Resveratrol

DESVENDAMOS O RESVERATROL: ENTENDA OS BENEFÍCIOS DA SUBSTÂNCIA

Rate this post

Cada vez mais procurada nos produtos antienvelhecimento, o resveratrol está em baixo dos holofotes! Para te ajudar a entender os benefícios da nova substância queridinha do mercado cosmético, conversamos com o farmacêutico e especialista em cosméticos, Dr. Maurizio Pupo, e tiramos suas dúvidas. Confira!

O que é o Resveratrol?

Classificado dentro da família dos polifenóis, o resveratrol é uma substância natural encontrada, principalmente, nas uvas italianas. A substância é conhecida devido ao seu poder de aumentar a longevidade das nossas células e, consequentemente, do nosso corpo.

A história por trás do resveratrol

A fama dessa substância começa quando os cientistas descobriram que as pessoas acostumadas a ingerir dois dedinhos de vinho, ou até mesmo meia taça, todos os dias, vivem mais tempo. Ao realizar testes controlados em laboratórios, comprovou-se que era o resveratrol a substância responsável por esta tal longevidade.

De uma maneira simples, este poderoso polifenol atua nos cromossomos do nosso organismo, aumentando e protegendo uma parte específica, conhecida como telômero. Logo, os próprios cromossomos tinham maior tempo de vida e, assim, garantiam também longevidade para as células do corpo.

Com novos estudos, novas propriedades foram descobertas, e entre elas, suas características antioxidantes. O resveratrol apresenta uma grande capacidade de neutralizar os radicais livres e, assim, impede o envelhecimento da pele e a formação de manchas escuras. Com a aplicação tópica da substância, notou-se inclusive que ela é muito bem absorvida pelo organismo, portanto, também incentiva a produção de colágeno e elastina, combatendo a inflamação celular.

Resveratrol: onde encontrá-lo?

O alimento mais rico em resveratrol é o vinho, tanto o vinho branco quanto o vinho tinto (e, destacamos, principalmente, os italianos). Em ambos os casos, a quantidade de resveratrol presente na bebida é diretamente relacionada à região aonde a uva é cultivada. Outro alimento muito rico nesta substancia é o amendoim in natura. O resveratol está presente na casquinha roxa que reveste a oleaginosa.

Ao ingerir alimentos ricos em resveratrol, a substância é distribuída por todas as células do nosso corpo, inclusive para a pele. Porém, quando nós aplicamos um dermocosméstico com resveratrol, depositamos esta substância incrivelmente preciosa na pele, aumentando a concentração absorvida pelo tecido cutâneo: “Quando um dermocosméstico com resveratrol é aplicado topicamente, aumenta-se a concentração da substância diretamente na pele. Esta abordagem é muito diferente de apenas ingeri-la já que através da alimentação ela chega até a pele em pequenas quantidades”, esclarece o Dr. Maurizio Pupo.

Entenda como utilizar essa substância

Os dermocosmésticos com resveratrol, assim como os que possuem vitamina C ou produtos antienvelhecimento, em geral, devem sempre ser aplicados duas vezes ao dia. Durante a manhã, deve-se aplicar o produto com resveratrol e, claro, um bom protetor solar com 12 horas de proteção. Já durante à noite, os dermocosmésticos com essa substância devem ser aplicado antes de deitar e em ambos os casos, sempre após a sua rotina de cuidados e limpeza da pele do rosto. “Assim é possível manter o produto atuando 24 horas por dia na pele, garantindo resultados ainda mais rápidos e eficazes”, conclui o especialista.

Invista no antienvelhecimento

Segundo o Dr. Maurizio Pupo, não existe uma idade correta para começar a utilizar dermocosmésticos com resveratrol. Considerando peles bem cuidadas e protegidas, os primeiros sinais do envelhecimento da pele costumam aparecer por volta dos 25 anos. Por isso, o especialista coloca esta como uma idade ideal para investir nos dermocosméticos. No entanto, ressalta que, no caso de peles mais maltratadas e mais expostas ao sol, os produtos podem ser aplicados até antes.

Tags: