Tag: caspa oleosa

ENTENDA A CASPA E A DERMATITE SEBORREICA

A dermatite seborreica e a caspa atingem, com maior frequência, os homens. Esta doença da pele é uma alteração inflamatória do couro cabeludo causada pela provável presença de fungos na pele. Na maioria dos casos a dermatite seborreia é crônica e está normalmente relacionada a uma alteração hormonal no homem, causada pelo excesso de produção do hormônio testosterona e a consequente produção excessiva de sebo. Como resultado, a pele se torna irritada pela alta quantidade de sebo, produz prurido, se torna avermelhada e descama (caspa).

A dermatite seborreica costuma ocorrer em picos, dividindo-se em três períodos: nos primeiros três meses de vida, durante a puberdade e durante a vida adulta, com seu ápice entre os 40 e 60 anos de idade.

Caspa: primeira etapa da dermatite seborreica

Mais comum que a dermatite seborreica, estima-se que a caspa no cabelo acomete cerca de 50% da população adulta mundial, sendo também mais comum nos homens do que nas mulheres. Restrita ao couro cabeludo masculino, este quadro envolve prurido e a descamação da pele e, normalmente, se inicia na puberdade e atinge seu pico durante os 20 anos.

Vale ressaltar também que muitos médicos dermatologistas consideram a caspa como a primeira etapa da dermatite seborreica  – as patologias são consideradas pelos profissionais um espectro contínuo de uma mesma doença.

CASPA: O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Tipos de caspa

Os diferentes tipos de caspa são classificados conforme as características do couro cabeludo. A caspa oleosa é a mais comum e está diretamente associada à dermatite seborreica, uma patologia caracterizada pelo excesso de produção de sebo pelas glândulas sebáceas, caracterizada por flocos grandes e amarelados acompanhados por prurido e inflamação (vermelhidão).

Já a caspa seca ocorre nos couros cabeludos secos e normais, nos quais seu aparecimento está associada à inflamação que leva a descamação excessiva, além de ser caracterizada também por flocos brancos e finos. Outra categoria é a caspa resistente, que nada mais é do que a recidiva, que mesmo com tratamento, volta a acometer o couro cabeludo.

Caspa sensível x Tratamentos químicos

O couro cabeludo sensível apresenta irritação, intolerância às substâncias agressivas e, em muitos casos, coceira. Esta irritação pode ser desencadeada por diversos fatores como frio, vento, estresse, alterações hormonais, poluição, sabões e tratamentos químicos.

Os alisantes capilares possuem em sua composição algumas substâncias irritantes para a pele e se usados incorretamente, podem ocasionar queimaduras graves no couro cabeludo, além de quebra dos fios e queda de cabelo. Devido a estas características, estes produtos podem levar a sensibilização dos couros cabeludos.

Caspa x Inverno

Mesmo sendo comum em todas as estações do ano, é mais comum que aumente as queixas sobre o aumento da incidência de caspa no inverno. Nesta época do ano são comuns os banhos muito quentes e demorados que podem promover o aumento da secreção sebácea, melhorando as condições para a proliferação do fungo.

Tratamento para dermatite seborreica

O tratamento existente para os tipos de caspa são os shampoos, que são específicos para cada tipo de couro cabeludo. Ou seja, para um couro cabeludo oleoso, o shampoo indicado é para caspa oleosa. Para um couro cabeludo sensível, é indicado um shampoo que não contenha substancias irritativas. Além disso, no inverno é indicado que os banhos sejam com temperatura mais amena e que os cabelos sejam bem secos para evitar o acumulo de água que poderia melhorar as condições para a reprodução do fungo.