Tag: hidroquinona e ácido glicólico

DESCUBRA TUDO SOBRE ÁCIDO GLICÓLICO: O QUE É, QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS E MAIS!

Se você está procurando por uma solução eficaz para melhorar a aparência da sua pele, o ácido glicólico pode ser a resposta que você está procurando. Este ácido é cada vez mais popular entre os profissionais de cuidados com a pele e os consumidores, devido aos seus muitos benefícios comprovados.

Neste post, vamos descobrir tudo sobre o ácido glicólico, desde o que é, quais são os seus benefícios, até como usá-lo corretamente.

O que é ácido glicólico?

O ácido glicólico é um tipo de ácido alfa-hidroxiácido (AHA) comumente usado em produtos de cuidado da pele, como cremes, séruns e loções. É derivado do açúcar de cana e tem a capacidade de dissolver as células mortas da pele, ajudando a revelar uma camada mais jovem e saudável de pele. No entanto, é importante notar que o ativo pode ser bastante irritante para a pele sensível, por isso é importante sempre usá-lo com precaução e atento às instruções de uso presentes nas embalagens dos produtos.

Para que serve o ácido glicólico?

O ácido glicólico é um ingrediente comum em produtos de cuidado da pele, especialmente aqueles destinados a melhorar a aparência de linhas de expressão, rugas e manchas na pele, como o melasma. Ele age ao descamar suavemente a camada superficial da pele, estimulando a renovação celular e deixando a pele mais lisa e uniforme. Além disso, ele também pode ajudar a controlar a produção de sebo, o que o torna útil no tratamento de condições de peles oleosas e acneicas.

Ácido glicólico como peeling

O ácido glicólico é um dos ingredientes mais populares em peelings. Quando aplicado, ele é capaz de penetrar profundamente na pele, removendo as camadas externas mortas, revelando uma pele mais clara, suave e radiante. Além disso, ele também pode ajudar a aumentar a produção de colágeno, dando à pele uma aparência mais jovem e saudável.

Peelings de ácido glicólico podem ser feitos em casa ou em um consultório médico, dependendo da concentração do produto. É importante seguir as instruções do rótulo e usar um protetor solar antes e depois do tratamento, pois pode deixar a pele mais sensível ao sol. Em geral, esse ácido é uma opção eficaz e acessível para aqueles que buscam uma pele mais clara, suave e radiante.

Descubra os benefícios do ácido glicólico para a pele!

Um dos ingredientes mais populares na indústria de cuidados com a pele, o ácido glicólico pode oferecer uma série de benefícios para a pele, incluindo uma aparência mais jovem, clara e radiante.

Um dos principais benefícios do ácido glicólico é sua capacidade de remover as células mortas da pele. Isso ajuda a revelar uma pele mais suave e brilhante, reduzindo a aparência de manchas escuras, melasma, linhas de expressão e rugas. Além disso, ajuda a estimular a produção de colágeno, o que dá à pele uma aparência mais jovem e saudável.

Outro benefício do ácido glicólico é sua capacidade de suavizar áreas com cicatrizes de acne e reduzir a aparência de poros dilatados. Além disso, ele também pode ajudar a equilibrar o pH da pele, o que é importante para mantê-la saudável e hidratada. Também pode ser eficaz na prevenção de danos causados pela exposição ao sol. Quando usado em combinação com proteção solar, ele pode ajudar a prevenir manchas escuras e envelhecimento prematuro da pele causados pelos raios UV.

Existem várias formas de obter os benefícios do ácido glicólico para a pele, incluindo o uso de outros produtos com esse derivado, assim como peelings faciais realizados por profissionais. É importante seguir as instruções do rótulo e consultar um dermatologista antes de começar qualquer tratamento, especialmente se você tem histórico de reações adversas a produtos de cuidado com a pele.

Possíveis efeitos colaterais

O uso excessivo ou inadequado do ativo pode levar a efeitos colaterais indesejáveis.

Os possíveis efeitos colaterais incluem:

  • Irritação da pele: a pele pode ficar vermelha, inchada e coçar devido à irritação.
  • Pele sensível ao sol: pode aumentar a sensibilidade da pele ao sol, tornando-a mais propensa a queimaduras solares.
  • Descamação: a pele pode descamar ou ficar seca devido à perda de hidratação.
  • Erupções cutâneas: o uso do ativo pode levar a erupções cutâneas, especialmente em pessoas com pele sensível.
  • Em raros casos, o ácido glicólico pode levar a problemas de pigmentação, como manchas escuras ou claras na pele.

Como usar ácido glicólico da maneira correta na rotina de skincare?

O ácido glicólico é uma substância popular na rotina de cuidados com a pele devido aos seus benefícios para a aparência da pele. No entanto, para obter os melhores resultados e evitar efeitos colaterais indesejáveis, é importante usa-lo da maneira correta. Aqui estão algumas dicas:

  1. Consulte um profissional de cuidados com a pele antes de começar a usar o ácido glicólico para avaliar se é adequado para o seu tipo de pele e determinar a melhor concentração para o seu uso.
  2. Se for a primeira vez usando o ativo, comece com uma concentração baixa e use apenas uma vez por semana. Gradualmente, você pode aumentar a frequência de uso, mas sempre com a supervisão de um profissional.
  3. Use filtro solar com amplo espectro de proteção diariamente, pois o ácido pode aumentar a sensibilidade da pele ao sol.
  4. O ácido é irritante para os olhos, por isso é importante evitar o contato com eles.
  5. Não use essa substância mais de uma vez por dia ou em concentrações muito elevadas.
  6. Mantenha a pele hidratada usando cremes hidratantes adequados, pois o ácido glicólico pode ressecar a pele.

Por fim, o uso correto pode trazer benefícios significativos para a aparência da pele, mas é importante seguir as precauções e as recomendações de um profissional de cuidados com a pele para evitar efeitos colaterais indesejáveis.

Pode dormir com ácido glicólico no rosto?

Não é recomendado dormir com ácido glicólico no rosto, pois ele pode aumentar a sensibilidade da pele e torná-la mais suscetível a irritação e a danos. Além disso, durante o sono, a pele pode ficar mais vulnerável à fricção contra as roupas de cama e outros fatores externos, o que pode agravar a irritação. Se você deseja usar esse ativo, é melhor aplicá-lo à noite e enxaguá-lo antes de dormir, garantindo que sua pele esteja limpa e seca antes de ir para a cama. Sempre consulte um profissional de cuidados com a pele para avaliar se o uso é adequado para o seu tipo de pele e para obter recomendações sobre o uso correto.

Por quanto tempo usar?

O tempo de uso do ácido glicólico pode variar dependendo da concentração utilizada, do tipo de pele e dos objetivos de cuidado com a pele. Algumas pessoas podem experimentar resultados positivos após algumas semanas de uso, enquanto outras podem precisar de mais tempo.

Se você começar a experimentar efeitos colaterais, como vermelhidão ou descamação, é importante interromper o uso e consultar um profissional de cuidados com a pele para avaliar a situação. Em geral, é recomendado usar o ácido glicólico como parte de uma rotina de cuidados com a pele a longo prazo.

Pode usar ácido glicólico todos os dias?

O uso diário de ácido glicólico pode ser benéfico para a pele, mas deve ser feito com cautela. É importante seguir as instruções de uso fornecidas pelo fabricante e começar com uma concentração baixa, aumentando gradualmente conforme a pele se ajusta ao produto. Algumas pessoas podem ter reações adversas ao seu uso frequente, como vermelhidão, descamação e irritação, por isso é importante interromper o uso se esses sintomas ocorrerem.

Contraindicações

Algumas contraindicações para o uso de ácido glicólico incluem:

  1. Se você tem pele muito sensível, pode ser melhor evitar o uso, pois ele pode causar irritação.
  2. Se você tem lesões na pele, como cortes, queimaduras ou feridas, é melhor evitar o uso do ácido até que as lesões sejam curadas.
  3. Se você tem dermatite atópica, é melhor evitar o uso de ácido glicólico, pois ele pode piorar a condição.
  4. Histórico de reações alérgicas a cosméticos ou produtos de cuidado da pele.

Ácido glicólico para pele negra, pode?

Sim, o ácido glicólico para a pele negra é de grande ajuda no controle da oleosidade, hidratando e equilibrando profundamente a pele, e tudo isso sem ressecar.

É importante lembrar que a pele negra é mais propensa a desenvolver hiperpigmentação ou manchas escuras como resultado de lesões ou irritações, por isso é importante utilizar produtos cuidadosamente formulados e aplicá-los com moderação.

Gestante pode usar ácido glicólico?

Não é recomendado que gestantes usem ácido glicólico. Embora não haja evidências conclusivas de que seu uso possa causar danos ao feto, a segurança durante a gravidez ainda não foi estabelecida. Por precaução, é melhor evitar o uso de produtos com essa substância durante a gravidez e a amamentação.

Confira outros produtos para complementar os cuidados com a pele! 

Água Micelar

Gel de Limpeza

Hidratante Facial

Protetor Solar

Ácido kójico ou hidroquinona no tratamento do melasma?

Ácido Kójico + Ácido Glicólico

ÁCIDO KÓJICO OU HIDROQUINONA NO TRATAMENTO DO MELASMA

O Ácido Kójico é uma substância natural obtida da fermentação de determinados alimentos como o arroz e a soja e há alguns anos vem sendo utilizado em produtos dermocosméticos com a finalidade de clarear manchas e tratar o melasma sendo muito seguro para a pele, especialmente quando se compara à hidroquinona, esta última banida de produtos cosméticos na maior parte do mundo devido aos efeitos adversos já bem documentados.

MELASMA TEM CURA?

O melasma continua sendo um problema de pele que requer grande atenção. Apesar de sua causa ser muitas vezes genética existem fatores que podem agravar o melasma como radiação solar, incluindo luz azul e luz visível, uso de anticoncepcionais, gravidez e, segundo estudos mais recentes, também a poluição atmosférica pode agravar o melasma pela ação oxidativa dos PM – hidrocarbonetos de arila – que em contato com a pele causam disrupção do sistema antioxidante natural levando ao stress oxidativo e aumento da produção de melanina.

ÁCIDO KÓJICO OU HIDROQUINONA?

Apesar de a hidroquinona ser efetiva e ser utilizada há anos no tratamento do melasma, o ácido kójico tem se mostrado um ingrediente mais seguro e mais estável, e também altamente eficiente, principalmente quando combinado com alfa hidroxiácidos como o ácido glicólico, sendo capaz de inibir a tirosinase, quelando o cobre no interior da molécula desta enzima, e também reduzindo o conteúdo de ferro, ação esta responsável por seu efeito anti-envelhecimento e anti-inflamatório.

ESTUDO COMPROVA A SUPERIORIDADE DA COMBINAÇÃO ÁCIDO KÓJICO E ÁCIDO GLICÓLICO

Um estudo publicado no Journal of Dermatologic Surgery avaliou a eficácia da combinação de ácido kójico e ácido glicólico versus a combinação de hidroquinona e ácido glicólico. Trinta e nove pacientes foram tratados de um lado da face com a combinação ácido kójico e ácido glicólico e no outro lado da face com a combinação hidroquinona e ácido glicólico. Os resultados foram documentados por investigação clínica e utilizando-se Lampada de Wood combinado com fotografia de luz ultravioleta. Após o período do estudo foi constatado que 51% dos voluntários responderam igualmente aos dois tratamentos. Porém enquanto 28% dos voluntários tiveram uma redução do melasma mais evidente no lado da face tratado com a combinação ácido kójico e ácido glicólico, apenas 21% tiveram melhores resultados com a combinação hidroquinona e ácido glicólico.

GLICOLYC K: Sérum Clareador e Antissinais com Ácido Kójico e Ácido Glicólico

Glycolic K é um sérum clareador concentrado com alta concentração de Ácido Kójico a 6% e Ácido Glicólico a 8% indicado para o tratamento do melasma e manchas escuras da pele do rosto formulado com ácido kójico puríssimo e agentes permeantes para uma melhor penetração na pele e estabilidade do ácido kójico. Modo de uso e passo a passo do tratamento:

Tratamento do Melasma Passo 1: Aplicar Glycolic K Sérum Clareador– sempre 5 gotas aplicadas em toda a face – pela manhã e a noite, sobre a pele limpa e seca e esperar 1 a 2 minutos para secar;

SÉRUM CLAREADOR ANTI-IDADE GLYCOLIC K | DR. MAURIZIO PUPO

Tratamento do Melasma Passo 2: Aplicar Protetor Solar com Vitamina C e Niacinamida Biosole Oxy FPS 50 sobre toda a face, também pela manhã e a noite, após a aplicação de Glycolic K.

PROTETOR SOLAR CLAREADOR BIOSOLE OXY FPS 50 VITAMINA C E NIACINAMIDA | DR. MAURIZIO PUPO