12 Horas de Proteção SolarCloasmaMelasmaProteção SolarProtetor SolarProtetor Solar com CorRadiação solarRostoRugasSkincareVerão

10 MITOS E VERDADES SOBRE PROTETOR SOLAR 2024

O protetor solar tornou-se um aliado crucial na defesa da pele contra queimaduras, envelhecimento precoce e, principalmente, o desenvolvimento de câncer de pele. No entanto, ao redor desse produto essencial, existem diversos mitos e verdades que permeiam a mente das pessoas. Nesta redação, exploraremos minuciosamente 10 desses aspectos, buscando elucidar o conhecimento sobre o protetor solar e sua aplicação correta.

Confira!

1. Protetores solares causam acne?

Mito.

Alguns protetores solares contêm ingredientes comedogênicos que podem obstruir os poros, mas há opções específicas para peles propensas à acne. Optar por produtos rotulados como “não comedogênicos” ou “Oil free” ajudam a prevenir o surgimento de acne enquanto se beneficia da proteção solar.

Procure protetores que ajudam a manter o brilho saudável da pele, nutrindo e devolvendo a iluminação natural.

2. A proteção solar é crucial mesmo em dias nublados?

Verdade.

Os raios UV podem penetrar nuvens, atingindo a pele mesmo em dias nublados.

Uma alta porcentagem de luz ultravioleta (UV) emitida pelo sol penetra através das nuvens mesmo em dias nublados

Portanto, aplicar protetor solar diariamente é uma prática recomendada para prevenir danos cumulativos causados pela exposição solar regular.

3. Protetor solar não é necessário para tipos de pele mais escuras?

Mito.

A pele com um fototipo mais elevado é caracterizada por uma maior quantidade de melanina, a substância responsável pela nossa pigmentação. Esse fator, por si só, justifica a necessidade do uso de protetor solar. Embora a melanina seja uma defesa natural da pele contra a radiação, uma produção excessiva pode levar à hiperpigmentação.

Mesmo em peles negras, que possuem uma fotoproteção natural de até 13.4, é importante destacar que essas peles também tendem a ter uma maior oleosidade, tornando-as suscetíveis a certas condições cutâneas. Portanto, cuidados específicos e uma proteção adicional são indispensáveis para manter a saúde da pele e prevenir manchas. A radiação solar representa uma ameaça real para a pele, independentemente do fototipo.

4. Usar um protetor solar com FPS mais alto significa que posso ficar mais tempo ao sol?

Mito.

O Fator de Proteção Solar (FPS) representa a eficácia do protetor solar em resguardar a pele contra as radiações ultravioleta (UVB). Essa forma de radiação é conhecida por provocar queimaduras solares, evidenciadas pela vermelhidão e ardência cutânea após a exposição. Contrariamente à crença popular, o FPS não indica diretamente a duração da proteção contra a radiação UVB.

A numeração associada ao FPS reflete quantas vezes o produto em questão consegue proteger a pele dos raios UV emitidos pelo sol. Por exemplo, um protetor solar com FPS 30 oferece uma proteção 30 vezes superior a pele em comparação com a ausência de qualquer proteção.

5. Criança pode usar protetor solar?

Verdade.

É altamente recomendado que crianças usem protetor solar. A pele infantil é mais sensível e suscetível aos danos causados pelos raios ultravioleta do sol. A exposição excessiva ao sol durante a infância pode aumentar o risco de desenvolvimento de câncer de pele mais tarde na vida. Além disso, queimaduras solares na infância podem causar danos permanentes à pele.

Ao escolher um protetor solar para crianças, é importante optar por produtos formulados especificamente para a pele delicada e mais sensível delas. Deve-se usar um protetor solar com um fator de proteção solar (FPS) adequado, geralmente acima de 30, e aplicá-lo generosamente em todas as áreas expostas ao sol.Além disso, é aconselhável evitar a exposição direta ao sol durante as horas mais intensas, geralmente entre 10h e 16h, quando os raios solares são mais fortes. Vestir roupas de proteção, como chapéus e roupas de manga longa, também é uma prática recomendada para proteger a pele das crianças contra a exposição solar.

6. Protetores solares de Alto FPS são oleosos e pesados?

Mito.

Contrariamente à crença comum, a afirmação de que protetores solares com Fator de Proteção Solar (FPS) mais elevado têm uma textura oleosa e pesada é um mito. Recentemente, a Ada Tina lançou dois inovadores protetores solares com FPS 99, apresentando uma textura surpreendentemente leve.

Estes produtos foram especialmente formulados para proporcionar uma experiência agradável sem sobrecarregar a pele, sendo indicados para todos os tipos, inclusive peles mais oleosas, mistas e acneicas. Esses lançamentos notáveis da marca garantem uma aplicação suave, sem deixar a temida marca branca na pele, tornando-os adequados para todas as tonalidades de pele. Além disso, oferecem uma proteção robusta de 12 horas contra os raios UV do sol, incluindo UVA de longo alcance, e mantêm a estabilidade fotoprotetora por 12 horas. Essa inovação desmistifica a associação tradicional entre alto FPS e textura pesada, oferecendo uma opção leve e eficaz para todos os tipos de pele.

7. O uso diário do protetor solar é crucial, independentemente das atividades planejadas?

Verdade.

A exposição diária ao sol, mesmo em pequenas quantidades, pode resultar em danos cumulativos à pele ao longo do tempo. Portanto, a aplicação do protetor solar é essencial, mesmo em dias de rotina e indoor.

8. Mesmo os protetores solares à prova d’água precisam ser reaplicados após nadar?

Verdade.

No Brasil, desfrutamos praticamente de um verão ao longo de todo o ano, devido à intensidade solar elevada. Portanto, é imprescindível nunca esquecer de aplicar o protetor solar.

Durante a temporada de verão, é comum aumentar as atividades ao ar livre, incluindo idas à piscina e à praia. Nestes casos, é crucial optar por produtos especialmente formulados para resistir à água. A ADA TINA apresenta o Biosole Fluid FPS 90, que proporciona 12 horas de proteção solar sem a necessidade de reaplicação, é resistente ao suor, oil-free e é uma excelente escolha para atletas, sendo altamente resistente à água.

O FPS 90 bloqueia mais de 99% da radiação solar, enquanto oferece proteção contra os raios UVA. Além disso, sua fórmula é enriquecida com antioxidantes provenientes da oliva, como o hidroxitirosol e oleuropeína. Ideal para aqueles que praticam esportes ou estão frequentemente expostos ao sol, graças à sua textura leve, fácil aplicação e espalhabilidade. Permite a aplicação de sérum antes, ou até mesmo de corretivo e pó depois, sem comprometer a textura agradável e o toque seco.

9. Aplicar uma grande quantidade de protetor solar de uma vez é mais eficaz?

Mito

A quantidade certa de protetor solar é fundamental para garantir uma proteção eficaz. Aplicar uma camada grossa não aumenta a eficácia; ao contrário, pode resultar em uma distribuição desigual e, portanto, em áreas não protegidas.

Os protetores Ada Tina formulados para maior resistência com * aplicação de apenas 1 dedo, equivalente a 1g de produto, é suficiente para proteger todo o rosto e atingir o FPS declarado na embalagem do produto, ou seja, para conseguir a proteção exata e perfeita!

*Informações de acordo com as normas europeias da COLIPA, reconhecida pela ANVISA.

10. Existem diferentes tipos de raios UV e nem todos os protetores solares os bloqueiam completamente?

Verdade

Os raios UV são divididos em UVA e UVB, e alguns protetores solares podem oferecer uma proteção mais eficaz contra um tipo em comparação com o outro. Verificar o rótulo para garantir que o protetor solar ofereça proteção de amplo espectro é essencial para abranger ambos os tipos de raios.

A Tecnologia Solent®,presente com exclusividade nos protetores solares Ada Tina, fornecem tripla ação, contra os raios UVA e UVB e tbm UVA1 ou longo, os quais causam danos irreparáveis a pele.

Comentários

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *