em cosmetologia Dr. Maurizio Pupo, nos conta ainda que a radiação artificial influencia a produção de melanina na derme, a qual, quando de forma excessiva, ocasiona melasma.

Assim como a exposição da pele aos raios de luz solar em grande escala, as alterações hormonais ocasionadas ao longo da gravidez e os medicamentos de efeito anticoncepcional, manchas comprovadamente podem ser estimuladas através das fontes visíveis de luz azul.

Radiação artificial e melasma

Luz Visível e Melasma na Pele

Agora que reconhecemos o quanto esta radiação é extremamente prejudicial para a saúde dermatológica a longo prazo, qual a relação dessa radiação com o surgimento e agravamento do melasma?

Dr. Maurizio Pupo nos conta que a luz visível contém comprimento de onda azul, um potente estimulante na produção de melanina pelos melanócitos. Então, quando expostos à claridade intensa, seja ao andar na rua, dentro do carro, ou em escritórios com lâmpadas fluorescentes, o excesso de estímulo à produção de melanina escurece focos na pele, agravando manchas já existentes e contribuindo para a formação de outras.

Sendo assim, a proteção nesses casos é necessária para prevenção de melasma. É essencial utilizar em uma rotina de cuidados, um protetor solar com ao menos 12 horas de proteção, mas atente-se: os filtros solares comuns não protegem contra a luz visível, vários estudos comprovam que o ideal nestes casos é o protetor solar com antioxidantes em sua formulação ou protetor solar com cor.

Como proteger a pele da luz azul?

Além do protetor solar com cor possuir alta cobertura, possibilitando proteção à radiação artificial, ele oferece a opção de contribuir com a estética, cobrindo imperfeições na pele e a protegendo dos efeitos nocivos da luz azul.

Desta forma, melasmas, doenças dermatológicas e o indesejado envelhecimento precoce é prevenido: quer conhecer também sobre como a poluição do ar pode causar envelhecimento precoce na pele? Preparamos um blog post especial para você, confira!

Qual protetor protege contra luz visível?

A ADA TINA possui opções de protetores solares antioxidantes e também com cor, adequados para cada tipo de pele, desde as com características mais secas até as mais oleosas, oferecendo 12 horas de alta proteção solar.

Conheça o Biosole BB FPS 60, um protetor solar com cor que previne contra os efeitos da luz visível e possui ação antioxidante, protegendo o colágeno da pele e impedindo a sua degradação, além disso, ele é capaz de prevenir manchas e atenuar as já existentes.

Confira também o Biosole Oxy FPS 50, com inclusão de vitamina C, niacinamida e polifenóis da oliva em sua formulação, que protege o colágeno da pele, mantendo-a mais firme, prevenindo e tratando tanto as manchas quanto o envelhecimento ao longo do tempo.

O Soleize Mineral FPS 66 com cor é um protetor solar físico anti-melasma com efeito matte e toque seco, formulado com filtros minerais e muito alta proteção anti UVA e UVB, luz azul e visível, prevenindo manchas escuras e melasma com 12 horas de proteção.

Garanta hoje mesmo muito mais cuidado e praticidade ao seu dia a dia, através de protetores solares que são referência no mercado e esteja atento aos conteúdos especialmente preparados para você aqui no Blog!

MELASMA: 5 PROTETORES SOLARES PARA VOCÊ ESCOLHER

Nós já falamos bastante do melasma por aqui, certo? Ele atinge milhares de mulheres e pode ser agravado pela falta de alguns cuidados com a pele do rosto. Conversamos com o Farmacêutico Especialista em Cosmetologia Dr. Maurizio Pupo, e separamos as principais dicas para se prevenir contra manchas de pele e controlar o melasma.

Existe um tipo de protetor solar específico para minimizar e controlar o melasma?

Existem protetores mais eficazes tanto para prevenir como para tratar o melasma. O ponto principal é que eles tenham uma proteção solar prolongada, ou seja, 12 horas de proteção, evitando a necessidade de reaplicações ao longo do dia e mantendo a pele protegida a maior parte do tempo. Além disso, é muito importante que possuam um FPS alto para bloquear o máximo possível da radiação solar (UVA e UVB) que afeta a pele, e isso é muito importante, pois como nós sabemos, o sol é uma das principais causas do melasma.

O Especialista em Cosmetologia Dr. Maurizio Pupo lembra também que um protetor solar com Vitamina C e Niacinamida faz toda a diferença no tratamento e prevenção do melasma, pois são potentes clareadores e antioxidantes com ação antimanchas que, quando usados em conjunto, potencializam os resultados do clareamento.

Protetor solar com cor otimiza a proteção contra o melasma

O protetor solar com cor é capaz de otimizar a proteção contra o melasma, pois ele contém pigmentos coloridos que bloqueiam a luz azul e luz visível, agindo como um escudo e refletindo-as de volta para o ambiente, evitando que elas penetrem na pele. A luz azul, aquela presente no celular, televisão, computador, e também emitida por todos os tipos de lâmpada e principalmente pelo so, é uma das grandes causas do melasma, ou seja, todo local que tiver claridade, a luz azul e visível está presente.

O que é o Melasma?

melasma é um tipo de mancha escura na pele, com mais de um centímetro, que surge geralmente em regiões do rosto como bochechas, queixo, buço ou testa. Isso acontece pois essas são as áreas do corpo que mais expomos ao sol e ela ocorre quando há uma superprodução de melanina nessas regiões, causada pelos danos induzidos pela exposição solar excessiva.

O melasma pode ser desencadeado por diversos fatores, entre eles a exposição ao sol sem proteção durante muito tempo ao longo da vida, fatores hormonais e também predisposição genética.

Proteção contra luz azul e luz visível

Conforme explica o Dr. Maurizio Pupo, a proteção contra a luz azul e luz visível pode ser feita de duas maneiras. A primeira é a maneira tradicional com o bloqueio das radiações, que é feita através do uso de protetores solares, principalmente os com cor, assim evitando a penetração dessas luzes na pele, afinal, o protetor solar com cor contém pigmentos coloridos e agem como uma proteção contra a luz azul e luz visível, refletindo-as de volta para o meio ambiente assim que incididas sobre a cor.

A segunda maneira é através do uso de antioxidantes potentes, pois quando a luz azul e luz visível penetram na pele, elas induzem a formação de uma grande quantidade de radicais livres, que estimulam a produção de melanina e causam melasma, manchas escuras na pele, além da destruição do colágeno da pele. Com um protetor solar rico em antioxidantes, é possível neutralizar a luz azul e luz visível, assim combatendo o malefício e o efeito delas quando chegam a penetrar na pele. Os antioxidantes são como um antídoto contra os radicais livres produzidos pela ação da luz azul e luz visível e potencializam os resultados quando aliados ao uso do protetor solar.

5 Melhores protetores solares para melasma:

Separamos os principais protetores solares da ADA TINA para que você conheça melhor e não tenha mais dúvidas em relação ao melhor tratamento para prevenir e controlar o melasma.

1. Protetor Solar Clareador Biosole Oxy FPS 50 Vitamina C e Niacinamida

O Biosole Oxy FPS 50 é um protetor solar desenvolvido especialmente para proteger e tratar a pele com melasma, pois contém Vitamina C e Niacinamida, capaz de combater 15 tipos de manchas, além das 12 horas de proteção solar e 24 horas de proteção anti-melasma, possuindo também uma textura leve, o que facilita a sua aplicação, tornando a pele mais clara, iluminada e rejuvenescida a cada dia de uso.

2. Protetor Solar com Vitamina C e Niacinamida Clareador Pure C FPS 50

Protetor Solar com Vitamina C e Niacinamida Clareador Pure C FPS 50 - 50ml
Protetor Solar com Vitamina C e Niacinamida Clareador Pure C FPS 50

O Pure C FPS 50 possui em sua formulação alta concentração de Vitamina C estabilizada, Niacinamida e DIFENDIOX® (um blend de 14 polifenóis das olivas italianas). Além disso, ele tem ação clareadora e pode inclusive ser utilizado a noite, além de proteger durante 12 horas contra a radiação UVA, UVB e contra ação da luz azul e luz visível.

3. Protetor Solar Alta Proteção Antimanchas Normalize Hydra Comfort FPS 90

Protetor Solar Alta Proteção Antimanchas Normalize Hydra Comfort FPS 90 – 40ml

O Normalize Hydra Comfort FPS 90, é um protetor solar com FPS alto que possui ótima espalhabilidade, sendo ideal até para peles sensíveis, conferindo proteção antimanchas e antienvelhecimento, prevenindo também contra as linhas de expressão, flacidez e câncer de pele. Sua pele muito mais protegida com altíssima proteção solar de longa duração contra as radiações UVA e UVB, e o melhor: com 12 horas de proteção, evitando a necessidade de reaplicações ao longo do dia.

4. Protetor Solar Fluido Biosole Fluid FPS 90 Anti Manchas

Protetor Solar Fluido Anti-Melasma Biosole Fluid Fps 90
Protetor Solar Fluido Anti-Melasma Biosole Fluid Fps 90

O Biosole Fluid FPS 90 é um protetor solar com FPS alto e textura fluida, que confere 12 horas de altíssima proteção solar (UVA e UVB), com alta resistência à água e ao suor, deixando a pele muito mais protegida, clara e iluminada a cada dia de uso. Além disso, ele possui DIFENDIOX®, potente antioxidante, exclusivo e patenteado pela ADA TINA, com uma combinação sinérgica de 14 polifenóis antioxidantes, que tratam e previnem manchas na pele, principalmente o melasma, além de proteger o DNA e reduzir os sinais do envelhecimento causados pela Luz Azul e Luz Visível, deixando a pele mais clara, com maior firmeza e elasticidade, mantendo-a muito mais protegida contra manchas escuras no rosto.

5. Protetor Solar Fluido Com Cor Biosole Fluid Sun Color Defense FPS 98

E para finalizar a nossa lista de protetores, apresentamos o Biosole Fluid Sun Color Defense FPS 98, um ultra protetor solar fluido com cor que uniformiza instantaneamente a pele, proporcionando cobertura natural das manchas e das imperfeições com toque seco. Ele é rico em DIFENDIOX®, potente antioxidante, exclusivo e patenteado pela ADA TINA. Além disso, combate fortemente os malefícios da luz azul e luz visível, ajudando a clarear o melasma e as manchas escuras da pele, deixando-a mais jovem, iluminada e muito mais protegida com 12 horas de proteção solar altíssima contra as radiações UVA e UVB.

Para Reforçar a Defesa da Pele Contra o Melasma com alta cobertura

Base Líquida Serum Anti-Melasma Bio.Identique Fps 75 Cor Miele
Base Líquida Serum Anti-Melasma Bio.Identique Fps 75 Cor Miele

Pensando sempre em potencializar os resultados da proteção solar e prevenção contra o melasma, a ADA TINA lançou o BioIdentique FPS 75, uma base líquida matte em sérum com alta cobertura e anti-melasma, contando ainda com uma alta proteção solar FPS 75. Formulado com DIFENDIOX® antioxidante, o BioIdentique foi desenvolvido para peles com melasma, manchas escuras e imperfeições, com toque seco e matificante. Além disso, ele também possui 12 horas de alta proteção solar contra as radiações UVA e UVB, além de proteger também contra a luz azul e a luz visível.

+ Conheça também 10 produtos que clareiam manchas e melasma

Dicas de Cuidados para Prevenir o Melasma

Para prevenir o melasma, o ideal é afastar-se do sol. Nos momentos em que se expuser, é preciso estar corretamente protegido, utilizando protetores solares que bloqueiam a radiação, conforme já citamos anteriormente, e com 12 horas de proteção solar, o que faz com que durem o dia todo e evita as reaplicações, que podem ser esquecidas, diminuindo assim a eficácia da proteção nesses casos. Além disso, optar por produtos cosméticos que contenham Vitamina C, Niacinamida e antioxidantes fazem com que os resultados sejam potencializados e você também protege a sua pele contra a ação dos radicais livres.

O Dr. Pupo frisa que é muito importante utilizar o protetor solar em todos os dias do ano, independente da estação, e mesmo em dias nublados ou ambientes fechados. Isso porque a luz azul e luz visível sempre estão presentes nos ambientes com claridade, além de telas de celulares, computadores, televisão, entre outros. E assim como os raios UVA e UVB, a luz azul e luz visível são prejudiciais à saúde da nossa pele.

Lembrar de aplicar o protetor solar nas regiões muitas vezes esquecidas também é muito importante, como pescoço, nuca, orelhas, colo, braços, e mãos (principalmente para quem dirige), pois são regiões que estão sempre muito expostas e suscetíveis ao envelhecimento precoce e ao câncer de pele, e é essencial lembrar de protegê-las, além do rosto é claro.

Seguindo essas dicas, você manterá uma pele protegida, mais jovem e iluminada, evitando o envelhecimento precoce e surgimento de melasma. Cuide-se bem e abuse do protetor solar!

MELASMA: 5 MELHORES PROTETORES SOLARES PARA VOCÊ ESCOLHER | DR. MAURIZIO PUPO

Saiba tudo sobre Protetor Solar e como utilizá-lo corretamente

Tudo sobre Protetor Solar e como utilizá-lo corretamente

Saiba tudo sobre Protetor Solar e como utilizá-lo corretamente

Sabemos que o protetor solar é um produto essencial para manter a sua pele bonita, protegida e saudável, não só no verão, mas em todas as estações do ano. Porém, muitas vezes surgem dúvidas sobre como utilizá-lo corretamente. Pensando nisso, trouxemos algumas dicas especiais para você.

Protetor Solar: Mitos e Verdades

O protetor solar é indispensável na rotina de cuidados com a pele e já faz parte do dia-a-dia de muitos. No entanto, seu uso é rodeado de mitos. Conversamos com o Dr. Maurizio Pupo, e vamos responder as principais perguntas, desmistificando algumas questões sobre o protetor solar, para que todos saibam como utilizá-lo corretamente.

É preciso utilizar o Protetor Solar mesmo em ambientes fechados?

Provavelmente você já se fez essa pergunta, certo? Parece não fazer muito sentido, pois muitas pessoas pensam que apenas quando se expõe ao sol é necessário se proteger. Mas não se engane, é preciso utilizar proteção solar sim! O protetor solar deve ser utilizado todos os dias, mesmo em ambientes fechados. Isso por que, a luz visível vinda de aparelhos eletrônicos e luzes artificiais são extremamente prejudiciais, pois elas aceleram o envelhecimento e também podem causar manchas na pele. O protetor solar ideal para a proteção contra esse tipo de luz é o protetor solar com cor, que protege tanto contra as radiações UVA e UVB, quanto contra a luz azul e luz visível, além de protetores solares com potentes antioxidantes que combatem os malefícios associados à esse tipo de luz .

Como fazer o bronzeado durar por mais tempo?

Esse é um assunto bem delicado e controverso pois a maioria das pessoas se expõe ao sol excessivamente, o que não é o ideal. Conforme explica o farmacêutico especialista em cosmetologia Dr. Maurizio Pupo, embora a moda do bronzeado seja muito prejudicial à pele e esteja relacionada ao aparecimento de manchas escuras, melasma, rugas, flacidez e o temido câncer de pele, uma maneira de fazer a cor do bronzeado durar mais tempo é se expor ao sol por um curto período e de preferência nas primeiras horas do dia, no máximo até as 10 horas da manhã. Sempre com muita atenção e utilizando o protetor solar com a proteção adequada para a sua pele.

Qual a Proteção Solar ideal para crianças?

As crianças precisam de proteção solar também, pois quanto antes proteger a pele dos malefícios do sol, menores são as chances de ter problemas com isso no futuro. Quanto ao fator, o FPS 30 é o mais indicado, pois ele já bloqueia 95% da radiação solar. Além disso, o ideal é que o produto possua uma textura bem hidratante, pois na infância a pele é mais delicada, e também que essa proteção seja prolongada, ou seja, que o protetor solar possua 12 horas de proteção, assim não se faz necessário aplicar o produto várias vezes ao dia (o que é difícil controlar no caso das crianças).

O Protetor Solar pode ressecar a pele ou deixá-la mais oleosa?

É importante lembrar que, os protetores solares não vão ressecar a pele, pois não apresentam, em sua maioria, ingredientes agressivos à hidratação da mesma. Porém, conforme orienta o farmacêutico especialista em cosmetologia Dr. Maurizio Pupo, é importante se atentar ao tipo de pele para escolher um produto adequado. Para peles oleosas por exemplo, o ideal é utilizar produtos com toque seco, já para as peles secas é necessário um protetor solar com textura mais hidratante e confortável.

Qual a diferença entre o Protetor Solar para o corpo e Protetor Solar facial?

As principais diferenças do protetor solar corporal comparado ao protetor solar utilizado na face, é em relação a espalhabilidade. Enquanto o produto para o corpo espalha melhor e é à prova d’água (por conta de seu uso frequente em praias e piscinas), a textura do protetor solar facial é mais hidratante e agradável para a aplicação, sendo menos oleosa e contendo também outros benefícios adicionais não necessários no protetor solar para o corpo, como o combate às rugas, melasma, poluição e ação antioxidante . Conforme lembra o Dr. Maurizio Pupo, para o corpo, um produto com ação antioxidante já bastaria.

Existe uma textura ideal para o Protetor Solar?

A escolha da melhor textura depende para cada tipo de pele, é importante atentar-se e escolher a proteção ideal para a sua. Em peles oleosas por exemplo, o ideal é utilizar produtos com toque seco, já nas peles secas, uma textura mais hidratante é indicada. Em caso do uso de maquiagem, é preferencial aquela textura mais sedosa (que lembra o efeito primer). E no caso de peles com imperfeições, é bacana utilizar um protetor solar com textura mais aveludada e com toque seco, ação anti-imperfeição e anti-manchas.

É necessário reaplicar o Protetor Solar mesmo se ele for resistente à água?

Sim, aplicar e reaplicar o protetor solar é ideal para sua eficácia. Os protetores resistentes à água devem ser reaplicados sempre que a pessoa mergulhar, pois após esse contato com a água ele perde grande parte da sua eficiência em proteger a pele. O ideal é utilizar um protetor solar com 12 horas de proteção , assim ele tem maior durabilidade e não é necessário reaplicar ao longo do dia na rotina (em que não há contato com a água e também com o suor).

O Protetor Solar deve ser aplicado quanto tempo antes de se expor ao Sol?

De acordo com a orientação do Dr. Maurizio Pupo, o protetor solar deve ser aplicado de 20 a 30 minutos antes da exposição ao sol, esse é o tempo que leva para que o protetor solar se deposite na pele de maneira adequada, e possa protegê-la contra as radiações solares UVA e UVB de maneira eficiente.

O Protetor Solar com Cor protege melhor em relação aos outros?

Tanto o protetor solar convencional, quanto o protetor solar com cor são capazes de proteger corretamente de acordo com o FPS escolhido. A diferença entre eles, é que o protetor solar com cor protege contra a luz azul e a luz visível formando uma barreira física que bloqueia a passagem desta luz.

O tom de pele influencia na escolha do FPS do Protetor Solar?

Sim. Todas as pessoas devem utilizar, no mínimo, um protetor solar com FPS 30. O que acontece é que, uma pele clara possui maior sensibilidade à radiação solar, por conta da menor quantidade de melanina (que atua como uma proteção natural para a pele). Já as pessoas de pele morena possuem melanina em maior quantidade, o que as torna mais resistentes à radiação solar, não se fazendo necessário o uso de fator de proteção tão alto quanto o utilizado por pessoas de peles mais claras, ou seja, quanto mais clara a pele, maior deve ser o FPS.

O Protetor Solar com Cor pode deixar a pele protegida e uniforme?

O protetor solar com cor é uma opção bem prática, pois protege a pele contra as radiações UVA, UVB, luz azul e luz visível, além de uniformizar e disfarçar imperfeições, substituindo uma base na maquiagem, ideal para o dia-a-dia. Além disso, muitos possuem outros ativos que tratam a pele enquanto protegem, como por exemplo o Biosole BB CAKE FPS 70 que possui ácido hialurônico de baixo peso molecular preenchedor, que tem ação anti-envelhecimento, previne contra rugas e estimula a síntese de colágeno melhorando a firmeza da pele.

É possível tratar e proteger a pele com um único produto?

Sim, com certeza! Assim é possível até mesmo economizar em alguns produtos e facilitar a sua rotina de cuidados com a pele. Hoje em dia, existem diversos protetores solares com múltiplos benefícios que tratam a pele além de somente proteger contra os raios solares. Um exemplo disso, é o Pure C FPS 50, um protetor solar com Vitamina C para o rosto e Niacinamida que clareia as manchas na pele, trata o melasma e ainda possui eficácia anti-idade, antissinais e rejuvenescedora.

Existe Protetor Solar com ação antienvelhecimento?

Com certeza sim, a proteção solar já é capaz de proteger a pele contra o surgimento dos sinais da idade. Mas você já pensou em utilizar um produto que previna ainda mais e minimize os sinais já existentes? Pois saiba que existe sim! A ADA TINA possui mais um produto para indicar nesses casos, o Biosole AV FPS 50 que além de proteger contra os raios solares, possui ação anti-idade e antioxidante que promove a proteção do colágeno tipo I e III prevenindo o envelhecimento da pele e mantendo-a sempre jovem, uniforme e protegida.

5 Motivos para Usar Vitamina C na Pele

Benefícios da Vitamina C para a Pele

5 Motivos para Usar Vitamina C na Pele

A vitamina C, ou ácido ascórbico, é um dos ingredientes mais utilizados nos tratamentos dermocosméticos para redução de rugas, rejuvenescimento da pele, tratamento do melasma, dentre outros, sendo amplamente difundida e utilizada nestes produtos com esta finalidade: clareadores de pele, antirrugas, antissinais e anti-idades em geral.

Além de possuir diversos mecanismos de ação a Vitamina C também possui múltiplas ações contribuindo para a homeostase e regeneração dos tecidos do nosso corpo, em particular dos tecidos ricos em colágenos, como a pele e as cartilagens desempenhando um papel essencial para formação e estabilização adequadas das proteínas de colágeno da pele, que são as proteínas mais abundantes no corpo humano tendo um forte impacto na composição, estrutura e características biomecânicas da matriz extracelular da pele.

A seguir estão 5 motivos para inserir a Vitamina C na rotina de cuidados com a pele para mantê-la jovem e saudável e também para prevenir e remediar danos associados ao envelhecimento cutâneo.

VITAMINA C PURA PROTEGE A PELE DOS DANOS DAS RADIAÇÕES UVA E UVB

Segundo um estudo publicado pelo British Journal of Dermatology, a vitamina C, ou ácido ascórbico, protege a pele contra os danos da radiação UVB e UVA e contra o eritrema induzido pelos raios solares, comprovando e embasando o aconselhamento profissional para o uso da vitamina C de dia também, além das tradicionais aplicações noturnas recomendadas durante os tratamentos da pele envelhecida e tratamento das manchas escurecidas.

O estudo foi realizado a partir da aplicação de uma solução de 10% de ácido ascórbico, vitamina C pura, na pele da região dorsal antes da exposição a uma fonte mimética de radiação UV.

Para a detecção da proteção contra a radiação UVB, a exposição foi feita por 30 minutos após aplicação diária da solução de vitamina C pura por 1 semana.

Para a detecção da ação antieritema, antivermelhidão, a exposição ao UVB foi feita após aplicação diária por uma semana e uma aplicação 30 minutos antes da solução de vitamina C.

Já para a detecção da proteção UVA a exposição foi feita após três dias de aplicação diária da solução de vitamina C pura, uma aplicação uma hora antes da exposição e outra aplicação 30 minutos após a exposição.

ESTUDO COMPROVA QUE A VITAMINA C PROTEGE A PELE DOS DANOS SOLARES

Os cientistas observaram que na região tratada com vitamina C pura, após a irradiação, houve uma diminuição de 38% de sunburn cells – células marcadoras do dano UV – (células basais disceratolíticas – células com nível de queratinização anormal presentes em peles com danos resultantes da exposição ao UVB), diminuição no marcador de eritrema (fluxo sanguíneo cutâneo) em 51,89% e diminuição 57,72% das sunburn cells após irradiação UVA.

Sendo assim os cientistas concluíram que a vitamina C pura, ou ácido ascórbico, a 10% protege a pele contra os danos causados pela radiação UVB e UVA incluindo danos celulares e eritrema.

Isso nos dá total embasamento para recomendar o uso da vitamina C dia e de noite, não apenas como tratamento anti-idade, antissinais e tratamento do melasma, mas também por sua ação protetora solar antienvelhecimento e antioxidante para a pele do rosto.

VITAMINA C AUMENTA A PRODUÇÃO DE COLÁGENOS TIPO 1 E TIPO 3 NA PELE

A vitamina C, ou ácido ascórbico, já é amplamente utilizada em dermatologia para tratamento da pele envelhecida e foto envelhecida, tratamento do melasma, por suas propriedades clareadoras da pele e também de rugas devido à sua capacidade de estimular a produção de colágeno da pele facilitando a hidroxilação dos aminoácidos lisina e prolina em suas formas hidroxiladas.

Uma pesquisa publicada no Journal of Dermatological Science revela, no entanto, que o ácido ascórbico aumenta a produção de colágeno tipo 1 e 3 na pele também via modificação da expressão genética de genes relacionados à síntese de colágenos dérmicos, aqueles encontrados na pele humana.

Vitamina C Aumenta a Produção de Colágeno Via Estimulação Genética

O estudo foi realizado in vitro com a aplicação de 100 microgramas de vitamina C pura, ácido ascórbico, em fibroblastos dérmicos humanos por 3 dias para avaliação da máxima indução de produção de diferentes tipos de colágenos da pele, em especial os colágenos tipo 1 e tipo 3, principais tipos de colágeno encontrados na pele humana.

Ao final do período de estudo os cientistas constataram que a adição de 100 microgramas de ácido ascórbico, vitamina c pura, aumentou significativamente a atividade transcricional dos genes Pro alfa 1 e Pro alfa 3 responsáveis pela síntese dos colágenos tipo 1 e 3, respectivamente.

Vitamina C para a Pele Aumenta a Produção e o Teor de Colágeno Dérmico

Sendo assim, os cientistas concluíram que ácido ascórbico aumenta a produção de colágenos do tipo 1 e 3 em fibroblastos humanos após mínima exposição. Isso justifica a utilização da vitamina C para a pele do rosto e comprova sua eficácia nos tratamentos antissinais e tratamentos antirrugas além dos já conhecidos efeitos da vitamina C no tratamento do melasma, ação antioxidante, antipoluição e protetor solar, dentre outros.

Vitamina C Protege a Pele dos Malefícios da Luz Azul e Luz Visível

O estudo foi realizado com 31 voluntários, homens e mulheres, com idades entre 18 e 50 anos que receberam irradiação solar artificial simulando as radiações UVB, UVA e luz visível (maior que 460 nm), sendo que a luz azul é parte da luz visível, durante os dias 8 a 11, após a aplicação de um produto com vitamina C (em concentrações de 10%, 7%, 5% e 3%) e um placebo durante 7 semanas, 5 dias por semana, para avaliar a eficácia da vitamina C como protetora dos danos causados pelas respectivas radiações.

Segundo os resultados obtidos na região tratada com 10% de vitamina C, após a irradiação, 85% dos voluntários apresentou uma redução significativa na relação entre a coloração da pele antes e depois da exposição às radiações, apresentando menores diminuições quanto menores as concentrações de vitamina C (dose-dependente).

Protetores Solares com Vitamina C Previnem Manchas no Rosto

Sendo assim, tomando-se por base os resultados obtidos no estudo acima podemos concluir que a Vitamina C a 10% pode realmente ajudar a prevenir e tratar a pigmentaçãomanchas escuras na pele – induzida pelas radiações UVA, UVB e Luz Azul e Luz Visível quando aplicada antes da exposição ao sol fazendo com que os protetores solares com vitamina C sejam os produtos de escolha para as peles com melasma e prevenção de manchas escuras no rosto.

A Vitamina C pode beneficiar as peles oleosas e com Acne

Uma grande novidade no uso da Vitamina C e sua aplicação em produtos cosméticos está na sua aplicação em peles oleosas, não apenas pelo sensorial do produto acabado, mas pelo seu potencial em reduzir a secreção sebácea e consequentemente reduzir a oleosidade cutânea.

Um recente estudo publicado no Drug Research revelou que a Vitamina C além de ser um excelente antioxidante capaz de trazer inúmeros benefícios para a pele pode também beneficiar os indivíduos com peles mais oleosas.

No estudo um grupo de vinte voluntários foi instruído a aplicar durante um período de noventa dias e em cada lado da face um produto contendo diferentes tipos de Vitamina C para pele – hidrofílica ou lipofílica. Ao final do período de tratamento e utilizando-se uma técnica não invasiva de sebumetria foram medidas as secreções sebáceas de ambos os lados da face.

A Vitamina C reduz a oleosidade, o sebo da pele e a acne

Segundo cientistas além de boa atividade antioxidante os produtos com Vitamina C foram capazes de reduzir a produção de sebo e reduzir a oleosidade da pele quando comparado a um grupo controle que utilizou formulações placebo. Ainda segundo os cientistas a Vitamina C pode, portanto, ser utilizada como suplementação tópica para peles oleosas e com hipersecreção sebácea reduzindo a oleosidade cutânea, o número de lesões acneicas e melhorando a aparência da pele.

Vitamina C: Poderoso anti-idade com ação nas células-tronco da pele

Pesquisas mostram que a vitamina C atua em muitos outros benefícios para a pele. Os fatores de transcrição e as moléculas de sinalização são reguladores bem conhecidos da identidade e do comportamento das células-tronco, mas o que ainda não se sabia era que a vitamina C contribui para esta complexa rede de estímulos das células-tronco da pele.

Estudo comprova que vitamina C ativa células-tronco da pele

Pesquisadores do Instituto de Genética e Biofísica ‘A. Buzzati-Traverso’ de Nápoles, Itália, revisaram as principais funções da vitamina C e seus efeitos nas células-tronco. Eles avaliaram a atividade da vitamina C como cofator de enzimas dioxigenases Fe+2/αKG (enzimas catalisam a hidroxilação de diferentes substratos biológicos localizados em compartimentos celulares específicos), que regulam os sinais epigenéticos, o estado redox e a composição da matriz extracelular.

Os pesquisadores demonstraram que, atuando como cofator de enzimas colágeno prolilhidroxilases no retículo endoplasmático, a vitamina C regula a composição da matriz extracelular e a homeostase de colágeno da pele e de outros tecidos, e desempenha um papel fundamental na diferenciação de células-tronco mesenquimais para células funcionais de tecidos ricos em colágeno.

Além disso, no núcleo, a vitamina C aumenta a atividade das enzimas DNA e histonadesmetilase, melhorando a reprogramação de células somáticas e conduzindo células-tronco embrionárias para um estado pluripotente. Portanto, a vitamina C se mostrou capaz de modificar simultaneamente o perfil de expressão de genes/epigenética quanto a matriz extracelular (microambiente) das células-tronco da pele.

Vitamina C estimula síntese de colágeno da pele estabilizando mRNA

A vitamina C promove a transcrição de genes de colágeno e aumenta a estabilidade do mRNA (RNA mensageiro) de colágeno em muitas linhas celulares diferentes, incluindo os fibroblastos a pele. Pesquisas mostram que a vitamina C pode contribuir para manter uma pele saudável alterando o perfil de expressão demais de 250 genes em fibroblastos da pele.

Matéria Publicada em 29/06/2020
Por Dr. Maurizio Pupo

Sugestões de produtos Ada Tina com Vitamina C para o Rosto:

Vitamina C Clareadora C 20 Serum – 30ml

Vitamina C Clareadora C 20 Serum – 15ml e 30 ml: C 20 Serum é um sérum clareador concentrado com Vitamina C estabilizada 20% e ácido hialurônico de baixíssimo peso molecular com máxima eficácia anti-manchas, anti-idade e antirrugas com efeito clareador e rejuvenescedor que deixa a pele mais clara, iluminada, com menos rugas e até 10 anos mais jovem.

Vitamina C Para o Rosto com Ácido Hialurônico Pure C 20 Hyal – 30 ml

Vitamina C Para o Rosto com Ácido Hialurônico Pure C 20 Hyal – 30 ml: Pure C 20 Hyal é uma mousse de Vitamina C Pura para o rosto e Ácido Hialurônico preenchedor com vitamina C antioxidante a 20% e alta eficácia clareadora, rejuvenescedora e anti-idade que promove o clareamento da pele além de reduzir rugas, inclusive as rugas mais profundas, marcas de expressão e sinais do envelhecimento deixando a pele mais clara, jovem e uniforme com uma textura extrasseca e muito aveludada indicada para todos os tipos de pele, até as peles oleosas.

Protetor Solar Clareador Biosole Oxy FPS 50 Vitamina C e Niacinamida – 40ml

Protetor Solar Clareador Biosole Oxy FPS 50 Vitamina C e Niacinamida – 40ml: Protetor Solar Clareador e Anti-Manchas com Vitamina C e Niacinamida capaz de combater 15 tipos de manchas com textura leve, 12 Horas de Proteção Solar e 24 Horas de Proteção Anti-Melasma.

Protetor Solar com Vitamina C e Niacinamida Clareador Pure C FPS 50 – 50ml

Protetor Solar com Vitamina C e Niacinamida Clareador Pure C FPS 50 – 50ml: Pure C FPS 50 é um protetor solar com Vitamina C para o rosto e Niacinamida que clareia as manchas na pele, trata o melasma e ainda possui eficácia anti-idade, antissinais e rejuvenescedora. Pure C FPS 50 contém também Difendiox Antioxidante e Anti Melasma e Vitamina E que reduzem os sinais do envelhecimento da pele como as manchas escuras, rugas e flacidez deixando a pele mais clara, iluminada e uniforme com 12 Horas de Alta Proteção Solar.

Sérum de vitamina C para o rosto clareia manchas de melasma?

O melasma, nome dado àquelas indesejáveis manchas escuras que aparecem principalmente na pele do rosto, já se tornou uma verdadeira epidemia! E apesar de afetar principalmente as mulheres a partir dos 25 anos de idade o melasma não poupa nem os homens estando muito relacionado ao sol e às radiações UVA e UVB, que são as principais causas destas manchas na pele. Mas não é só o sol que causa o melasma.

Desequilíbrios hormonais, poluição, luz azul e luz visível, incluindo a luz artificial ou luz do celular, stress físico e emocional e até alguns medicamentos, como os anticoncepcionais, podem causar e também piorar o melasma e tornar as manchas na pele não apenas maiores, mas também mais escuras ainda. Mas melasma tem tratamento? Ou qual seria o melhor tratamento do melasma? Em primeiro lugar é muito importante evitar a exposição ao sol e sempre se proteger ao máximo com o uso de bons protetores solares clareadores, pois sabemos que é a radiação UVA emitida pelo sol a mais poderosa de todas no estímulo do crescimento das manchas na pele, seguida dos raios UVB e também da luz azul e visível, também chamada de luz artificial, além é claro de utilizar produtos específicos para clarear a pele.

Benefícios da Vitamina C para a Pele

A vitamina C para o rosto, que existe em duas formas, a vitamina C pura ou ácido ascórbico, ou a vitamina C estabilizada.

Ideal para produtos em sérum e que possem mais água em sua composição, é uma das melhores escolhas para quem quer rejuvenescer a pele.

Mas os seus benefícios não param por aí. A vitamina C é um potente antioxidante capaz de neutralizar praticamente todos os radicais livres. A vitamina C aplicada na pele do rosto é capaz de aumentar a produção de colágeno preenchendo de dentro para fora. Eliminando rugas e linhas de expressão e deixando-a muito mais firme e combatendo a flacidez. Devido ao seu poder antioxidante, a vitamina C ainda protege a pele contra os efeitos maléficos da poluição e dos malefícios da luz azul e luz visível na pele.

A Vitamina C Clareia Manchas na Pele?

Certamente sim!

Na verdade a vitamina C é um dos melhores clareadores de pele que existem. Como vimos acima, além de clarear a pele a vitamina C ainda traz inúmeros outros benefícios.

Para entendermos como a vitamina C aplicada no rosto é capaz de clarear a pele é muito importante lembrar que a melanina, pigmento escuro que dá a cor de nossa pele e que é também o pigmento responsável pelo melasma, pode ser reduzida pelo uso diário de bons produtos para o rosto e que contenham vitamina C. A vitamina C na verdade é capaz de penetrar profundamente na pele e reduzir a melanina presente no melasma deixando a pele mais clara a cada dia de uso, além é claro de rejuvenescer a pele como um todo deixando-a mais iluminada, mais clara, mais firme e com muito menos marcas.

A Vitamina C pode ser Combinada com Outros Ativos?

Sim e Sim!

Já que sabemos que a vitamina C é um dos melhores clareadores da pele. Então se nós combinarmos a vitamina C com outros ingredientes que também são ótimos clareadores, resultados serão muito melhores.

Uma das melhores substâncias para ser combinada com a vitamina C para a pele é a Niacinamida. Também conhecida como vitamina B3 ou niacina, a Niacinamida é outro excelente clareador da pele além de ser antioxidante natural, capaz de proteger a pele dos radicais livres, e antiglicante, capaz de proteger a pele dos malefícios que os doces podem causar. Então imagine combinar estes dois fantásticos clareadores: a vitamina C e a niacinamida para pele juntas! O resultado será uma pele duas vezes mais clara e com resultados duas vezes mais rápidos! Enquanto a vitamina C clareia a pele por impedir a produção da melanina, a niacinamida clareia a pele por impedir que a melanina se espalhe nas várias camadas da pele!

Outros ativos que podemos combinar com a vitamina C para o rosto e para termos resultados ainda mais rápidos e melhores para tratar o melasma são os polifenóis da oliva. Como já sabe as olivas são tão poderosos antioxidantes naturais que são capazes de salvar vidas! Ricos em polifenóis com altíssimo poder antioxidante, com destaque para a Oleuropeina e o Hidroxitirosol, dois poderosíssimos antioxidantes naturais das olivas, o uso destes polifenóis na pele já demonstrou poder deixar a pele mais clara, prevenir e tratar o melasma, proteger o colágeno e ainda proteger a pele de praticamente todas as agressões que ela sofre diariamente como sol, radiações, luz azul, luz visível, luz artificial, poluição e etc.

Como Incluir a Vitamina C na Rotina de Cuidados Diários com a Pele?

O primeiro passo para incluir a vitamina C na sua rotina de cuidados diários com a pele e clarear o melasma e as manchas na pele é escolher a melhor vitamina C para o rosto que se adapte perfeitamente ao seu tipo de pele. Vitamina C em sérum, vitamina C em cremes ou mousses, vitamina C pura, vitamina C estabilizada, vitamina C ultra concentrada, protetores solares com vitamina C e niacinamida, afinal qual é melhor para você e qual irá clarear mais e trazer resultados mais rápidos e mais duradouros para a sua pele?

Confira a seleção dos melhores produtos com vitamina C para o rosto que fizemos para você e veja qual deles melhor se encaixa melhor com a sua pele:

SÉRUM DE VITAMINA C CLAREADOR C 20 SERUM

pure c sérum

Um sérum concentrado de vitamina C estabilizada a 20% para o rosto rico em ácido hialurônico de baixo peso molecular e Difendiox. Os primeiros resultados comprovados já no primeiro mês de uso. Com toque seco e não oleoso, Pure C 20 Serum tem a vantagem de utilizar vitamina C estabilizada que não arde na peles mais sensíveis.

VITAMINA C CLAREADORA PARA O ROSTO PURE C 20 HYAL

pure C 20

Com tecnologia e textura “cream to powder”, Pure C 20 Hyal contém 20% de vitamina C pura que não se oxida. Sendo muito mais eficaz e com resultados muito mais rápidos. Estudos de eficácia de Pure C 20 Hyal revelaram que os primeiros resultados já começam a aparecer em apenas 28 dias de uso. E com uma única aplicação diária deixa a pele mais clara e iluminada além de tratar os sinais do envelhecimento da pele. Pure C 20 Hyal possui toque seco sendo a melhor vitamina C para a pele oleosa.

Pure C 40 Ultra Clareador – duas vezes mais vitamina C pura

pure C 40

Primeiro mousse concentrado com duas vezes mais Vitamina C Puríssima sem adição de água e Ácido Hialurônico, indicado para uso noturno com efeito máscara ultraclareadora. Pure C 40 Ultra Clareador é formulado para clarear a pele intensamente e com máxima eficácia anti manchas e anti melasma. Calareia até as manchas mais resistentes decorrentes do envelhecimento precoce. Pure C 40 Ultra Clareador deixa ilumina a pele, deixa mais jovem e uniforme.

Pure C FPS 50

PROTETOR SOLAR COM VITAMINA C PURE C FPS 50: Formulado com alta concentração de vitamina C e niacinamida. Pure C FPS 50 contém ainda vitamina E e Difendiox, que juntos são capazes de clarear muito mais a pele, tratar o melasma. Deixa a pele mais jovem e com menos rugas e marcas de expressão, ao mesmo tempo que protege a pele do sol. Pure C FPS 50 é um protetor solar 12h sendo capaz de manter a pele protegida por 12 horas seguidas. Possui toque seco e muito confortável.

Publicado em 18/06/2020

DIFENDIOX PROTEGE O DNA, COLÁGENO TIPO 1 E ELASTINA DA LUZ AZUL

DIFENDIOX PROTEGE O DNA, COLÁGENO TIPO 1 E ELASTINA DA LUZ AZUL

DIFENDIOX é um concentrado de polifenóis rico em Oleuropeína e Hidroxitirosol mais outros antioxidantes das folhas da oliva – olive leaf – com elevada capacidade antioxidante e assim capaz de proteger a pele contra o stress oxidativo induzido pela radiação solar e outras fontes de radicais livres como poluição, ozônio, cigarro, envelhecimento, luz artificial, dentre outros.

luz azul emitida pelo sol e também por fontes artificiais, conhecida popularmente como luz artificial ou luz azul do celular, é capaz de penetrar profundamente na pele e induzir a geração de radicais livres e danificar significativamente o colágeno tipo 1, o DNA celular e a elastina.

Hidroxitirol Inibe MMP-1 e MMP-12, Protege o DNA e Aumenta  a Expressão de Colágeno Tipo 1

Segundo um estudo publicado pelo Journal of Cellular Physology o Hidroxitirosol, um dos principais polifenóis antioxidantes de Difendiox,  inibe a ação de MMP-12 e MMP-1, aumenta a expressão de colágeno tipo 1protege o DNA celular e diminui o estresse oxidativo celular. O estudo foi realizado in vitro em queratinócitos e fibroblastos humanos tratados com hidroxitirosol (10, 25, and 50 μg/ml) antes da exposição à luz azul para avaliar os danos desta luz na pele analisando marcadores de estresse oxidativo (8‐OHdG), do dano ao DNA (proteína PCNA) e da degradação do colágeno e elastina (MMP-1, MMP-12 e colágeno tipo 1). Sendo que MMP-12 está ligada à degradação de elastina


Hidroxitirol de DIFENDIOX protege a Pele da Luz Azul e Stress Oxidativo

Segundo os cientistas, com a utilização de Hidroxitirosol houve uma diminuição do marcador do estresse oxidativo (8‐OHdG) com uma relação dose dependente – quanto maior a concentração de Hidroxitirosol menor o estresse oxidativo – em queratinócitos e fibroblastos, diminuição da expressão de MMP-12 e MMP-1 (50 μg/ml) e aumento do colágeno tipo 1 além de diminuição do marcador de dano ao DNA (PCNA‐positive) – todos dados comparados ao controle negativo (sem tratamento ao hidroxitirosol).

DIFENDIOX é Eficaz na Proteção da Pele contra os Malefícios da Luz Azul

O Hidroxitirosol de Difendiox protege o DNA de queratinócitos e fibroblástos além de inibir a ação das MMP-1 e MMP-12 e aumentar a produção de colágeno tipo 1 diminuindo o estresse oxidativo celular.

APLICAÇÃO PRÁTICA DO CONTEÚDO CIENTÍFICO

DIFENDIOX é concentrado em Oleuropeína e Hidroxitirosol com 14 polifenóis antioxidantes totais, com potente ação antioxidante capaz de proteger a pele contra o melasma grave e resistente, manchas escuras do rosto e envelhecimento causado pela radiação solar UVA e UVB. DIFENDIOX combate os malefícios da luz azul e luz visível ajudando clarear o melasma e manchas escuras da pele graças à sua potente ação antioxidante, além de combater o envelhecimento da pele, como rugas, marcas e linhas de expressão por ajudar a proteger o colágeno da pele. DIFENDIOX Proteção Antioxidante e Anti-Melasma é um ingrediente exclusivo ADA TINA pesquisado em parceria com a Università di Pisa, Italia.

Todos os protetores solares da linha BIOSOLE de ADA TINA são ricos em Difendiox.

MANCHAS ESCURAS NA PELE DO ROSTO, MELASMA, CURA E TRATAMENTO: IMPACTOS DA LUZ AZUL

MANCHAS ESCURAS NA PELE DO ROSTO, MELASMA, CURA E TRATAMENTO: IMPACTOS DA LUZ AZUL

O melasma é um problema de pele multifatorial que consiste no aumento do teor de melanina em uma ou mais camadas da pele e que em geral é de difícil tratamento e que exige produtos dermocosméticos para melasma específicos e de alta potência e ingredientes concentrados. Dentre as causas do melasma está a luz azul que, segundo uma série de estudos tem revelado poder estimular a produção de melanina de forma duradoura e persistente. Ainda ao contrário do que se acredita a luz azul não é apenas a luz azul emitida por aparelhos como celular, tela de televisão, tela de computadores e outros, mas é um tipo de radiação presente sempre que houver iluminação, ou luz visível, seja esta emitida por aparelhos ou pelo sol.

Estudo Comprova a Relação entre Luz Azul e a Hiperpigmentação Persistente

Segundo estudo publicado pelo Pigment Cell Melanoma Research em 2014 a hiperpigmentação causada pela luz azul é mais persistente que a causada pela radiação UVB.

O estudo foi realizado com 11 voluntários, que receberam doses padronizadas de radiação UVB e de luz azul na pele desprotegida.

Ao final do estudo foi constatado que a pigmentação da pele induzida por UVB após 24 horas foi menor que a pigmentação induzida por UVB + visível (luz azul) após o mesmo período.

Também foi obtido um valor substancial de IPD (immediate pigment darkening) após 1 hora após a exposição à luz azul, seguida por uma hiperpigmentação amarronzada, manchas escuras da pele, que se manteve presente até o final do estudo em 22 dias.

Luz Azul Pode Manchar a Pele por até 3 Meses

A diferença na permanência da pigmentação por luz azul foi comprovada após 3 meses onde 11 voluntários ainda apresentavam marcas de hiperpigmentação da pele na área exposta à luz azul provando ser mais persistente que a hiperpigmentação induzida por UVB.

Assim os cientistas concluíram que a exposição desprotegida à luz azul causa hiperpigmentação mais persistente que a causada pela radiação UVB podendo se manter por até 3 meses.

DIFENDIOX ANTIOXIDANTE ANTI-MELASMA

DIFENDIOX é concentrado em Oleuropeína com 14 polifenóis totais, com potente ação antioxidante capaz de proteger a pele contra o melasma grave e resistente, manchas escuras do rosto e envelhecimento causado pela radiação solar UVA e UVB. DIFENDIOX combate os malefícios da luz azul e luz visível ajudando a clarear o melasma e manchas escuras da pele graças à sua potente ação antioxidante, além de combater o envelhecimento da pele, como rugas, marcas e linhas de expressão por ajudar a proteger o colágeno da pele.

DIFENDIOX Proteção Antioxidante e Anti-Melasma é um ingrediente exclusivo ADA TINA Italy pesquisado em parceria pela Università di Pisa, Italia.

Conheça Biosole BB FPS 60 Protetor solar com coralta cobertura das imperfeições e ação antioxidante que bloqueia até 155% de luz azul e luz visível com toque seco e aveludado e 12H de proteção solar.

Vitamina C  previne manchas na pele causadas pelo sol

VITAMINA C  PREVINE MANCHAS NA PELE CAUSADAS PELO SOL

vitamina C é um poderoso antioxidante muito utilizado para tratamento do melasma e de outros sinais do envelhecimento cutâneo como rugas, linhas de expressão e flacidez. Muitos estudos científicos comprovaram a capacidade da vitamina C no tratamento melasma, proteção da pele contra radicais livres gerados pela radiação UVA e UVB e prevenção e tratamento de rugas.

Segundo um novo estudo publicado pelo The Journal of Clinical and Aesthetic Dermatology a vitamina C pode ajudar a prevenir a pigmentação induzida pela radiação UVA, UVB e Luz Visível.

Vitamina C  Protege a Pele dos Malefícios da Luz Azul e Luz Visível

O estudo foi realizado com 31 voluntários, homens e mulheres, com idades entre 18 e 50 anos que receberam irradiação solar artificial simulando as radiações UVB, UVA e luz visível (maior que 460 nm), sendo que a luz zul é parte da luz visível, durante os dias 8 a 11, após a aplicação de um produto com vitamina C (em concentrações de 10%, 7%, 5% e 3%) e um placebo durante 7 semanas, 5 dias por semana, para avaliar a eficácia da vitamina C como protetora dos danos causados pelas respectivas radiações.
Segundo os resultados obtidos na região tratada com 10% de vitamina C, após a irradiação, 85% dos voluntários apresentou uma redução significativa na relação entre a coloração da pele antes e depois da exposição às radiações, apresentando menores diminuições quanto menores as concentrações de vitamina C (dose-dependente).

Protetores Solares com Vitamina C Previnem Manchas no Rosto

Sendo assim, tomando-se por base os resultados obtidos no estudo acima podemos concluir que a Vitamina C a 10% pode realmente ajudar a prevenir e tratar a pigmentação – manchas escuras – induzida pelas radiações UVA, UVB e Luz Azul e Luz Visível quando aplicada antes da exposição ao sol fazendo com que os protetores solares com vitamina C sejam os produtos de escolha para as peles com melasma e prevenção de manchas escuras no rosto.

Conheça Pure C FPS 50 formulado com alta concentração de Vitamina C + Niacinamida + Difendiox + Vitamina E para máxima eficácia anti-idade clareadora.

LUZ VISÍVEL PODE CAUSAR MELASMA E OUTRAS MANCHAS?

É muito importante proteger a pele contra o sol. Mas você sabia que não é só ele que a prejudica? Existem outros tipos de radiações muito prejudiciais à nossa pele, como a luz azul e a luz visível, capazes de causar o envelhecimento precocemanchas no rosto, além de outras doenças.

Quer saber como se prevenir e manter a saúde da sua pele? Entenda como essas radiações agem e acompanhe aqui as nossas dicas para se proteger!

O que é a luz visível?

Como o próprio nome já diz, essa é toda a luz que os nossos olhos conseguem enxergar, como, por exemplo, toda claridade, seja na rua ou em casa, a luz emitida pela tela de celulares, computadores e outros aparelhos eletrônicos, além de lâmpadas fluorescentes.

O que é a luz azul?

A luz azul é uma fração da luz visível, conforme explica o especialista em cosmetologia, Dr. Maurizio Pupo: “A luz visível é composta de várias cores como o arco-íris, e entre ela está a luz azul, responsável pela pigmentação, escurecimento e formação de manchas escuras na nossa pele, além de causar o aumento da produção de radicais livres que causam o envelhecimento da pele”.

Antigamente, atribuía-se as manchas no rosto que adquirimos ao longo dos anos somente às radiações UVA e UVB emitidas pelo sol, hoje sabemos que a luz visível, azul e as emitidas por outras fontes artificiais também estão relacionadas a diversos problemas de pele. Mas você sabe como elas causam isso?

Luz visível e melasma

Já sabemos que a luz visível é extremamente prejudicial para nossa pele a longo prazo, mas qual a relação dessa radiação com o melasma no rosto? O Dr. Maurizio Pupo esclarece que a luz visível contém luz azul, um estimulante na produção de melanina pelas células da nossa pele, então quando nos expomos a uma claridade intensa, seja ao andar na rua, o dia todo dentro do carro, ou em escritórios com lâmpadas fluorescentes, ocorre esse excesso na produção de melanina, que escurece nossa pele, piorando as manchas já existentes e formando manchas novas.

Sendo assim, devemos nos proteger, pois o melasma tem prevenção e tratamento. É essencial utilizar diariamente um protetor solar com 12 horas de proteção, mas atente-se: os filtros solares comuns não protegem contra a luz visível, vários estudos comprovam que a proteção ideal contra os malefícios da luz visível é o protetor solar com cor. O especialista Dr. Pupo alerta: “Não são todos os protetores solares com cor que protegem contra a luz visível, é necessário que haja testes comprovando a proteção, pois elas dependem das características da composição do produto para afirmar que a proteção está ocorrendo”.

A melhor proteção contra a luz visível

protetor solar com cor possui alta cobertura, serve como maquiagem e, além de disfarçar imperfeições, protege a pele dos efeitos nocivos da luz azul, prevenindo melasmas, doenças de pele e o indesejado envelhecimento precoce.

A Ada Tina possui um protetor solar com cor adequado para cada tipo de pele, desde as secas até a pele oleosa, com 12 horas de alta proteção solar. Conheça o Biosole BB FPS 60, um protetor solar com cor que previne contra os malefícios da luz visível e possui ação antioxidante, protegendo o colágeno da pele e impedindo a sua degradação. Além disso, ele é capaz de prevenir manchas e disfarçar as já existentes, com 4 cores disponíveis.

+ Clique aqui para conferir mais produtos que combatem os efeitos da luz visível!

QUAL O MELHOR PROTETOR SOLAR PARA O ROSTO?

Protetor solar comum VS protetor solar Ada Tina

É fato que o uso do protetor solar é imprescindível em nosso dia-a-dia, pois ele protege contra as radiações prejudiciais a saúde humana e evita diversos problemas causados pela exposição excessiva ao sol, entre eles, o surgimento de manchas no rosto, fotoenvelhecimento e câncer de pele.

Mas você se atenta às marcas e formulação dos produtos que utiliza? Não? Então, preste atenção, pois é muito importante conhecer bem o produto que aplicamos em nossa pele. Muitas empresas de cosméticos fazem uso de ingredientes que, além de proibidos, são prejudiciais ao meio ambiente e à saúde da sua pele. Falamos com o farmacêutico e especialista em cosmetologia, Dr. Maurizio Pupo, e listamos as principais dicas e diferenciais da Ada Tina em relação às outras marcas. Continue lendo este post e saiba como fazer a escolha certa!

Proteção solar prolongada

O sol pode ser o pior inimigo da nossa pele se não a protegermos da maneira correta, é por isso que desenvolvemos uma fórmula exclusiva com tecnologia de fotoestabilidade, ou seja, seus componentes não são destruídos pela ação do sol como acontece no caso do protetor solar comum. Os protetores solares da Ada Tina possuem uma tripla proteção, garantindo 12 horas de alta proteção, sendo 12 horas de proteção UVA mais 12 horas de proteção UVB, além de 12 horas de fotoestabilidade, protegendo integralmente a pele o dia todo, sem reaplicação, com 3 tipos de proteção altamente duradoura. Ao aplicar pela manhã ele protege até a noite, evitando os efeitos prejudiciais do sol, como por exemplo, o fotoenvelhecimento e as manchas na pele.

Além disso, alguns produtos da Ada Tina também oferecem proteção contra a luz visível e a luz azul, e servem como base na maquiagem. Extremamente prejudiciais, essas radiações causam danos cumulativos e estão presentes em qualquer ambiente com claridade, como à luz do dia, ou em ambientes com lâmpadas fluorescentes e telas de celulares ou computadores. Portanto, você deve se proteger em qualquer ocasião, seja na exposição excessiva ao sol do verão ou dentro de locais fechados, pois assim a pele ficará protegida noite e dia, garantindo um efeito anti-idade e eficaz na prevenção de manchas.

Life Concept

Os produtos Ada Tina seguem os princípios do Life Concept, que estão presentes em sua formulação da seguinte maneira:

Respeito à natureza


A ADA TINA privilegia o uso de ingredientes com certificação natural e orgânica em seus produtos, ou obtidos através de culturas e processos sustentáveis que respeitam a natureza, o homem e os animais.

Respeito à pele

Os produtos são formulados com ingredientes suaves e delicados, livres de parabenos, potenciais alergênicos, cancerígenos e sensibilizadores, tratando e respeitando a pele, sem agredi-la. São submetidos a diversos testes de alergia, com ingredientes cuidadosamente balanceados para oferecerem a solução mais eficaz e segura, mesmo para as peles mais sensíveis.

Respeito aos animais

A Ada Tina não realiza testes dos seus produtos em animais, e também não faz o uso de ingredientes obtidos através do sofrimento animal ou morte de seres inocentes em seu processo.

Para todos

Os produtos Ada Tina são adequados para todos os tipos de pele, desde as secas até as mais oleosas, pois protegem e hidratam a partir de produtos biodegradáveis e de origem vegetal. Além disso, não possuem óleo mineral em sua formulação, obtido através do refinamento do petróleo altamente poluente, um dos responsáveis pelo aquecimento global.

Fomos a primeira marca brasileira a lançar um protetor solar para pele oleosa, que possui textura fluida e toque extrasseco , prolongado e tecnologia de resistência ao sebo, mantendo sua pele sequinha o dia todo, com 12 horas de proteção solar garantidas!

A Ada Tina é uma marca totalmente responsável não só com você, mas com a natureza também! Agora que você já conhece a ADA TINA e pode confiar, conheça a nossa linha de proteção solar! Ela se adéqua a todos os tipos de pele, contando com várias opções de protetor solar para pele oleosa.

COMO ESCOLHER O PROTETOR SOLAR COM COR IDEAL PARA A SUA PELE?

O uso do protetor solar com cor pode trazer muitos benefícios para nossa pele, pois além de prevenir contra os raios UVA e UVB e disfarçar as imperfeições, ele também protege contra a luz visível e a luz azul.

Dependendo de sua formulação, o dermocosmético também pode ser um poderoso antioxidante e hidratante, potencializando a prevenção contra o surgimento de rugasmanchas na pele, além de ser um substituto da base na maquiagem. No entanto, muitas pessoas têm dificuldade para escolher o protetor solar adequado.

Como escolher o protetor solar ideal?

A primeira e mais importante dica é: conheça sua pele. Todos os tipos de pele podem utilizar o protetor solar com cor, basta que você a conheça bem e saiba suas necessidades para escolher o produto adequado. Por exemplo, no caso da pele mais oleosa, o ideal é utilizar um protetor com toque seco e matificante, e para quem tem a pele seca, o indicado é um protetor solar com fórmula mais hidratante. Por ser um protetor com base, além de oferecer 12 horas de proteção, também ajuda a disfarçar as imperfeições da pele.

Outro fator essencial para a escolha é encontrar a cor adequada, é comum que os testes sejam feitos na mão ou pulso, mas a cor da pele nessa região é bem diferente da tonalidade no rosto, e podem ocorrer erros. Portanto, o melhor para testar o produto é o maxilar, por exemplo, pois é a região com o tom que mais se assemelha. Realizando o teste da maneira correta, será fácil encontrar a cor ideal, porém mesmo assim pode ser necessário um retoque com pó ou a base líquida com FPS Bio.Identique para homogeneizar o tom da pele.

O especialista em cosmetologia, Dr. Maurizio Pupo alerta: “Ao escolher um protetor solar com cor é necessário pesquisar sobre o fator de proteção, um fator acima de 30 já oferece um bloqueio da radiação solar, porém as peles mais claras poderão necessitar de um fator de proteção 60 ou mais”.

Protetor solar com cor X Protetor solar comum

O principal diferencial do protetor solar com cor é a proteção contra a luz visível e a luz azul, que é pigmentogênica, ou seja, altera o DNA de nossa pele e estimula a formação de pigmentos de melanina, causando manchas mais escuras na pele (melasma) e o aparecimento de rugas.

O protetor solar com cor, além de possuir 12 horas de alta proteção, disfarçar olheiras e servir como base na maquiagem na rotina, protege contra a radiação solar e os problemas provenientes da exposição a essas luzes, que estão presentes não somente em dias ensolarados, mas em qualquer ambiente claro, seja no escritório com janelas abertas, à luz do dia, ou à luz das telas de computadores, celulares e lâmpadas.

Conforme orienta o Dr. Maurizio Pupo, é necessário escolher um produto que forneça 12 horas de proteção solar, pois assim não é necessário reaplicar e a proteção fica garantida o dia todo, seja na exposição excessiva ao sol ou no dia-a-dia. Alguns protetores solares com cor possuem antioxidantes e ácido hialurônico em suas fórmulas, que além de hidratar a pele, protegem contra o envelhecimento e a mantém mais saudável.

ADA TINA possui um protetor solar com cor adequado para cada tipo de pele, conheça o Biosole BB FPS 60, com ação antioxidante, e Biosole Fluid FPS 98, ambos protegem o colágeno da pele impedindo a sua degradação e disfarçam as manchas causadas pela radiação solar, luz azul e luz visível, além de prevenir o surgimento de novas manchas no rosto. Com fórmula não oleosa, são indicados para todos os tipos de pele.

+Confira todos os protetores solares com cor da Ada Tina clicando aqui!

LUZ AZUL CAUSA MANCHAS ESCURAS NA PELE

A luz azul é um dos comprimentos de onda mais curtos do espectro visível, e segundo estudos científicos mais recentes, tem sido associada à indução da hiperpigmentação duradoura da pele, ou seja, hiperpigmentação da pele do rosto.

Um estudo publicado no Journal of Investigative Dermatology revelou que a Opsina-3 é um sensor chave presente nos melanócitos, e responsável pela hiperpigmentação da pele induzida pelos comprimentos de onda mais curtos da luz visível, como a luz azul.

A Melanogênese é induzida Através da interação Opsina-3 e luz azul

A luz azul, segundo este estudo, é capaz de induzir a melanogênese através da ativação da Opsina-3 com consequente aumento das enzimas responsáveis pela melanogênese como a tirosinase e a do pacromatautomerase. A luz azul ainda é capaz de induzir a formação de um complexo proteico formado por tirosinase e do pacromotautomerase, que é formado principalmente em melanócitos de indivíduos com pele mais escura, levando a indução de uma atividade mais sustentada da tirosinase, o que explica o fato de a hiperpigmentação duradoura da pele ser muito mais comum em peles fototipo III ou superior, após irradiação por luz azul. Desta forma, a Opsina-3 funciona como um sensor para a pigmentação pela luz visível e luz azul.

Protetor Solar Previne Manchas

Desta forma, é fácil concluir que protetor solar previne manchas escuras, uma vez que o mesmo bloqueia as radiações UVA e UVB e especialmente falando-se do protetor solar com cor para peles sujeitas a manchas ou ainda poderá bloquear a luz azul e a luz visível, impedindo a formação de manchas escuras na pele ou hiperpigmentação. Quanto mais escura for a pele, maior será a tendência ao desenvolvimento do melasma.

PROTETOR SOLAR CLAREIA A PELE?

O melasma, ou simplesmente manchas escuras da pele, está se tornando um dos problemas mais comuns entre a população brasileira e constantemente presente nos consultórios médico-dermatológicos. Múltiplas abordagens para o seu tratamento têm sido estudadas, incluindo o uso de protetores solares de amplo espectro, que inclui a proteção da pele contra os raios UVA e UVB emitidos pelo sol.

Luz azul e luz visível podem manchar a pele

A luz visível e a luz azul podem levar a formação de manchas escuras na pele de maneira semelhante à radiação ultravioleta, ou seja, os já conhecidos raios UVA e UVB, principalmente em pacientes com pele mais morena. Recentemente, um estudo publicado no Jornal de Fotodermatologia, Fotoimunologia e Fotomedicina, abordou a exposição de pacientes com melasma a luz solar intensa concomitante ao uso de fotoprotetores comuns, fotoprotetores que também protegiam contra a luz visível e o uso de cremes clareadores. O objetivo dos cientistas foi determinar se o uso concomitante de protetores solares que também protegem a pele contra a luz visível pode aumentar a eficácia de cremes clareadores, acelerando o processo de tratamento do melasma e clareando a pele mais rapidamente.

O protetor solar anti luz visível clareia a pele?

Neste estudo, participaram 61 pacientes portadores de melasma ou manchas escuras da pele. Após dois meses de uso concomitante de um creme clareador associado a um fotoprotetor que também protegia contra a luz visível, obteve-se resultados superiores no clareamento da pele a seguir:

– 15% de resultados superiores na escala MASI,

– 28% de resultados superiores nos valores colorimétricos,

– 4% menos deposição de melanina tecidual. Desta forma, a conclusão dos cientistas foi que o uso associado de cremes clareadores com fotoprotetores que protejam contra a luz visível levou a resultados superiores quando comparado ao uso associado de cremes clareadores com fotoprotetores comuns, e que a luz visível possui um papel importante na patogênese do melasma.

MELASMA: ENTENDA A CAUSA DAS MANCHAS ESCURAS NA PELE

Motivo frequente para a procura do médico dermatologista, o melasma, mancha escura na pele de coloração acastanhada e formato uniforme, é uma das manchas que mais acometem a pele brasileira. Extremamente comum na pele do rosto, este tipo de mancha está cada vez mais comum, em especial nas peles femininas – acometendo oito mulheres para cada homem. Nós da Ada Tina conversamos com a Dra. Maria Cristina Goldschmidt, médica dermatologista, e tiramos as principais dúvidas sobre as causas e tratamentos para o melasma. Confira!

Melasma no rosto: entenda o porquê

Segundo a médica, o melasma é causado, principalmente, por fatores genéticos e maus hábitos de exposição ao sol, incluindo a exposição desmedida e desprotegida aos raios solares. Além disso, o uso de anticoncepcionais com altas doses hormonais e o período da gestação podem desencadear no aparecimento das manchas escuras na pele da mulher. “Hoje em dia, o que se vê é que muitas mulheres têm melasmas, mesmo aquelas sem pessoas próximas da família com estas manchas”, afirma a Dra. Goldschmidt, “ele se tornou extremamente comum hoje em dia.”

Dra. Maria Cristina destaca ainda que, em sua opinião, este tipo de mancha escura está também relacionado com a sensibilidade de cada pele. Pessoas com grande sensibilidade a algum tipo de substância química, ou sensíveis à exposição solar,  tendem a ter também uma capacidade maior de manchar, esclarece a especialista. “O melasma está muito associado à agressão que a pele sofreu e a sensibilidade diante da agressão, para a qual ela responde hiperpigmentando”, completa.

Cuidado com o laser!

Tratamentos dermocosméticos com laser no rosto, o uso luz intensa pulsada e até mesmo o tratamento com laser para a remoção de pelos, podem causar o aparecimento de manchas muito similares aos melasmas. Conforme a médica, o laser pode ser usado para tratar o melasma, mas também pode ser uma possível causa: a radiação pode causar a hiperpigmentação pós-inflamatória ou o aparecimento de manchas residuais na pele. Por isso, todos os procedimentos utilizando laser devem ser feitos com o acompanhamento do médico dermatologista.

Melasma antes e depois: entenda o tratamento para as manchas escuras

O processo de tratamento do melasma é muito complexo, mas seu ponto de partida é impedir a piora das manchas na pele. Entre as principais soluções para este tipo de mancha, Dra. Maria Cristina coloca como a primeira preocupação o cuidado para evitar mais agressões à pele já lesionada e com depósito de pigmento, responsável pela coloração escura. “O sol vai manchar mais? A luz visível vai manchar mais? Então, o primeiro ponto é tirar a exposição ao sol”, revela a médica.

Para isso, a especialista indica o uso de um protetor solar de alto fator de proteção, com reaplicações ao longo do dia. Ressalta também que a proteção contra a luz visível é importante e, para isso, sempre recomenda o uso de base corretiva ou pó sobre uma camada do protetor solar nas peles femininas. Já para os homens, indica produtos com eficácia comprovada na proteção da luz visível, mesmo que incolores. Segundo a Dra. Maria Cristina, o segundo ponto do tratamento é diminuir a produção de melanina da pele e, para isso, existem vários ativos no mercado dermocosmético atual.

Após remover a agressão e controlar a produção de pigmento, é possível optar por outros tratamentos para a remoção da melanina já depositada na pele ou tratamentos para diminuir o processo inflamatório em si.

Melasma: tratamento começa com a prevenção!

Entre os hábitos que podem evitar o aparecimento das manchas, estão os cuidados com a exposição ao sol, preocupando-se sempre em criar hábitos de exposição solar saudáveis. Por isso, recomenda a aplicação de um bom protetor solar de ação química e física diariamente, de preferência os que tenham 12 horas de alta proteção solar, bem como o uso de chapéus ou bonés e da procura por locais frescos e com sombra.

Além disso, Dra. Maria Cristina ressalta que é muito importante evitar os maus hábitos em relação aos cuidados diários com a pele. No caso de peles com tendência acneica, por exemplo, explica ser importante tratar a acne de maneira adequada, para evitar o possível aparecimento de manchas decorrentes do processo pós-inflamatório. Já no caso de contraceptivos, é necessária atenção especial, e a médica dermatologista recomenda a escolha daqueles com dose hormonal mais controlada.

RUGAS NO ROSTO: ENTENDA AS CAUSAS E TRATAMENTOS

Com o avanço dos anos e o envelhecimento da pele, a chegada das famigeradas rugas é inevitável. O fenômeno acontece devido à perda do tecido de sustentação da pele que, a medida que diminui, compromete também o preenchimento da pele (função do colágeno, uma proteína natural da pele, e do ácido hialurônico, açúcar comum no corpo humano).

O farmacêutico e especialista em dermocosméticos, Dr. Maurizio Pupo, esclarece que, ao longo dos anos, a pele vai apresentando microfissuras que tendem a aumentar gradualmente, transformando-se em rugas profundas, largas e compridas. Todo o processo, é claro, está relacionado também com a perda de elasticidade da pele. Ao longo do envelhecimento cutâneo, a pele ganha flacidez e perde firmeza devido à queda na produção de elastina (proteína de característica elástica, responsável pela sustentação da pele).

As rugas e o poder dos fatores genéticos

O Dr. Maurizio Pupo explica que as causas para a queda nos níveis de colágenoácido hialurônico e até mesmo da elastina estão divididas em dois grupos ou dois tipos de fatores, os chamados de fatores intrínsecos e fatores extrínsecos do envelhecimento.

Os fatores intrínsecos, inicialmente, estão relacionados à nossa herança genética. Nosso organismo tende a envelhecer da mesma maneira que nossos antepassados envelheceram. “Isto é uma característica genética, está em nossos cromossomos, não conseguimos mudá-los”, explica o especialista. Já os fatores extrínsecos estão relacionados ao sol e ao nosso modo de vida.

Raios solares: O maior vilão da saúde da pele

Dentre os fatores extrínsecos, ou seja, os fatores externos ao nosso organismo, estão todas as ameaças do ambiente à nossa pele. A mais perigosa de todas, contudo, são os raios solares: a exposição prolongada e desprotegida ao sol e também a luz azul e luz visível causa o envelhecimento e também várias doenças de pele. O fato é que os raios solares são a principal fonte de geração de radicais livres que danificam profundamente a pele, chegando até a danificar o DNA das células cutâneas, um dos principais fatores que levam ao desenvolvimento do câncer de pele. “Não usar o filtro solar resulta no envelhecimento precoce da pele, de uma maneira muito deselegante – a pele fica com aparência mal tratada, manchada e sem vida, isso sem contar o risco aumentado de câncer de pele”, completa Dr. Pupo.

Atenção aos outros cuidados com a pele

Entre os demais fatores extrínsecos nocivos à saúde da pele estão o cigarro, a exposição constante a poluição das grandes cidades, a má alimentação, falta de horas de sono e o estresse. Então, levar uma vida equilibrada, seguir uma dieta rica em frutas e verduras sempre frescas, praticar exercícios físicos e dormir ao menos 8 horas diariamente também devem fazer parte de uma rotina de cuidados antienvelhecimento.

Rugas: como tratar?

Segundo o Dr. Maurizio, o primeiro passo para proteger a pele contra o envelhecimento precoce é a fotoproteção diária. O ideal é apostar em um bom filtro solar, com 12 horas de proteção, e aplicá-lo diariamente, sem exceções. Em segundo lugar, o recomendado é utilizar produtos anti-aging, como a vitamina Cvitamina Eresveratrol e os antioxidantes das olivas italianas. Estas substâncias neutralizam os radicais livres, moléculas maléficas e principais responsáveis pelo envelhecimento da pele.

LUZ VISÍVEL: COMO SE PROTEGER PARA EVITAR O FOTOENVELHECIMENTO?

O Brasil é um país extremamente ensolarado e esbanja luminosidade, mas para aproveitá-la de maneira saudável, devemos sempre proteger nossa pele contra os efeitos negativos dos raios solares. O sol emite os já conhecidos raios UVA e UVB, e seus efeitos na pele podem variar desde queimaduras até a formação de rugas, envelhecimento e flacidez, além do temível câncer de pele.

Outra vilã para a saúde da pele é a luz visível, radiação luminosa capaz de penetrar ainda mais profundamente na pele e gerar uma quantidade imensa de radicais livres – moléculas nocivas que causam o envelhecimento da pele e a perda da elasticidade.

Luz visível, a vilã da saúde e beleza da pele

luz visível é a luz que dá claridade para os nossos dias e permite que o mecanismo da visão funcione. Dentro da sua composição, encontramos a faixa de luz azul, uma frequência luminosa mais baixa e, assim, muito similar aos raios UV. Dessa forma, a luz azul também oferece perigos à saúde da pele, já que seu grande comprimento de onda permite uma penetração ainda maior na pele quando comparada aos raios ultravioleta.

Estudos recentes demonstram que a luz azul causa danos e consegue formar manchas na pele de grande intensidade e com muita rapidez. Uma única exposição à luz azul é capaz de criar uma mancha escura que dura até três meses, devido ao seu poder de estimular as células produtoras de melanina, responsáveis pela pigmentação da pele.

A luz visível também leva a um aumento na produção de radicais livres, contribuindo para o envelhecimento da pele e aparecimento de rugas, linhas de expressão e flacidez.

Proteção: como proteger a pele contra os efeitos da luz visível

O sol é o principal emissor de luz visível e, para se proteger contra ele, a dica é usar sempre um protetor solar testado contra este tipo de luminosidade. Normalmente, estes produtos têm inscrições em sua embalagem ou peças publicitárias atestando sua eficácia contra os raios de luz visível e luz azul. Vale lembrar também que, muitas vezes, esses protetores solares costumam ter base colorida para auxiliar na proteção, mas cuidado durante a escolha do produto, afinal, usar um protetor solar com base não significa necessariamente proteção contra a luz visível e azul.

Por outro lado, as lâmpadas fluorescentes, telas de computador e dos smartphones também emitem luz visível e, dessa maneira, o uso do filtro solar em ambientes internos com grande luminosidade é uma recomendação importante. Por isso, atenção sempre à proteção contra a luminosidade excessiva: os cuidados para uma pele saudável nunca podem ser deixados de lado, dentro e fora de casa.

RESVERATROL PREVINE ENVELHECIMENTO E MANCHAS NA PELE

Luz azul pode inibir a proliferação de fibroblastos na pele

Muitos estudos demostram que a luz azul pode inibir a proliferação de fibroblastos na pele humana bem como a velocidade de migração destas células. Tal efeito está associado com um aumento na geração de radicais livres (espécies reativas de oxigênio), que causam o envelhecimento precoce da pele.

Um estudo publicado no Dermatologic Surgery revelou que o resveratrol, um polifenol da classe das fitoalexinas, possui potente efeito antioxidante intracelular, conseguindo proteger fibroblastos dérmicos humanos da ação deletéria desses radicais livres.

Neste estudo os cientistas hipotetizaram que o resveratrol, um potente varredor de radicais livres, poderia também prevenir os efeitos da luz azul sobre a velocidade de migração de fibroblastos, e também que os efeitos da dessa parte da luz visível sobre fibroblastos dérmicos humanos podem ser mediados por radicais livres.

Ao final do estudo, os cientistas concluíram que o pré-tratamento de fibroblastos dérmicos com resveratrol pode prevenir os efeitos pró-oxidantes da luz azul sobre a velocidade de migração destas células. Também foi descoberto que essa luz aumenta de maneira significativa a quantidade de radicais livres nestes fibroblastos ao passo que o pré-tratamento com resveratrol reduziu significativamente este efeito.

Desta forma fica comprovado que a luz azul é uma fonte geradora de radicais livres e que o resveratrol possui a capacidade de prevenir o dano celular induzido por esta radiação.