ADA TINAAnti-IdadeCorpoHomemPele OleosaProteção Solar

COMO CUIDAR DA PELE MASCUINA

Com características próprias e muito perceptíveis, a pele do homem possui particularidades que exigem atenção especial. O farmacêutico e especialista em cosmetologia, Dr. Maurizio Pupo, explica que a variação na textura e características da pele entre os sexos se dá, em especial, pela concentração alta de diferentes hormônios. O homem possui maior concentração de testosterona, enquanto a mulher produz estrogênio em maior quantidade.

Dessa maneira, ambos os hormônios interferem na pele de maneira diferente. “A interferência ocorre de tal maneira que a testosterona alta, fundamental para a formação dos caracteres masculinos, também afeta a glândula produtora de sebo, causando seu aumento”, explica.

O drama da oleosidade

Com grande influência da testosterona em excesso, a pele masculina é mais oleosa e, como consequência, ganha também poros dilatados e sofre ainda mais com a temida acne. A acne do homem é sempre mais grave do que no sexo feminino, sendo ainda mais incidente durante os anos da adolescência.

Este excesso de oleosidade no rosto também deixa a pele mais escura devido à exposição a poluição, por exemplo. Outra característica marcante masculina é a sua pele mais grossa — com maior quantidade de queratina, a pele é menos flexível e mais áspera quando comparada a feminina.

A oleosidade afeta também a saúde dos cabelos e pode até mesmo desencadear a dermatite seborreica, caracterizada pela descamação do couro cabeludo devido ao excesso de sebo. Por outro lado, a testosterona pode também causar a queda de cabelo no homem, contribuindo para o desenvolvimento da calvície.

Pele do homem: como cuidar

Apesar da longa lista de efeitos, lidar com a pele oleosa masculina é mais simples do que imaginamos. A alimentação saudável é um fator importante: o ideal é evitar a ingestão de alimentos gordurosos ou com gorduras de baixa qualidade, como carnes e embutidos.

Uma boa rotina de cuidados inclui a limpeza da pele do homem, utilizando-se sabonetes suaves e livres de sabão. A esfoliação do rosto também é uma boa pedida e os produtos com microesferas abrasivas (responsáveis pela esfoliação mecânica) também ajudam no processo de rejuvenescimento celular. Além disso, a esfoliação também ajuda na diminuição da foliculite da barba, infecção no folículo em que o pelo nasce.“A testosterona tende a aumentar a espessura da pele e a esfoliação atua na eliminação da queratina excessiva, enquanto limpa profundamente os poros”, explica Dr. Maurizio.

O farmacêutico também recomenda o uso de produtos à base de zinco, componente escasso na pele do homem que pode atuar como antioxidante potente. Outra opção é o uso do ácido salicílico, produto que, em concentrações corretas, atua como um esfoliante suave para a pele.

O fantasma do envelhecimento

Em relação ao temido envelhecimento da pele, as mulheres ganham com grande vantagem. Com a alta concentração de estrogênio, hormônio com forte poder antioxidante, a pele da mulher é mais protegida diante dos efeitos da idade. Dessa maneira, a pele masculina sofre uma influência ainda mais intensa dos agentes externos, como raios do sol, poluição e o cigarro, por exemplo.

Segundo Maurizio Pupo, o envelhecimento da pele do homem é mais intenso e enérgico quando comparado ao feminino. Por isso, a melhor solução contra os efeitos da idade é o uso de cremes antioxidantes. Substâncias como a vitamina C, delta viniferina e a vitamina E são boas opções, conforme o farmacêutico.

Quebra de padrões

Apesar do aumento no uso de cosméticos e a procura crescente por médicos dermatologistas, o homem é mais indisciplinado quanto aos cuidados diários com a pele. O homem tende a abusar mais do cigarro e da má alimentação, além de se expor mais ao sol. “Homens tendem a apresentar manchas na pele, rugas e sinais de envelhecimento bastante salientes, fazendo um contraponto àquela mulher que se cuida mais e chega a uma certa idade ainda com a pele muito bonita: por isso, os homens precisam se cuidar mais”, conclui Maurizio Pupo.

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *