Doença de PelePele

O QUE É ROSÁCEA? ENTENDA OS TIPOS E AS CAUSAS

A rosácea é uma doença de pele muito comum, que afeta cerca de 10% da população mundial. Essa vermelhidão no rosto traz irritações e queda na autoestima, já que altera a estética facial principalmente de mulheres.

Rosácea

A boa notícia é que a rosácea tem tratamento! Continue lendo o post e entenda tudo sobre essa condição e suas formas de tratá-la.

Características da rosácea

A rosácea é uma inflamação crônica que se dá na pele do rosto, atingindo principalmente o centro da face, mas podendo se expandir para as bochechas, nariz, testa e até no queixo. Essa doença tem como característica uma vermelhidão nas áreas afetadas, pequenas bolinhas vermelhas, vasodilatação e lesões semelhantes à acne.

Ela se manifesta inicialmente como uma pré-rosácea, aparentando vermelhidão leve e passageira. Essa etapa pode evoluir progressivamente para a rosácea comum, apresentando ardência e irritação ao contato com a água ou produtos para a pele. É mais comum na pele feminina, porém, quando acometida por homens ela é muito mais grave.

Como surge a rosácea?

Ainda não se sabe ao certo a origem da rosácea, porém especulam-se diversos fatores para o surgimento dessa vermelhidão facial. São eles a predisposição genética, alterações hormonais e emocionais, exposição solar, reação a ácaros, abuso de bebidas alcoólicas e entre outros fatores ainda não conclusivos.

Tipos de rosácea:

Ao contrário do que se imagina, a rosácea não é um distúrbio de características únicas, podendo ser dividido em alguns tipos:

Eritemato telangectasia

É o tipo mais comum, caracterizada com vermelhidão e vasos aparentes no centro da face, podendo causar também ardência. Esse tipo é agravado pelo excesso de exposição solar, consumo de álcool, atividade física e entre outros.

Pápula pustular

Além da vermelhidão comum a todos os tipos, a pápula pustular se distingue pelo surgimento de lesões que se confundem com as da acne, as chamadas lesões pápulo-pustulosas.

Fimatosa

A rosácea fimatosa deixa a pele mais vermelha e espessa, podendo chegar ao ponto de, em áreas como o nariz, dobrar de tamanho, ocasionando também rachaduras e ferimentos na pele.

Ocular

Gera descamação e vermelhidão na área dos olhos, principalmente perto dos cílios, e caso não tratado, pode interferir na visão de quem possui a rosácea ocular.

Como não agravar e tratar a rosácea?

Apesar de não existir cura para essa doença cutânea, é possível tratá-la de modo a não gerar incomodo no dia-a-dia de quem sofre com essa doença.

Cuidado com a alimentação

Evite alimentos picantes ou que estejam muito quentes, isso pode piorar a situação das peles com essa condição.

Evite a exposição solar

A exposição solar prolongada pode não só agravar os quadros de rosácea como também outros tipos de doença cutânea como o melasma e até mesmo o câncer de pele.

Não lavar o rosto com água quente

Tomar banho com água muito quente ou então lavar o rosto nessas condições é altamente perigoso, podendo agravar a vermelhidão e a irritação.

Use dermocosméticos especializados

O uso de produtos dermocosméticos voltados para o tratamento da rosácea pode trazer resultados significativos. Procure pro produtos que possuam ingredientes anti-inflamatórios e antioxidantes, que consigam reduzir o tamanho dos vazos sanguíneos e a vermelhidão da pele, com ação hidratante e que mantenham a pele desinflamada.

Evite o consumo exagerado de bebidas alcoólicas

O abuso de bebidas alcoólicas pode agravar e também fazer surgir a rosácea, afinal o álcool causa uma vasodilatação, aumentando a vermelhidão no rosto.

+ Clique aqui e saiba como evitar manchas solares na pele do rosto!

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.